Armando Monteiro é oficializado como candidato ao Governo de Pernambuco

Slogan da campanha foi divulgado (Foto: Ricardo Labastier/Divulgação)

Com muita festa e cercado de apoiadores, Armando Monteiro Neto (PTB) foi oficializado candidato ao Governo do Estado. Na convenção partidária realizada em Olinda (PE) na manhã de hoje (4), o senador entrou no palco de mãos dadas com os dois indicados ao senado pela frente Pernambuco Quer Mudar, Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM).

O evento contou com a participação do Grupo Coelho que compareceu em peso na convenção. Liderados por Armando, a oposição busca, como afirmaram, levar Pernambuco de volta ao caminho do progresso.

A convenção também serviu para confirmar os candidatos a deputado estadual e federal da oposição, entre eles Antônio Coelho (DEM) para à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) e Fernando Filho (DEM) que busca sua reeleição como federal.

O escolhido para vice de Armando é Fred Ferreira (PSC), vereador do Recife, membro do clã Ferreira, família que compunha o grupo de Paulo Câmara (PSB), mas optou por ser oposição nas eleições de outubro.

Convenção do PSOL vai confirmar Lucinha Mota como candidata a deputada estadual

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Mais um partido agendou sua convenção partidária para este sábado (4). Depois da frente oposicionista “Pernambuco Quer Mudar” se reunir durante a manhã no Recife (PE), o PSOL marcou para 15h a reunião que confirmará o nome de Lucinha Mota como candidata a deputada estadual.

LEIA TAMBÉM:

Pré-candidata a deputada estadual, Lucinha Mota tem segurança pública como principal bandeira

PSOL de Petrolina lança pré-candidatos às eleições de 2018, entre eles Lucinha Mota

A pré-candidatura de Lucinha, mãe de Beatriz Angélica Mota foi anunciada pelo partido em maio desse ano, com a presença de membros do partido no estado. Além dela, nomes como o de Rosalvo Antônio e Edvaldo Landim também foram colocados à disposição do partido para disputar vagas na Câmara dos Deputados.

Durante a convenção o partido fará uma homenagem à Beatriz, conforme o pai da garota e esposo de Lucinha, Sandro Romilton adiantou ao Blog Waldiney Passos.

Em Pernambuco, a aliança com o PCB resultou em uma chapa majoritária formada por mulheres, na disputa ao Governo do Estado e Senado Federal.

Durante convenção que confirmou Lóssio como candidato a Governador, ex-prefeito de Petrolina critica PT por rifar Marília

(Foto: Reprodução/Internet)

A Rede Sustentabilidade realizou na noite da sexta-feira (3) sua convenção partidária que confirmou Júlio Lóssio como candidato ao Governo de Pernambuco. Durante o ato, o ex-prefeito de Petrolina criticou a decisão do PT Nacional em vetar Marília Arraes.

“Ontem [quinta-feira] se sacramentou talvez um dos grandes golpes da política pernambucana quando foi retirada a candidatura de Marília Arraes. A presença da Marília engrandeceria esse processo”, destacou o ex-prefeito de Petrolina.

LEIA TAMBÉM:

Marília se manifesta por nota e afirma que “esperança não se negocia”

Marília Arraes tem candidatura rifada novamente pelo Diretório Nacional do PT

A convenção também confirmou os nomes dos deputados estaduais e federais, além dos senadores pelo partido. “Quando comecei a discutir essa caminhada, decidi procurar a Rede porque queria adentrar em um partido onde eu pudesse ter a segurança de caminhar”, afirmou Lóssio.

Falando para seus companheiros de partido e amigos, Lóssio criticou o atual Governo Estadual e pediu mudança. “Nós precisamos fazer um Estado menos desigual. Pernambuco hoje sofre em todos os locais, precisa de renovação”, finalizou.

Convenção partidária da oposição acontece na manhã deste sábado (4)

(Foto: Divulgação)

O penúltimo dia de convenção partidária começará com a confirmação da frente oposicionista em Pernambuco, às 9h. Liderados pelo pré-candidato ao Governo do Estado, Armando Monteiro Neto (PTB), a chapa majoritária já tem os nomes de Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM) ao Senado Federal, faltando o vice de Armando.

Membros da oposição, o grupo Coelho comparecerá em peso no ato. Além dos pré-candidatos a deputado estadual, Antônio Coelho (DEM) e Fernando Filho (DEM), o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) e o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho estão confirmados no ato.

Pernambuco já está no centro das atenções porque até domingo o PT deve decidir sobre a pré-candidatura de Marília Arraes, que ganhou apoio dos delegados estaduais e já acionou a executiva nacional sobre a permanência na disputa.

Convenção da Rede confirmará Lóssio como candidato ao Governo

O ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio será oficializado como candidato ao Governo de Pernambuco na sexta-feira (3), no Recife. A Rede Sustentabilidade agendou a convenção partidária para às 19h, no Recife Praia Hotel.

Juntamente com Lóssio devem ser apresentados os candidatos a vice-governador, senador, deputado federal e estadual pela sigla, entre eles a esposa do ex-prefeito, Andréa Lóssio que é pré-candidata a deputada estadual.

A nível nacional a Rede se encaminha para confirmar o nome de Marina Silva como pleiteante à Presidência da República. O prazo para as convenções partidárias acontecerem termina no domingo (5).

Marília Arraes reafirma sua pré-candidatura ao Governo de Pernambuco

A vereadora do Recife, Marília Arraes (PT) divulgou um vídeo em suas redes sociais rebatendo os boatos de que o PT teria retirado sua pré-candidatura ao Governo de Pernambuco. Ela relembrou os vários ataques que sua candidatura recebeu nos últimos meses e convocou delegados para comparecer à convenção estadual.

LEIA TAMBÉM:

Encontro do PT nacional deve confirmar retirada de Marília Arraes das eleições

Mais cedo jornais do Recife noticiaram a retirada da pré-candidatura da vereadora, após o PT nacional ter optado pela aliança com o PSB em 10 estados, entre eles Pernambuco. Entretanto, um grupo contrário à decisão entrou com um recurso ao diretório nacional destacando os resultados expressivos de Marília nas pesquisas.

Confira a seguir o vídeo da pré-candidata ao governo

PCdoB confirma Manuela D’Ávila como candidata à Presidência da República

(Foto: Alessandra Modzeleski)

Um ato breve do PCdoB confirmou o nome de Manuela D’Ávila como candidata a presidente nas eleições de outubro. Essa é a primeira vez que o partido indica um nome desde 1989, quando passou a ingressar nas alianças com o PT.

“Nossa candidatura é a construção da saída do grave crise que nosso país enfrenta. Seremos aqueles que dialogaremos com as mulheres e homens e diremos que é inadmissível abrir mão do nosso país e deixar de votar”, disse a deputada estadual.

Além de Manuela, a esquerda já tem outra candidatura confirmada, a do PSOL, com Guilherme Boulos e Sônia Guajajara, que foram anunciados pela sigla no dia 21 de julho. A convenção do partido aconteceu no auditório da Câmara dos Deputados em Brasília.

Ato da Oposição que confirmará Armando ao Senado está marcado para manhã de sábado

(Foto: Ascom)

A frente Pernambuco Quer Mudar já tem tudo programado para confirmar o nome do senador Armando Monteiro Neto (PTB) para a disputa ao Governo de Pernambuco. A convenção será realizada no sábado (4), às 9h, em Olinda. Além de Armando, o grupo já tem dois pré-candidatos ao Senado: Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB).

Falta, no entanto, o nome do vice-governador que somente será conhecido na convenção. O grupo oposicionista está formado hoje por 12 partidos: PTB, PSDB, DEM, PSC, PPS, PRB, Podemos, PV, PSL, PRTB, PHS e PSDC. Durante o evento também serão apresentados os pleiteantes a deputado estadual e federal.

“Fui convocado pela frente de partidos para liderar um novo tempo em Pernambuco, que resgate a esperança da nossa população e o protagonismo que o nosso Estado sempre teve”, disse Armando.

O prazo para os partidos realizarem as convenções partidárias termina em 5 de agosto e as chapas precisam ser registradas até dia 15 do mesmo mês. As eleições estão previstas para 7 de outubro.

Diretório nacional do PSB adia convenção para agosto

Partido de Câmara (foto) se divide entre apoio a Ciro ou Lula (Foto: Ilustração)

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira anunciou na terça-feira (24) o adiamento da convenção do partido para agosto. Anteriormente a data prevista era 30 de julho, mas com a necessidade de ganhar tempo para formar alianças Siqueira optou pela decisão de retardar o encontro.

Atualmente os socialistas dialogam com PT e PDT, ambos com pré-candidatos à Presidência da República. A nível nacional, nos bastidores corre o boato de que Ciro Gomes ganhou a preferência do PSB, enquanto que em Pernambuco o nome de Lula segue como preferido da ala socialista.

Os partidos têm até dia 5 de agosto para realizar as convenções partidárias e anunciar seu candidatos. A oposição pernambucana já anunciou sua data, para o dia 4 do mês que vem.

Pernambuco: Oposição oficializará chapa majoritária em 4 de agosto

(Foto: Divulgação)

O grupo de oposição ao Governador Paulo Câmara já tem data para realizar a convenção partidária. O encontro que vai definir o vice-governador e oficializar a chapa encabeçada pelo senador Armando Monteiro Neto (PTB) acontecerá no dia 4 de agosto, em Recife.

LEIA TAMBÉM:

Nova pesquisa para governador de Pernambuco aponta empate técnico entre Marília e Paulo Câmara; Armando fica em terceiro

Oposição confirma Armando Monteiro como pré-candidato ao Governo de Pernambuco

As convenções partidárias começaram na sexta-feira (20) e devem ser feitas até o dia 5 do próximo mês. Passado esse prazo, os partidos têm até o dia 15 para registrar as chapas que concorrerão às eleições de outubro.

Além de Armando, o nome de Mendonça Filho também está confirmado, mas para a disputa ao Senado Federal. O grupo Pernambuco Quer Mudar é formado por PTB, DEM, PSDB, PODEMOS, PRB, PV, PPS e PSC.

Convenções partidárias nacionais começam amanhã (20)

A partir desta sexta-feira (20) os partidos iniciam as convenções partidárias nacionais para definir os candidatos à Presidência da República. Os nomes dos presidentes e vices devem ser aprovados pelos partidos até 5 de agosto e registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no máximo até 15 de agosto.

Atualmente 18 pré-candidatos estão disputando a atenção do eleitor, mas o número deve ser reduzido até o próximo mês. Um dos motivos é a aliança de partidos, a exemplo do DEM e PCdoB que já foram orientados a abrir mão de seus nomes.

Dos 18 pré-candidatos, siglas como o PDT, PSC e PMN oficializar a desistência para montar uma candidatura mais forte com outros partidos. Por outro lado, o PSOL tende a manter os nomes de Guilherme Boulos e Sônia Guajajara para a disputa.

O PSL de Jair Bolsonaro deve se reunir nesse final de semana para discutir quem será seu vice, após negativas recebidas na semana. O PT tende a manter o nome de Luiz Inácio Lula da Silva, enquanto o PSDB ainda trabalha para saber quem será oficializado.