Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Ameaças de ataques a escolas de Casa Nova suspendem aulas e vereador cobra segurança

Escola Odete Viana seria um dos alvos do suposto ataque.

Desde o início desta semana, circula nas redes sociais de Casa Nova postagens de ameaças de ataques às escolas do município. Na noite da segunda-feira (27), o medo havia tomado de conta de alunos, professores e profissionais da educação, levando à suspensão das aulas nas escolas Julia Borges, citada em uma das postagens, e na Odete Viana.

Acompanhado da Secretaria de Educação, o prefeito Wilker Torres percorreu as unidades escolares da cidade, tranquilizando os profissionais e alunos e esteve na delegacia e no batalhão da Polícia Militar, solicitando informações do andamento das investigações e reforço na segurança.

O vereador Uilian Pereira (PMDB) ocupou a tribuna na noite dessa terça-feira (28) para falar das ameaças. “Desde ontem à noite e hoje pela manhã fomos bombardeados pelas redes sociais com suposto atentado nas escolas municipais de Casa Nova, em especial a Escola Julia Borges e Odete Viana”.

LEIA MAIS

Guarda Municipal de Juazeiro intensifica patrulhamento nas escolas após ameaças

Patrulhamento deve continuar até a próxima semana.

Após as ameaças de ataques a escolas de Juazeiro (BA) divulgadas por meio de WhatsApp, a Guarda Civil Municipal intensificou o patrulhamento nas unidades educacionais. Nessa quinta-feira (04), foram enviadas equipes às instituições de ensino públicas e particulares. A segurança deve continuar até a próxima semana.

“Assim que saíram esses áudios, o secretário de Governo Clériston Andrade solicitou imediatamente o apoio da Guarda. Desde as seis horas da manhã de hoje [quinta-feira] estamos com equipes em frente às escolas”, disse Israel Marcos, Inspetor-chefe da guarda.

Prefeitura conclui obras em quatro escolas e creches de Petrolina

Cerca de 60 escolas e creches já passaram por manutenção ou estão com obras em andamento. (Foto: ASCOM)

O prefeito Miguel Coelho vistoriou, nessa segunda-feira (1º), quatro unidades de ensino que receberam obras de manutenção. As escolas Paulo Freire (São Gonçalo), Julia Elisa Coelho (Alto do Cocar) e creches Tia Dulcinéia (Palhinhas) e Edith Bezerra (Alto da Boa Vista) saíram de uma condição de sucateamento para estruturas humanizadas. O trabalho faz parte de um conjunto de ações da plataforma “Petrolina Educa”, iniciativa para melhorar a infraestrutura e ensino na rede municipal.

As unidades receberam obras como pintura, troca de telhados, janelas, portas e revestimentos. Também foram promovidas revisões hidráulicas, elétricas; recuperação de muros e outros equipamentos.

“Encontramos as escolas municipais numa situação de penúria. Desde o ano passado, estamos promovendo obras para dar condições adequadas para o ensino. Afinal, não adianta ter um professor na sala, os alunos e as escolas estarem sucateadas”, justificou o prefeito durante as vistorias.

Cerca de 60 escolas e creches já passaram por manutenção ou estão com obras em andamento nos últimos seis meses. Até o final do ano, a Prefeitura de Petrolina promoverá serviços para melhorar as instalações de pelo menos 90 unidades de ensino na área urbana e zona rural.

Policias Militar e Civil participam de encontro sobre segurança em escolas de Cabrobó

Gestores participam de reunião com polícia Civil e Militar. (Foto: ASCOM)

Na tarde dessa quarta-feira (20), as Policias Militar e Civil participaram de uma reunião com a Secretária de Educação de Cabrobó (PE), Lorenna Sampaio, e gestores das escolas municipais para debaterem sugestões de segurança e um modelo integrado de atuação envolvendo os setores da educação e polícia.

O encontrou contou com a participação do Comandante da 2ª CIPM Major Ivanildo e do Delegado da Polícia Civil Elioenai Filho. Na oportunidade, foram repassadas dicas de segurança para gestores escolares e pactuadas ações a serem desenvolvidas com a finalidade de melhorar a proteção nas escolas.

Após parceria com o Estado, Casa Nova garante duas novas escolas estaduais

(Foto: Gil Castro/ASCOM)

Além de inaugurar os 39 quilômetros da estrada que dá acesso ao distrito de Pau a Pique e nove sistemas integrados de abastecimento de água, o governador Rui Costa anunciou que Casa Nova terá duas novas escolas estaduais.

Os novos equipamentos serão construídos nos distritos de Santana do Sobrado, o maior do município, e Pau a Pique. A confirmação das obras acontece após reuniões e requerimentos feitos pelo deputado estadual Tum e pelo prefeito Wilker Torres.

De acordo com o governador, somente a unidade de Santana do Sobrado representa um investimento de R$ 4,5 milhões de reais, gerando também emprego e renda em sua fase de construção.

LEIA MAIS

Novas escolas em tempo integral iniciam aulas nesta segunda em Petrolina

(Foto: Jonas Santos/Arquivo PMP)

A partir desta segunda-feira (11), as atividades do ano letivo 2019 na modalidade de ensino integral serão iniciadas em três escolas do município. Com horário diário de 7h30 às 16h30, essas unidades terão uma jornada de 9 horas, divididas em aulas de 50 minutos, além dos períodos para refeição e descanso.

Esse modelo será implantado pela primeira vez nas escolas Monsenhor Bernardino, na Vila Eulália e Anézio Leão, na Vila Eduardo, além da São Domingos Sávio, no Gercino Coelho, que já trabalhava nesse formato anteriormente.

No ensino de período integral, os alunos passam a ter um acompanhamento mais próximo por parte dos professores e também da comunidade escolar, para reforço do conteúdo ofertado em sala de aula e maior participação nas atividades e ações da escola, fortalecendo o protagonismo estudantil.

A iniciativa faz parte do Programa Municipal de Educação Integral (ProMEI) da plataforma Petrolina Educa e visa criar uma política pública permanente para manter as crianças por mais tempo nas salas de aula, com mais qualidade no aprendizado e redução na evasão escolar.

Execução do Hino Nacional nas escolas é lei desde 2009

(Foto: Internet)

Após o Ministério da Educação (MEC) enviar carta, no início desta semana, aos colégios pedindo que os alunos cantassem o Hino Nacional em frente à bandeira do Brasil, uma grande polêmica sobre essa obrigatoriedade virou ponto de discussão entre bolsonaristas e esquerdistas.

Além da discussão sobre a necessidade de filmar as crianças entoando o hino e a leitura da carta que terminava com o slogan da campanha de Jair Bolsonaro: “Brasil acima de tudo. Deus acima de todos”, algumas escolas se mostraram insatisfeitas com a obrigatoriedade do canto do Hino.

Pernambuco, por exemplo, afirmou que o Governo Estadual não vai cumprir a solicitação. “Informamos a todos que esta medida proposta pelo MEC não terá aplicabilidade nas escolas da rede pública estadual”, informou a Secretaria de Educação e Esporte pernambucana em nota oficial. Além disso, afirmou que a “ação do MEC fere a autonomia da gestão” nas escolas e dos Entes da Federação.

LEIA TAMBÉM

Escolas de Pernambuco não cumprirão orientação do MEC; Ricardo Vélez afirma ter cometido um erro

No entanto, a carta não se trata de uma recomendação, mas sim da aplicabilidade de uma lei de 2009, sancionada pelo vice do ex-presidente Lula, José Alencar, e com aval de Fernando Haddad, então ministro da Educação.

A Lei nº 12.031, de 21 de setembro de 2009 acrescenta que “Nos estabelecimentos públicos e privados de ensino fundamental, é obrigatória a execução do Hino Nacional uma vez por semana”. O novo texto alterou a lei nº 5.700/71, que já previa a execução do hino nas instituições de ensino. A nova redação apenas reforçou que isso deveria acontecer semanalmente.

LEIA MAIS

Professores de Juazeiro realizam manifestação contra a municipalização de escolas estaduais

Professores decidiram por manifestação após assembleia na APLB.

Após a tentativa do governo do estado da Bahia de municipalizar quatro escolas de Juazeiro (BA), profissionais da educação e professores da rede municipal de ensino devem realizar, nesta terça-feira (5), um ato público, às 8h, em protesto à ação do governador Rui Costa.

De acordo com a proposta do estado, as quatro escolas, que estão em funcionamento e fazendo matrículas, devem ser entregues ao município que deverá assumir os alunos do ensino fundamental 2. Porém, os alunos do ensino médio e da EJA, já matriculados nessas unidades, e os professores deverão ser relocados para outras escolas que pertencem à rede estadual.

Segundo o presidente do Sindicato dos professores de Juazeiro, Gilmar Nery, a decisão do governo estadual é irresponsável, principalmente pelo fato de não discutir a municipalização das escolas.

“Os trabalhadores ficam se perguntando para onde irão, como serão acomodados caso essa municipalização aconteça. Então é o momento de darmos as mãos e irmos as ruas tornar pública essa atitude e pedir o apoio da comunidade para que a municipalização dessas escolas não aconteça”, disse Gilmar.

LEIA MAIS

SEDUC inicia renovação de matrículas para alunos das escolas municipais de Juazeiro

(Foto: ASCOM)

A equipe da Secretaria de Educação e Juventude (SEDUC) iniciou nesta segunda-feira (03) em Juazeiro (BA), o período de renovação de matrícula do ano letivo de 2019. Dentro do calendário, os alunos da Educação Infantil (creches) poderão fazer a renovação no período de 03 a 07 de dezembro e do Ensino Fundamental de 12 a 27 de dezembro, inclusive os alunos com deficiência.

As equipes estarão disponíveis nas unidades escolares, das 8h às 17h. Os pais ou responsáveis devem comparecer até a unidade escolar para assinar a renovação da matrícula.

Os alunos novatos poderão realizar as matrículas nas escolas da rede municipal em janeiro de 2019. O início das aulas está previsto para o dia 18 de fevereiro.

Educação ambiental: estudantes de Petrolina estão aprendendo sobre riscos dos agrotóxicos

Os primeiros resultados da pesquisa apontam que 85% das crianças já tiveram contato direto ou indireto com agrotóxicos. (Foto: Divulgação/AMMA)

Uma parceria entre a Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) e o Instituto Federal do Sertão de Pernambuco está fazendo um alerta aos estudantes da rede municipal de Petrolina sobre os riscos do contato com agrotóxicos.

O alvo das atividades do projeto de pesquisa são as escolas localizadas nos projetos irrigados do município. Através da educação, os profissionais pretendem desenvolver uma consciência ambiental que começou pelos alunos da escola Manoel Alves Nogueira, no N-4.

A pesquisa consiste na aplicação de um questionário para o levantamento do número de crianças que têm contato com as substâncias ou que conhecem pessoas envolvidas no processo nas áreas irrigadas.  Durante as palestra, os estudantes tiram suas dúvidas e recebem orientações sobre os riscos que os agrotóxicos representam.

Um dos participantes convidados é o diretor de Projetos Ambientais da AMMA, Victor Flores. O convite surgiu a partir do trabalho desenvolvido pela prefeitura no campo da educação ambiental. Através de ações já promovidas no município, o representante da Agência tem a oportunidade de levar conhecimento para os estudantes da região.

LEIA MAIS

Escolas municipais e comunidades realizam 3ª Caminhada pela Paz em Juazeiro

O Centro de Referência da Assistência Social – CRAS do bairro João Paulo II também participou da Caminhada da Paz.

Escolas da Rede Municipal de Ensino de Juazeiro realizaram no último sábado (22), a 3ª Caminhada pela Paz, com o tema ‘Escola e Comunidade Unidas Pela Paz’. Com a participação de mais de mil pessoas, entre alunos, pais, professores e comunitários, as escolas Anália Barbosa, Amélia Duarte, Santo Guilhermino, Haydde Fonseca, Mazzarelo Rocha e Nélia Costa, fizeram um percurso do bairro Antônio Guilhermino até o João Paulo II, em Juazeiro.

Com o objetivo de desenvolver uma cultura de paz através da solidariedade e respeito em combate à violência, anualmente as escolas situadas nos bairros Antônio Guilhermino e João Paulo II realizam uma parceria com as Associações dos moradores das comunidades e juntos, participam da caminhada.

De acordo com a gestora Neila Ramos, da Escola Anália Barbosa, o evento além de contribuir para a formação dos alunos, enriquece a união com a comunidade. “A caminhada da Paz é importante para as escolas, propicia elementos de ação e reflexão junto às comunidades envolvidas para o desenvolvimento de uma cultura de paz, a qual se efetiva na superação da violência, a partir da vivência do diálogo e convivência harmônica baseada na solidariedade e respeito”, disse.

Estudantes participam da caminha da paz em Juazeiro

A caminhada pela paz é organizada pela Escola Recanto do Pequeno Príncipe de Juazeiro que completa 50 anos de fundação. (Foto: Josenaldo Rodrigues)

Centenas de estudantes de escolas públicas e particulares de Juazeiro (BA) participam, na manhã deste sábado (25), de mais uma edição da Caminhada pela Paz.

Com faixas e cartazes com frases que fazem apelos à tolerância, ao amor e a paz no mundo, os manifestantes saíram às 8h da avenida Adolfo Viana e seguiram em direção ao centro da cidade.

Além do apoio de carros de som, também animam a caminhada as bandas marciais do Colégio Estadual Codefas e do Colégio da Polícia Militar. As crianças e adolescentes atendidos pela APAE de Juazeiro também participam do evento.

Juazeiro: Projeto “Roda de Leitura” da 73ª CIPM realiza nova rodada em escolas

A ação atingiu um público de 505 educandos. (Foto: ASCOM)

Durante essa semana, de segunda (13) até esta quinta (16), os policiais da 73ª CIPM, comandada pelo Major PM Eduardo Almeida Cunha, realizaram mais uma rodada de leitura com crianças na faixa etária de 03 a 05 anos, em 04 instituições de ensino, públicas e privadas de Juazeiro (BA).

Esse projeto é aplicado por policiais capacitados e com o uso de livro infantil elaborado para o momento, de modo que todos percebam as formas de atuação do policial em suas diversas maneiras. Através da ação, a criança é levada a entender o papel educativo e preventivo da corporação.

Segundo a unidade policial, o resultado é o carinho especial dos pequenos com os militares, com muitos sorrisos e abraços. Assim, a 73ª CIPM contribui para o fortalecimento da segurança pública, aproximando a comunidade nessa corrente do bem.

As escolas atendidas foram

  • Emei Anna Hilda Leite Farias
  • Escola Montessori Casa de Bambini
  • Centro Educacional Mentes Brilhantes
  • Escola Recanto do Pequeno Príncipe

PROERD realiza projeto “Roda de Leitura” em escolas de Juazeiro

Durante essa semana, a equipe do Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD) da 73ª CIPM visitou várias escolas municipais e EMEI’s de Juazeiro (BA) para mais um projeto dentro da linha preventiva de atuação da PM-BA: “Polícia e Comunidade na corrente do bem” – que tem, entre outros objetivos, esclarecer o verdadeiro papel da polícia junto à comunidade.

Na oportunidade, foi apresentado o projeto “Roda de Leitura”, que consiste em uma roda de leitura com contação de história de forma lúdica, levando os participantes a uma viagem diferente, dentro das várias linhas de atuação do serviço policial militar, diminuindo o impacto negativo, do serviço repressivo, na imagem da corporação. Na ocasião, as crianças interagiram contando suas experiências e percepções sobre o tema.

O programa passou pelas escolas

  • EMEI’ Mariá Viana Tanuri, no bairro Nossa Senhora da Penha, com 85 alunos – turmas manhã e tarde.
  • EMEI’ NAILDE COSTA, no bairro Novo Encontro, com 125 alunos – turmas manhã e tarde.
  • EMEI’ BEATRIZ ANGELICA MOTA FERREIRA DA SILVA no bairro São Geraldo, com 130 alunos – turmas manhã e tarde.
  • ESCOLA MUNICIPAL LUDJERO DE SOUZA COSTA, Lomanto Júnior, com 80 alunos – turmas manhã e tarde.

Estudantes da rede municipal de Juazeiro retornam as aulas na próxima semana

(Foto: ASCOM)

Os estudantes e educadores da Educação Infantil e do Ensino Fundamental (1º ao 9º ano), da rede municipal de ensino de Juazeiro retomam as atividades escolares na próxima semana, terça-feira (10), após o recesso junino. O retorno segue o calendário oficial do ano letivo de 2018, que encerra no dia 19 de dezembro e conta com 200 dias letivos.

As 134 escolas e creches (EMEIs) que integram a rede municipal encerraram as atividades do primeiro semestre, no dia 22 de junho, com atividades sobre a cultura junina, entrando no recesso de 15 dias.

LEIA MAIS
123