Prefeitura faz testagem rápida para Covid-19 em mais de 150 profissionais da imprensa de Petrolina

(Foto: Alexandre Justino/PMP)

Mais de 150 profissionais que compõem a imprensa local realizaram o teste rápido para a Covid-19 nesta quinta-feira (9), no Centro de Convenções da cidade. Este é mais um dos protocolos da Prefeitura de Petrolina que fazem parte da rotina de cuidado e combate ao novo coronavírus. A ação foi realizada pela Secretaria de Saúde e Coordenadoria de Imprensa do município.

Tal demanda é reforçada pela gestão para com os profissionais que estão se expondo de alguma maneira no enfrentamento ao vírus, e nesta etapa a categoria da imprensa foi contemplada por se expor à contaminação diariamente ao garantir que sejam divulgadas notícias verdadeiras e de conscientização da população no combate à pandemia do novo coronavírus.

As testagens foram feitas por equipes da Secretaria de Saúde que realizam, desta maneira, um levantamento epidemiológico, identificando quantos testarão positivo para a Covid-19 mesmo não apresentando sintomas. Os resultados são entregues em até 15 minutos após a coleta. Sete pessoas foram positivadas, destas, apenas duas são de Petrolina e as outras cinco foram notificadas em Juazeiro (BA) e serão acompanhadas pela prefeitura baiana.

Os profissionais que testaram positivo para a doença foram orientados a seguir todas as medidas preventivas como afastamento do ambiente de trabalho, isolamento e observação dos sintomas pela Atenção Básica.

Bolsonaro faz exame de covid-19; resultado sai nesta terça

A Secretaria Especial de Comunicação Social divulgou em nota que o presidente Jair Bolsonaro realizou na noite dessa segunda-feira (6) um teste de covid-19 em um hospital de Brasília. Segundo a nota, o resultado do exame sairá hoje(7).

“O presidente apresenta, nesse momento, bom estado de saúde e está em sua residência”, diz a nota. Em março, Bolsonaro informou ter feito dois exames para detecção da covid-19 e ambos deram negativo.

Em apenas 24 horas Juazeiro registra 42 novos casos e um óbito pela Covid-19

No boletim desta terça-feira (16), a Secretaria da Saúde informa que mais 42 pessoas testaram positivo para a Covid-19 nas últimas 24h em Juazeiro sendo que destes, 4 são profissionais de saúde. Os resultados foram obtidos por meio do teste rápido e todos os pacientes estão em isolamento domiciliar, sem gravidade e acompanhados pelas equipes de saúde do município. Os pacientes confirmados têm idades entre 18 e 78 anos. Com estes dados, sobe para 230 o número de pessoas com a Covid-19, destes, 71 estão clinicamente curadas.

Sobre o óbito registrado neste boletim, o paciente é do sexo masculino, tinha 63 anos, neoplasia de pâncreas e doença renal crônica, testou positivo para a Covid-19 e veio a óbito domingo (14) no Hospital Regional de Juazeiro, onde estava internado. A Vigilância em Saúde foi comunicada nesta terça-feira (16) do óbito e está incluindo no boletim. Com este dado, sobe para 11 o número de óbitos registrados em Juazeiro em decorrência da Covid-19.

LEIA MAIS

Covid 19: exame comprova cura do vereador Ronaldo Silva

 

O vereador Ronaldo Silva realizou na manhã de desta terça-feira (12) o teste da Covid-19, novo coronavírus, que mostrou que ele está recuperado da Covid-19. O edil ficou mais de 15 dias em isolamento social para recebendo os devidos cuidados recomendados pelos médicos.

Segundo a sua Assessoria de Comunicação,  o gabinete do parlamentar não está em funcionamento normal, decisão tomada para prevenção da saúde da equipe.

Pelas redes sociais, Bolsonaro afirma que seu exame para coronavírus deu negativo

(Foto: Reprodução/Twitter)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) informou há pouco, através de sua conta no Twitter, que seu deu negativo para o novo coronavírus.

LEIA TAMBÉM

Segundo jornal norte-americano, Bolsonaro testou positivo para coronavírus

Além de Bolsonaro, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, também informou, em publicação no Twitter, que o seu exame para diagnosticar a presença do novo coronavírus deu negativo.

No final da manhã desta sexta-feira (13), o site da FOX News, canal de TV norte-americano publicou a notícia dando conta que o exame de Jair Bolsonaro teria atestado positivo para o novo coronavírus. Segundo o o veículo de comunicação, a informação teria partido do filho do presidente, Eduardo Bolsonaro.

LEIA MAIS

Juazeiro: morador do Alto da Aliança tenta marcar exames há mais de um ano em posto de saúde

A guia de autorização de exame da esposa de Cícero foi emitida no dia 17 de setembro de 2018.

Um morador do bairro Alto da Aliança, em Juazeiro (BA), entrou em contato com nosso blog para denunciar o descaso do posto de saúde da comunidade. Segundo Cícero Conceição da Silva, há mais de um ano ele tenta marcar exames para sua esposa no local, mesmo com as guias de autorização, mas não consegue.

Além disso, faz sete meses que tenta marcar exames para ele e cinco meses para a filha, e sempre que procura o posto de saúde é orientado a aguardar. “Tem uma guia da minha esposa que já completou 1 ano e 3 meses, minha e de minha filha já têm 6 meses. Minha esposa durante esses meses tem andado constantemente no posto, solicitando a marcação das guias, mas parece que ninguém ouve”, disse Cícero.

LEIA MAIS

Prefeitura de Petrolina oferta mais de mil mamografias

Existe tratamento para câncer de mama, e o Ministério da Saúde oferece atendimento por meio do Sistema Único de Saúde, o SUS.

Seguindo a campanha do ‘Outubro Rosa’, em prevenção ao câncer de mama, a prefeitura de Petrolina deu início nessa segunda-feira (07) a um mutirão de exames com a oferta de mais de mil mamografias para as mulheres do município.

Além disso, com o objetivo de conscientizar sobre a importância da prevenção do segundo tipo de câncer mais frequente no mundo e que atinge potencialmente as mulheres, o município também contará com ações nas unidades de saúde durante todo o mês.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), a estimativa é de 60 mil novos casos por ano em mulheres cada vez mais jovens. Quanto mais cedo, porém, o diagnóstico, mais chances de cura.

LEIA MAIS

Paciente denuncia descaso no Hospital Universitário depois de procurar Unidade para a realização de exame

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Na última sexta-feira (27), uma jovem, que preferiu não se identificar, deu entrada na urgência do Hospital Universitário, em Petrolina (PE), após sofrer um acidente de moto. De acordo com a paciente, ao chegar na unidade, foi feita a triagem, depois uma radiografia (exame de raio-x) que não identificou fratura. Diante do quadro, o médico receitou uma medicação e deu alta.

Contudo, ela conta que desde o dia do acidente continua sentindo dores, e o pé machucado apresenta inchaço anormal e roxidão no calcanhar, que se estende pela perna. Preocupada com o risco de trombose, a jovem se dirigiu ao HU, na tarde de hoje (1), em busca de um exame mais detalhado para o diagnóstico da causa do inchaço e o possível descarte da trombose. No entanto, ela procurou o Blog Waldiney Passos, para denunciar o atendimento do ortopedista, que segundo ela, apenas realizou outro raio x e receitou uma medicação, além da compra de um imobilizador para ser usado na região do tornozelo.

“Todos os médicos que eu passei na triagem foram atenciosos, agilizaram os procedimentos de exame e medicação, mas o ortopedista só refez o raio-x, nem imobilizou a região. A médica da triagem disse que deveriam ter feito pelo menos uma imobilização”, disse a denunciante.

Diante do descaso denunciado, O Blog Waldiney Passos procurou o Hospital Universitário para saber o posicionamento da unidade sobre o atendimento do ortopedista, bem como por que a paciente não foi submetida a um exame mais detalhado, e por que não foi feita a imobilização do membro machucado. Até o momento o HU não se manifestou sobre o caso.

Cinco pessoas são presas após fraude no concurso da Guarda Municipal de Petrolina

Mesmo com a operação, candidatos estão receosos com lisura do exame.

Cinco pessoas foram presas na tarde deste domingo (30) suspeitas de tentarem fraudar o concurso público da Guarda Civil Municipal de Petrolina (GCM). A operação ‘test failed’ da Polícia Civil, em parceria com a GCM, começou no mês de abril. O professor Dionísio Felipe dos Santos Júnior foi identificado como o suposto cabeça da fraude.

De acordo com a Polícia Civil, no decorrer das investigações foi identificado que algumas pessoas receberiam o gabarito da prova. O esquema funcionaria da seguinte forma: os candidatos iriam enviar fotos do exame e receberiam as respostas por mensagens de texto.

Outras três pessoas também foram conduzidas à delegacia, por serem flagradas com celulares durante revistas de rotina. O secretário executivo de Segurança Pública de Petrolina, José Silvestre, esclarece que não houve vazamento da prova, mesmo após fotos da prova circularem em redes sociais logo após o fim do certame.

“Tivemos vários mecanismos de segurança e fizemos fiscalizações rigorosas para assegurar a integridade do concurso. Os envolvidos na tentativa da fraude foram imediatamente eliminados do certame e vão responder criminalmente na justiça”, informa.

PEC prevê a realização de exame toxicológico para policiais e bombeiros

Para o autor, senador Styvenson Valetim, não se pode permitir que um policial exerça suas funções sob efeitos de substâncias entorpecentes ou psicotrópicas

Uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) prevê a realização de exame toxicológico para servidores da área de segurança pública. De autoria do senador Styvenson Valetim (Pode-RN), a PEC 87/2019, tem como objetivo proibir o uso de substâncias tóxicas por bombeiros, policiais civis e policiais militares para que eles desempenhem suas funções em plenas condições psíquicas.

“Não se pode permitir que um policial — que muitas vezes porta armamento letal — exerça suas funções sob efeitos de substâncias entorpecentes ou psicotrópicas”, explica o autor na justificativa do projeto.

Styvenson também ressalta o exemplo do Espírito Santo, estado no qual o exame toxicológico já é obrigatório para a promoção de praças e oficiais da polícia militar. Assim, a recusa em se submeter ao exame acarreta o afastamento do profissional e na abertura de um processo administrativo disciplinar.

Em 2008 um projeto de lei semelhante (PL 4.443/2008) foi apresentado na Câmara dos Deputados pelo ex-deputado Paulo Lima, mas foi rejeitado por ser considerado discriminatório contra os trabalhadores da área da segurança pública. Na época, o deputado Laerte Bessa, que atuou como relator na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP) da Câmara, considerou que se o exame toxicológico periódico fosse obrigatório para os policiais e bombeiros deveria ser para todos os outros profissionais.

A PEC tramita na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), onde aguarda a designação de um relator.

Vítima de câncer, morador de Cabrobó lança campanha para realizar exame

Júlio César. (Foto: Arquivo/ Família)

Júlio César, 41 anos, é morador do município de Cabrobó (PE) e desde janeiro desse ano enfrenta a batalha contra um câncer. No dia 29 de outubro, Júlio fez uma consulta e durante a avaliação o médico solicitou a realização de um exame chamado “Pet Scan”. Segundo a esposa dele, Maria Dionice, para o tipo de câncer de Júlio o SUS não realiza o exame, e pela rede privada o procedimento custa R$ 4 mil.

Sem condições financeiras para pagar, a família está promovendo uma campanha para custear o exame. Angustiado, Júlio fala sobre a necessidade urgente de conseguir a quantia. “Estamos muito preocupados, pois a suspeita é de que a doença esteja se espalhando para meus ossos silenciosamente, e isso me deixa cada dia mais aflito, pois sou pai e sempre cuidei de minha família com o suor do meu trabalho, porém, agora estou dependente até vencer essa doença”, disse.

Os médicos que acompanham o caso de Júlio, deram o prazo de 20 dias para que ele retorne ao consultório e apresente o exame. De acordo com Maria Dionice, o exame será realizado no Hospital Português em Recife (PE).

A doação deve ser feita via depósito bancário através da Conta Poupança: 8295-4/ Agência: 3491/ Op: 013/ Caixa Econômica Federal/ Titular: Maria Dionice Alves da Silva. Para maiores informações (87) 99657-2809.

Instituto de Olhos oferece serviço gratuito para pacientes diabéticos em Petrolina

(Foto: Internet)

No próximo dia 03 de novembro, o Instituto de Olhos do Vale do São Francisco atenderá em sua sede no River shopping em Petrolina (PE) 600 pacientes diabéticos de forma completamente gratuita para realização de exame de fundo de olho para diagnóstico de retinopatia diabética, e tratamento com laser de fundo de olho.

De acordo com  o Instituto, não serão atendidos pacientes com demais diagnósticos ou prescrição de óculos. Os interessados devem agendar a avaliação pelo número (87) 3862 8150. A marcação será feita de acordo com a disponibilidade de vagas.

Bacharéis em Direito formados pela FACAPE se destacam em exame da OAB

(Foto: Arquivo)

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) divulgou esta semana, a relação preliminar dos candidatos aprovados na XXIV edição do exame que habilita bacharéis em Direito para exercer a profissão de advogado. Na lista dos aprovados, destacam-se nomes de graduados e graduandos da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (FACAPE).

A Faculdade, que oferece o curso de Direito há 13 anos, desponta como instituição que mais aprovou estudantes no Exame, no Vale do São Francisco. 66 estudantes e egressos da FACAPE foram aprovados.

O coordenador do curso de Direito da Faculdade, Carlos Romeiro, atribui o desempenho dos estudantes a qualidade do ensino oferecido no curso e ao esforço individual de cada aluno.

Romeiro destaca que a FACAPE dispõe de um quadro docente composto por mestres e doutores, além de professores que exercem cargos e funções em diversas áreas do Direito, o que torna o conhecimento mais amplo e propicia um maior alinhamento entre teoria e prática, preparando os estudantes para o Exame e o mercado de trabalho.

O presidente da FACAPE, Antonio Habib, parabeniza os estudantes aprovados e também o esforço conjunto dos professores e coordenação do curso. “Sabemos o quão concorrido é o Exame e como é gratificante a aprovação dos nossos alunos. Esta é uma das nossas grandes missões, habilitar os estudantes para os desafios exigidos pela sua profissão”, comemora o presidente.

No Vale do São Francisco, o HDM/IMIP é o único hospital do SUS a ofertar exame de ponta para inspeção do útero

(Foto: Arquivo)

Além de contar com a única UTI pediátrica e materna do SUS disponível na região do Vale do São Francisco, o Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina inova mais uma vez e passa a oferecer em primeira mão em um serviço público de saúde: a histeroscopia diagnóstica, ou endoscopia ginecológica para inspeção do interior do útero.

A novidade foi apresentada pela equipe médica na última semana e três pacientes já passaram pelo procedimento. O exame minimamente invasivo é indicado para análise minuciosa de mioma, principalmente submucoso, pólipo uterino, sangramento pós-menopausa e biópsia para câncer do endométrio.

De acordo com o médico ginecologista do hospital, Eduardo Alves, a realização da histeroscopia representa um ganho imenso para as mulheres. “Antes dessa técnica a gente fazia a biópsia por meio de curetagem. Agora, através desse novo procedimento nós podemos realizar a coleta de forma mais simples e segura, sem a necessidade de uso de anestesia, sedação, corte ou internamento”, ressalta. 

LEIA MAIS

Denúncia de fraude no exame da OAB será apurada pelo MPF

FGV confirma violação do lacre, mas nega fraude. (Foto: Internet)

Após a denúncia de uma candidata sobre uma possível fraude no XXIII Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), realizado no último domingo (23), o Ministério Público Federal (MPF) decidiu apurar o caso e investigar se o lacre de um dos envelopes da prova estava violando quando entregue aos candidatos.

Segundo a assessoria de comunicação do MPF, a denúncia está no 8º Ofício de Tutela Coletiva, na qual a titular é a procuradora da República em Alagoas, Niedja Kaspary.

“Foi encaminhado ofício [na quarta-feira, 26) à Fundação Getúlio Vargas [instituto responsável pela realização do exame], solicitando informações no prazo de 10 dias. Está nessa fase de apuração dos fatos para adoção de medida cabível, se for o caso. Caso não seja procedente a representação ela será arquivada, e a representante devidamente informada”, explicou o MPF em contato com a Tribuna.

O caso chegou ao órgão após um grupo de bacharéis em Direito ter entrado com representações pedindo o cancelamento e a definição de uma nova data para a realização da prova. A repercussão do acontecido teve início após a imagem da representação de uma das candidatas vazar em um grupo de WhatsApp.

Maria Consuelo Souto Santos relatou na representação que quando as provas chegaram na sala 36 do Centro Universitário Maurício de Nassau, em Maceió, os candidatos constataram que o saco onde as provas estavam contidas, foi notado que ele se encontrava aberto e que diante dessa situação os aspirantes a OAB se manifestaram para que não acontecesse o exame. Após o pedido dos candidatos, o incidente da violação do lacre foi registrado em ata.

A estudante descreveu ainda na representação que os candidatos chegaram a chamar a fiscal chefe, que resolveu, mesmo diante da suposta irregularidade, perguntar aos presentes se eles queriam que a prova fosse mantida. “A maioria acabou optando pela continuação do exame”, disse a bacharel.

Além de entrar com representações no MPF, o grupo de bacharéis também estive na sede da Superintendência da Polícia Federal em Alagoas e na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Alagoas para protocolarem a denúncia. Existe a possibilidade da própria FGV ou a OAB decidir pelo cancelamento da prova.

FVG confirma violação, mas nega fraude

A assessoria de Comunicação da OAB/AL encaminhou uma nota da FGV, responsável pela elaboração  e aplicação das provas do exame da Ordem.

O texto diz que a embalagem de segurança (contendo os envelopes lacrados de todas as salas) foi aberta na Sala de Coordenação na presença de dois examinandos que, junto aos representantes da Seccional de Alagoas e integrantes da equipe de aplicação da FGV, presenciaram a realização do procedimento e realizaram a devida conferência dos lacres.

A FVG afirma que o fato foi registrado em ata com a assinatura de todos os presentes, testemunhando que todo o material se encontrava devidamente lacrado e com seu sigilo preservado. Com isso os envelopes de segurança foram transportados por fiscais credenciados da equipe da FGV e entregues aos fiscais de aplicação responsáveis pelas respectivas salas.

LEIA MAIS
12