Fake news: Sindcom de Juazeiro desmente reabertura do comércio a partir de segunda-feira

Comércio seguirá fechado (Foto: Blog Waldiney Passos)

O comércio de Juazeiro (BA) não abrirá as portas a partir de segunda-feira (30). A notícia que circula nos grupos de WhatsApp é fake news, de acordo com o Sindicato dos Comerciários da cidade (Sindcom). Ou seja, os decretos estadual e municipal seguem valendo durante a quarentena.

“A mensagem circulada nas redes sociais informando a reabertura do comércio de Juazeiro na próxima segunda-feira não procede. O sindicato comunica que está seguindo o decreto municipal, onde ficou determinado o fechamento até o dia 31 de março“, salientou o Sindcom.

O Sindicato lembrou ainda que há um acordo com o Sindilojas para que as atividades sejam retomadas no dia 08/04, “podendo ser alterado de acordo com as determinações da autarquia municipal”.

Salgueiro tem seis casos suspeitos de coronavírus e quatro descartados

Prefeitura mantém canal direto de comunicação com população (Foto: Arquivo)

O boletim diário da Prefeitura de Salgueiro (PE), divulgado às 18h de quarta-feira (25) trouxe uma boa notícia a população. Dos 10 casos notificados do novo coronavírus, quatro já foram descartados. Seis permanecem em investigação, aguardando resultado dos exames médicos.

O município tem adotado medidas preventivas, assim como Petrolina: fechamento de feiras, suspensão das aulas da rede municipal, fechamento do comércio e reforçado a necessidade do isolamento social.

Para combater as fakes news, a Prefeitura lançou um canal de comunicação via WhatsApp, onde fornecerá dados confirmados e também sanará dúvidas da população: (87) 98139-1050.

Prefeitura de Petrolina alerta sobre fake news de cadastramento para liberação de benefícios sociais

A prefeitura de Petrolina emitiu um alerta para a população sobre um texto que está circulando nas redes sociais informando sobre um suposto cadastramento para a para liberação de benefícios sociais, durante a pandemia da covid-19.

De acordo com a prefeitura, não existe ainda nenhum recurso liberado pelo Governo Federal para assistir as famílias de baixa renda e autônomos. A prefeitura reforça que nenhum dado será solicitado através da internet e alerta a população para não fornecer nenhum tipo de documento ou informação pessoal.

As mensagens afirmam que Governo Federal daria uma ajuda mensal no valor de R$ 200 para autônomos e R$ 470 para beneficiários para produtos de limpeza.

LEIA MAIS

Prefeitura de Juazeiro vai mover ação junto ao Ministério Público da Bahia contra Fake News

A Procuradoria Geral do Município de Juazeiro anunciou que ingressará com ação junto ao Ministério Público da Bahia contra grupos de WhatsApp e perfis nas redes sociais que estão propagando fake news, causando pânico na população durante a pandemia do novo Coronavírus.

Na peça, a PGM anexará prints com os números dos telefones dos que postam informação falsas através de textos, vídeos, fotos e áudios, assim como a identificação dos administradores dos referidos grupos.

“Neste período, já identificamos vários casos. Tivemos que desmentir, por exemplo, que o SAEE estivesse fazendo corte de água de pessoas carentes. Utilizaram imagens de um conserto de vazamento para propagar a mentira. Os que praticam tais coisas precisam prestar contas à Justiça”, disse Eduardo Fernandes, Procurador Geral do Município.

Outra prática muito comum tem sido a de utilizar imagens de unidades de saúde de outras cidades para se referir a Juazeiro, além espalhar boatos com fotos de pessoas afirmando que elas estariam infectadas pelo vírus.

“É criminoso o que vem sendo praticado. Alguns por interesses políticos, outros por pura maldade, cumprem um desserviço num momento tão delicado como o que passamos”, completou o procurador.

Após denúncia da prefeitura, MPPE classifica fake news de petrolinense sobre infecção do coranavírus como criminosa

As notícias falsas sobre o Coronavírus (Covid-19) em Petrolina (PE) chegaram ao conhecimento do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e do Ministério Público Federal (MPF). Estão sendo divulgadas, nas redes sociais Whatsapp e Instagram, fake news que inventam casos inverídicos de pessoas infectadas pelo vírus e que estariam sendo ocultados pelas autoridades locais.

LEIA TAMBÉM

Prefeitura de Petrolina desmente informação sobre confirmação de coronavírus na cidade

A promotora de Justiça Ana Paula Cardoso alerta que não há caso algum de infecção por coronavírus confirmado no município e que as fake news só geram pânico na população. “O MPPE e o MPF mantêm contato diário com a Secretaria Municipal de Saúde, acompanhando os boletins epidemiológicos locais. Até então, não foi confirmado qualquer caso do Covid-19”, salientou.

LEIA MAIS

Fake news: FASJ desmente casos de alunos infectados pelo coronavírus

(Foto: Daniel Lucas)

Nesta sexta-feira (13), notícias dando conta que nove alunos da Faculdade Fasj, com sede em Juazeiro (BA) estariam com o novo coronavírus, circularam nas redes sociais e grupos de notícia do WhatsApp. A informação causou pânico na população do Vale do São Francisco.

Há pouco, a Fasj emitiu uma nota, desmentindo a notícia. “[…] A Sociedade Educacional do Vale do São Francisco (Faculdade FASJ) vem a público rechaçar recente “fake news” disseminada na data de hoje”, disse em nota. “[…] Não há qualquer notícia de outros infectados, muito menos de alunos pertencentes aos quadros da Faculdade FASJ”, completou.

LEIA MAIS

Governo do Estado e Prefeitura de Petrolina desmentem boato sobre suposto caso notificado de coronavírus na cidade

(Foto: ATTA KENARE/AFP)

A população de Petrolina amanheceu com uma “bomba” circulando nos grupos de WhatsApp nesse sábado (29). Um áudio de uma suposta funcionária do Hospital Dom Malan/IMIP afirmava que a unidade será referência no combate ao coronavírus na região. Ela também relatava um suposto caso da doença notificado na rede particular.

LEIA TAMBÉM

SES descarta cinco casos suspeitos de coronavírus em Pernambuco

Contudo, de acordo com o Governo de Pernambuco, as informações são inverídicas. Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) disse que as referências no tratamento ao vírus estão localizadas na capital e negou qualquer notificação na cidade.

As unidades de referência para casos suspeitos de coronavírus são os hospitais Universitário Oswaldo Cruz, Correia Picanço e Imip, todos no Recife. A SES-PE tem mantido a imprensa e a população informada rotineiramente sobre as notificações e as novidades sobre o plano de ação relacionado a essa enfermidade”, destaca a nota.

Caso notificado em Petrolina?

A Prefeitura de Petrolina, através da Secretaria de Saúde, também se manifestou. A nota afirma que o boato é infundado e fez um alerta.

Aproveitamos também para ressaltar que as pessoas que divulgam informação ou notícia que sabem ser falsa e que possa modicar ou desvirtuar a verdade com relação à saúde, segurança pública, economia ou processo eleitoral ou que afetem interesse público relevante, podem incorrer sanções jurídicas“, ressaltou.

Hospital se pronuncia

O Blog também procurou o Hospital Unimed, que negou ter registrado qualquer ocorrência do coronavírus na unidade de Petrolina e também divulgou nota.

Confira a seguir as respostas da Prefeitura e hospital:

LEIA MAIS

Coronavírus: Prefeitura do Recife presta queixa contra internauta por espalhar fake news

(Foto: Reuters/Nguyen Huy Kham/direitos reservados)

A Prefeitura do Recife prestou queixa contra um internauta que disseminou fake news sobre o coronavírus na cidade. Segundo o Jornal do Commercio, o homem reside em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana e havia publicado na internet que havia 61 casos confirmados no Estado.

Contudo, a Secretaria de Saúde (SES) afirma que nenhum caso dos notificados foi confirmado até o momento. Após publicar a informação falsa, o indivíduo foi questionado por outro internauta sobre como tinha obtido a informação e respondeu apenas que trabalhava na área da saúde.

“Bom e a prefeitura que ainda não divulgou os 61 casos confirmados do coronavírus no Recife e uma UPA fechada. Vamos lá prefeito, conta a realidade pra quem brincou o carnaval (SIC)”, escreveu na rede social. Ele já foi localizado e deve prestar depoimento na próxima semana.

Petrolina: informação sobre benefício para compra de material escolar para beneficiários do Bolsa Família é falsa

Pais têm que estar atentos às notícias falsas. (Foto: Internet)

A prefeitura de Petrolina emitiu uma nota, nessa terça-feira (04), negando uma informação que tem circulado nas redes sociais sobre inscrições para um suposto benefício que vai conceder R$ 350,00 para compra de materiais escolares para beneficiários do Bolsa Família.

Segundo o Ministério da Cidadania, existe um Projeto de Lei em tramitação na Câmara de Deputados que prevê repasse de recursos para aquisição de materiais escolares, porém, ainda não foi aprovado.

LEIA MAIS

Fake news envolvendo dono da Joalina e grupo de notícias da região vira caso de polícia

(Foto: Ilustração)

Desde que ocorreu o atentado contra a vida do Secretário Executivo da Ammpla, José Carlos, na manhã da última quarta-feira (11), notícias falsas sobre a autoria da ação criminosa foram disseminadas nas redes sociais, uma delas chegou a informar sobre a suposta prisão de Eurico de Sá Cavalcanti, mais conhecido em Petrolina como ‘Leãozinho’, dono da Joalina Transportes.

LEIA TAMBÉM

Licitação pode ter sido motivação do atentado contra secretário: “Muita coincidência”, afirma Miguel Coelho

Notícia sobre prisão de Leãozinho é falsa, garante Polícia Civil

Como se não bastasse, o crime virtual perdurou, e a última notícia falsa divulgada, trata-se de uma nota supostamente assinada pelo advogado de defesa de Leãozinho, Eurico Júnior. No texto, são feitos esclarecimentos à população de Petrolina a cerca de uma suposta ação do prefeito Miguel Coelho contra Leãozinho. A nota chega a afirmar que o empresário teria sido coagido pelo gestor municipal a pagar propina para permanecer com a concessão do transporte coletivo em Petrolina.

LEIA MAIS

Notícia sobre prisão de Leãozinho é falsa, garante Polícia Civil

Desde a madrugada desta quinta-feira (11), começou a circular em grupos de WhatsApp uma notícia informando sobre uma suposta prisão de Eurico de Sá Cavalcanti, mais conhecido em Petrolina como ‘Leãozinho’, dono da Joalina Transportes.

A informação foi compartilhada usando o padrão do Grupo de WhatsApp Tiro Certo, que já negou que os administradores tenham produzido algo sobre a suposta prisão. “Mais uma manobra de alguma pessoa para atingir a credibilidade do grupo e acusar alguém”.

LEIA MAIS

“Tentaram causar um dano maior a mim e à minha família”, afirma ex-vereador Paraíba após ser alvo de fake news

A semana começou com uma fake news circulando nos grupos de WhatsApp de Petrolina. A notícia afirmava que o ex-vereador Paraíba havia sido assassinado. O fato logo gerou comoção, mas na verdade, tratava-se de uma informação falsa.

Foi necessário a esposa do ex-vereador desmentir a notícia ainda na segunda-feira (28). Hoje (29) no programa Super Manhã com Waldiney Passos, Paraíba contou como reagiu ao boato e acredita que quem espalhou a fake news agiu de má fé contra ele. “Acho que foi só uma maldade mesmo, tentaram causar um dano maior a mim e à minha família, mas Deus é maior”, afirmou.

A preocupação inicial de Paraíba era desmentir a informação para que seus pais não sofressem um susto desnecessário. “Meu pai e minha mãe já estão com 75 anos, já têm uma saúde debilitada, sou o filho mais velho e o impacto seria muito grande. Graças a Deus consegui chegar à casa deles a tempo e combater essa mentira“, contou.

Questionado sobre acionar a Polícia Civil de Pernambuco para investigar o fato, Paraíba disse que não adotará medidas contra a fake news. “A gente não sabe nem de onde saiu essa conversa, não tem nem como dizer a você“, concluiu.

Fake news: Hospital Universitário desmente doação de leite Nan Soy

(Foto: Divulgação/HU)

O Blog Waldiney Passos recebeu, na tarde desta sexta-feira (4), uma mensagem via WhatsApp sobre uma suposta doação de leite Nan soy feita pelo Hospital Universitário (HU), em Petrolina (PE). Segundo o texto, pessoas que necessitam do produto deveriam procurar o Hospital que estava com estoque do produto prestes a vencer.

“O núcleo de alergia do HU (Hospital Universitário) tem várias latas pra vencer no mês de dezembro. Vamos divulgar pra chegar nas mãos de quem precisa e assim evitar tal desperdício”, diz um trecho da mensagem.

O Blog entrou em contato com o HU para apurar a informação, após tentar contato com o número indicado na mensagem, e não obter sucesso. Em nota, o Hospital afirma que a informação é falsa, e que esse mesmo boato já havia sido disseminado no ano de 2017.

“O HU-Univasf esclarece que é falsa a informação que circula nas redes sociais sobre a distribuição de leite Nan Soy. O hospital não possui ‘núcleo de alergia’ nem latas de leite a vencer”, esclarece a Unidade.

UNEB oferta curso de Tecnologias Digitais, Fake News e Deep Fakes

O curso é coordenado pela professora da graduação em Jornalismo da Uneb, Rosane Soares Santana.

O Colegiado de Jornalismo em Multimeios, do Departamento de Ciências Humanas (DCH), da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), promove o minicurso de extensão “Tecnologias digitais, Jornalismo, Fake News e DeepFakes” a ser realizado nos meses de julho e agosto, as terças-feiras e quartas-feiras, das 19h às 21h.

Com carga horária de 30 horas, a atividade de extensão é direcionada à professores, jornalistas, profissionais e estudantes da área da comunicação e interessados em compreender os fenômenos contemporâneos decorrentes das tecnologias digitais e o entendimento das implicações do uso de inteligência artificial, de ferramentas digitais e de como o uso de algoritmos impacta a produção, a distribuição e o consumo da notícia.

As inscrições podem ser realizadas até o dia  15 de Julho. Os interessados devem enviar e-mail para [email protected], informando nome completo, data de nascimento, número de documento de identificação e profissão. O curso inicia no dia 16 de Julho com prazo de conclusão até 28 de Agosto.

LEIA MAIS

Brumadinho: entidades fazem visita técnica e não detectam contaminação da Bacia do São Francisco

(Foto: Polícia Federal/Divulgação)

Um relatório elaborado pelo Instituto Mineiro de Gestão de Águas (Igam) apontou que não há, até o momento, contaminação da Bacia do Rio São Francisco por rejeitos de minério da barragem de Brumadinho (MG). O Igam é uma das entidades que realizou uma visita técnica entre 9 e 16 de maio ao longo dos rios Paraopeba e São Francisco, em Minas.

LEIA TAMBÉM:

Rejeitos de Brumadinho chegam ao São Francisco

Presidente do CBHSF faz alerta sobre rejeitos de Brumadinho no rio São Francisco: “Sem dúvida alguma haverá um impacto”

A expedição técnica foi coordenada pela Polícia Federal e contou com a participação da Universidade de Brasília (UnB), Agência Nacional de Águas (ANA), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Serviço Geológico Brasileiro (CPRM), além do apoio do Ministério Público do Estado de Minas Gerais, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Empresa Mineira de Pesquisa Agropecuária (Epamig), Prefeitura Municipal de Felixlância e empresas de consultoria ambiental.

LEIA MAIS
12