Juazeiro: Mais de 3000 medicamentos são entregues durante o mutirão de glaucoma

(Foto: ASCOM)

A Secretaria de Saúde de Juazeiro (Sesau) realizou um balanço de atendimentos efetuados aos pacientes com glaucoma, durante o mutirão que aconteceu entre os dias 20 e 22 deste mês. Na ocasião, 800 usuários foram consultados e mais de 3000 medicamentos foram entregues.

De acordo com a secretária de Saúde, Fabíola Ribeiro, este foi o segundo mutirão de atendimentos realizado durante a gestão de Paulo Bomfim. “O prefeito está comprometido em priorizar a saúde. Ainda temos mais dois mutirões previstos para acontecer este ano”, afirma.

LEIA MAIS

Juazeiro: Começa mutirão de atendimentos aos pacientes com glaucoma

(Foto: ASCOM)

Nesta terça-feira (20) iniciou o segundo mutirão de atendimentos para pacientes com glaucoma. Na ocasião, os usuários já cadastrados na Secretaria de Saúde de Juazeiro fizeram consultas de acompanhamento e receberam colírios para três meses de tratamento. O mutirão segue até a próxima quinta-feira (22), na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Alagadiço, das 08h às 17h.

A secretária de Saúde, Fabíola Ribeiro, lembra que para ser atendido, o usuário deve apresentar a cópia original e a xérox do cartão SUS, de um comprovante de residência e do documento de identidade. “No primeiro mutirão da gestão de Paulo Bomfim, aconteceram mais de 600 atendimentos e foram distribuídos mais de 2700 colírios. Nossa expectativa é atender cerca de mil pessoas até o fim do mutirão”, revela.

O glaucoma é uma doença ocular, cuja principal causa é o aumento da pressão dentro do olho. A patologia tem uma evolução lenta, mas pode levar a cegueira. Apesar de não ter cura, o glaucoma pode ser tratado e deve ser acompanhado, para que a visão não seja comprometida.

LEIA MAIS

Mutirão da Sesau atende pessoas com glaucoma no bairro Alagadiço, em Juazeiro

(Foto: Divulgação)

Entre os dias 20 e 22 de junho a secretaria de Saúde de Juazeiro (Sesau) promove o 2º mutirão de atendimentos para pessoas com glaucoma, na Unidade Básica de Saúde do Alagadiço.

 Para ser atendido, o usuário deve apresentar a cópia original e a xérox do cartão SUS, de um comprovante de residência e do documento de Identidade. Além de fazer o acompanhamento médico, cada paciente recebe três colírios, referentes a mais três meses de tratamento.

De acordo com a secretária de Saúde Fabíola Ribeiro, em março foi realizado o primeiro mutirão de glaucoma da gestão do prefeito Paulo Bomfim, onde aconteceram mais de 600 atendimentos e distribuídos mais de 2700 colírios. “Nossa expectativa é que, neste segundo mutirão, sejam atendidas uma média de mil pessoas. O prefeito está comprometido em qualificar e ampliar cada vez mais os serviços ofertados pela rede municipal”, afirma.

O mutirão de glaucoma também receberá os pacientes da microrregião que já são cadastrados, abrangendo usuários dos municípios: Campo Alegre de Lourdes, Sobradinho, Remanso, Canudos, Casa Nova, Santo Sé, Uauá, Curaçá e Pilão Arcado.

Juazeiro: primeiro dia do mutirão de glaucoma atende cerca de 300 usuários

A ação segue até o dia 29 de março, sempre a partir das 7h. (Foto: ASCOM)

O mutirão de atendimentos para pacientes, que já são cadastrados pela Secretaria de Saúde de Juazeiro, com glaucomas começou nessa segunda-feira (27). Cerca de 300 usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) realizaram consultas de acompanhamento com oftalmologista e receberam colírios para três meses de uso.

Para realizar a consulta, o usuário deve apresentar a cópia original e a xérox do documento de Identidade (RG), comprovante de residência e do Cartão SUS – Sistema Único de Saúde. O secretário de Saúde, Plínio Amorim, lembra que este é o primeiro mutirão de glaucoma realizado pela atual gestão.

“Na semana passada, fomos parceiros do Governo do Estado na realização da triagem do Mutirão de Cirurgias. Esta semana, já lançamos o mutirão de glaucoma. O prefeito Paulo Bomfim assumiu o compromisso de priorizar a saúde de Juazeiro. Estamos confiantes que a nossa população terá a qualidade que tanto merece nos serviços de saúde”, destaca.

LEIA MAIS

5ª edição do Mutirão de prevenção ao Glaucoma atendeu 900 pessoas

A prevenção é fundamental para combater a doença./ Foto: Ascom

A prevenção é fundamental para combater a doença./ Foto: Ascom

A 5ª edição do Mutirão de Combate ao Glaucoma, ocorrido nos dias 08 a 10 de novembro, em Juazeiro atendeu cerca de 900 pessoas na carreta móvel que ficou estacionada no Centro de Cultura João Gilberto. A ação foi iniciativa da Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Saúde, em parceria com Governo do Estado e Policlínica Moisés Andrade.

O objetivo do mutirão foi diagnosticar e tratar a doença ainda nos primeiros estágios. As pessoas diagnosticadas com glaucoma receberam medicamento gratuito. Exame oftalmológico regular é a principal forma para a detecção de glaucoma. O Glaucoma é a terceira causa de cegueira do Brasil e a detecção precoce é a melhor forma de combater os danos causados pela doença.

LEIA MAIS

Mutirão contra o Glaucoma inicia amanhã em Juazeiro

O mutirão é direcionado as pessoas acima de 40 anos com hipertensão, diabetes e miopia ou que tem histórico de glaucoma na família./ Imagem Ilustrativa

O mutirão é direcionado as pessoas acima de 40 anos com hipertensão, diabetes e miopia ou que tem histórico de glaucoma na família./ Imagem Ilustrativa

O mutirão de prevenção ao glaucoma inicia nesta terça-feira (08), em Juazeiro (BA). O atendimento será realizado na carreta oftalmológica localizada em frente ao Centro de Cultura João Gilberto, das 8 às 17h. Para receber o atendimento, será necessário que o paciente apresente os documentos pessoais, originais e cópias da carteira de identidade, Cartão do SUS e comprovante de residência.

O mutirão é direcionado as pessoas acima de 40 anos com hipertensão, diabetes e miopia ou que tem histórico de glaucoma na família. A ação é uma parceria das Secretarias de Saúde do Estado e do Município com a Policlínica Moisés Andrade.

O atendimento segue até o próximo dia 10 e a expectativa é de atender até 300 pacientes por dia. Essa já é a quarta edição do mutirão este ano, totalizando mais de 2 mil pessoas beneficiadas.

GLAUCOMA

O Glaucoma é uma doença que atinge o nervo óptico (parte responsável por levar as informações captadas pelos olhos ao cérebro). A doença é hereditária e recomenda-se que pessoas acima dos 40 anos de idade procurem ajuda médica, pelo menos uma vez por ano, para saberem se possuem a enfermidade. De acordo com o conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), somente na Bahia cerca de 300 mil pessoas possuem a doença.

 

Mutirão de combate ao Glaucoma será realizado em Juazeiro

Os pacientes do mutirão receberão atendimento médico, além de consultas e exames oftalmológicos.

Os pacientes do mutirão receberão atendimento médico, além de consultas e exames oftalmológicos./ Imagem ilustrativa

Será realizado entre os dias 08 e 10 de novembro, o quarto Mutirão de Combate ao Glaucoma deste ano em juazeiro (BA). O atendimento será realizado no Centro de Cultura João Gilberto, das 8 às 17h. Para ser atendido o paciente deve levar os originais e cópias dos seguintes documentos: identidade, Cartão do SUS e comprovante de residência.

Os pacientes do mutirão receberão atendimento médico, além de consultas e exames oftalmológicos. Nos casos diagnosticados de Glaucoma, os pacientes terão acesso ao colírio para auxiliar no tratamento. A expectativa de atendimentos para este mutirão é de 300 pacientes por dia. Os demais mutirões realizados em fevereiro, maio e agosto atenderam a cerca de duas mil pessoas.

Sobre a doença

O Glaucoma é a terceira causa de cegueira do Brasil e a detecção precoce é a melhor forma de combater os danos causados pela doença. Os pacientes que são consideradas com maior nível de risco são aqueles com mais de 40 anos, diabéticos, hipertenso, pessoas com problemas de pressão intraocular elevada, miopia, usuários de corticoides ou que tenham casos da doença na família.

Oftalmologista da UPAE alerta sobre Glaucoma, uma doença silenciosa que pode causar cegueira

A UPAE de Petrolina dispõe de 3 oftalmologistas, que além das consultas clínicas realizam cirurgias/Foto:Assessoria

A UPAE de Petrolina dispõe de 3 oftalmologistas, que além das consultas clínicas realizam cirurgias/Foto:Assessoria

O glaucoma é uma doença que acomete o nervo óptico ocasionando a perda progressiva e irreversível do campo visual. É considerada uma das principais causas de cegueira no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).  Por não apresentar sintomas, em grande parte dos casos, a pessoa não percebe precocemente a lesão. Mas, “apesar de silenciosa é possível detectá-la durante as consultas de rotina, evitando que a mesma progrida”, garante o oftalmologista da Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE), Francisco Ferraz.

Para conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce foi instituído o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma (26 de maio). “O glaucoma é uma doença traiçoeira causada pelo aumento da pressão intraocular e quando não tratada pode levar à perda total da visão. Quase não apresenta sintomas na fase inicial, por isso, é essencial que a população faça o acompanhamento preventivo com o oftalmologista. O tratamento é feito à base de colírios hipotensores oculares, que baixam a pressão do olho. É uma doença crônica, portanto não tem cura, mas pode ser controlada. Em alguns casos pode haver a indicação de cirurgia”, esclarece Ferraz.

Segundo o oftalmologista, a incidência do glaucoma no Vale do São Francisca é alta. “Temos um grande número de pessoas da raça negra na região e os indivíduos dessa etnia tendem a desenvolver o glaucoma numa idade inferior à média da população, que é de 40 anos [o risco aumenta com a idade]”, explica. Também fazem parte do grupo de risco: altos míopes [que usam lentes acima de seis graus]; diabéticos e hipertensos; pacientes que tiveram trauma ocular ou doenças intraoculares; pessoas com histórico familiar de glaucoma, entre outros.

LEIA MAIS

Mutirão de Combate a Glaucoma vai até esta quinta em Juazeiro

Mutirão Glaucoma 2 edit

Os principais fatores de risco do glaucoma são: pressão intraocular elevada; diabetes, problemas cardíacos, hipertensão e hipertireoidismo

As pessoas interessadas em realizar exame que identifique glaucoma e outras doenças oculares devem se dirigir até esta quinta-feira (19) no Centro de Saúde 3, Bairro Angari, Em Juazeiro. O atendimento será feito até às 17h,  e devem estar em mão de originais e cópias dos seguintes documentos: cartão SUS , comprovante de residência, CPF e Identidade.

Nesta quarta-feira (18), cerca de 300 pessoas foram atendidas no Mutirão de Combate ao Glaucoma, promovido pela Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria Municipal de Saúde e em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado e a Policlínica Moisés Andrade. A ação teve como objetivo diagnosticar a doença em pessoas com mais de 40 anos de idade.

LEIA MAIS

Mutirão para detectar Glaucoma segue até quarta (11) em Senhor do Bonfim (BA)

O mutirão para a triagem teve início nesta segunda e prossegue até a próxima quarta (11)/Foto: Prefeitura MunicipalO mutirão para a triagem teve início nesta segunda e prossegue até a próxima quarta (11)/Foto: Prefeitura Municipal

O atendimento está sendo feito por profissionais da Clínica Oftalmodiagnose que, de acordo com informações da Prefeitura Municipal, procederá o tratamento nos pacientes que tiverem a doença detectada. O mutirão para a triagem teve início nesta segunda e prossegue até a próxima quarta (11).

Pacientes que já participaram do último Mutirão ou estão cadastrados na DIRES (órgão do Governo do Estado) devem se encaminhar à Academia da Saúde, anexo ao PSF Santos Dumont para fazer novo cadastro.

Com informações do Portal da Prefeitura

 

Mutirão de Combate ao Glaucoma começa amanhã em Casa Nova

glaucoma casa nova
Será realizado no próximo domingo (28) e segunda-feira (29), Mutirão de Combate ao Glaucoma. A ação acontece em parceria com Secretaria de Saúde do Estado e Prefeitura de Casa Nova.
O atendimento será realizado em carretas oftalmológicas localizadas na Praça Gilson Viana, centro, das 8h às 17h. O atendimento é prioritário a aqueles que apresentam sintomas da doença, como fortes dores nos olhos, dificuldades para enxergar ou tem mais de 50 anos e tenham quadro de diabetes e hipertensão. Os pacientes devem deve apresentar os originais e cópias dos seguintes documentos: identidade, CPF, Cartão do SUS e comprovante de residência.
O glaucoma é uma doença ocular causada pela elevação da pressão intraocular que provoca lesões no nervo ótico comprometendo a visão e que na falta de tratamento adequado, pode levar à cegueira. Para o secretário de Saúde da cidade, Luiz Rezende, o momento é oportuno para oferecer aos pacientes locais a oportunidade de um atendimento especializado e direcionado.

Juazeiro realiza mutirão de combate ao glaucoma a partir desta quinta 

Combate ao Glaucoma 1

Mutirão de Combate ao Glaucoma e outras doenças oftalmológicas será realizado de 25 até o dia 27 de fevereiro em Juazeiro (BA). A ação tem a parceria da Secretaria de Saúde do Estado e a Policlínica Moisés Andrade.

O atendimento será realizado em carretas oftalmológicas localizadas na Rua Jose Pititinga, em frente ao Centro de Cultura João Gilberto, bairro Santo Antônio, das 8h às 17h. O público que necessitar do atendimento deve apresentar os originais e cópias dos seguintes documentos: identidade, CPF, Cartão do SUS e comprovante de residência.

Serão ofertadas 300 consultas por dia e o mutirão tem a finalidade de diagnosticar e tratar a doença ainda nos primeiros estágios.

O secretário da Saúde, Dalmir Pedra, destacou que, “serão duas carretas do projeto Glaucoma que irão atender a população. O glaucoma é a maior causa de cegueira irreversível e apesar de ser uma doença crônica, o diagnóstico precoce e o seu tratamento contínuo podem evitar diversos danos causados pela doença”, explicou.

O glaucoma é uma doença ocular causada pela elevação da pressão intraocular que provoca lesões no nervo ótico comprometendo a visão e que na falta de tratamento adequado, pode levar à cegueira. Os pacientes que são consideradas com maior nível de risco são aqueles com mais de 30 anos, diabéticos, hipertenso, pessoas com problemas de pressão intraocular elevada, miopia, usuários de corticoides ou que tenham casos da doença na família.