Operação detém 16 pessoas e recolhe 65 veículos irregulares em Pernambuco

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) concluiu, no sábado (31), a segunda edição da Operação Rota Brasil, que teve como foco promover ações de segurança pública e viária, nas rodovias federais que cortam Pernambuco. A iniciativa foi realizada durante uma semana e nesse período foram detidas 16 pessoas por diversos crimes, recolhidos 65 veículos irregulares e recuperados seis carros roubados em diversas regiões do estado.

A primeira fase da operação teve como foco ações direcionadas para o enfrentamento ao crime, e em seguida foram realizadas atividades de fiscalização voltadas para a prevenção de acidentes. Em sete dias, foram fiscalizados 711 veículos e 689 pessoas, emitidos 729 autos de infração e registrados 145,6 toneladas de excesso de peso em veículos de carga.

LEIA MAIS

PF investiga fraudes em licitação para aquisição de insumos de combate à covid na antiga gestão de Juazeiro

A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira (13), a Operação Carga Viral. A ação investiga supostas fraudes em licitações para aquisição de insumos destinados ao enfrentamento da covid-19. Seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Juazeiro (BA), um em Petrolina e outro em Lauro de Freitas (BA).

Investigação mira antiga gestão

Durante a investigação a PF observou indícios de que, em 2020, servidores públicos da antiga gestão de Juazeiro – Paulo Bomfim (PT) – que atuavam na Secretaria de Saúde (SESAU) estavam em conluio com empresários e fraudaram contratos, elevando de forma arbitrária os preços de máscaras de proteção e kits de testes rápidos da covid-19.

Prejuízo milionário

A PF acredita que os prejuízos chegam a R$ 1 milhão. A operação é uma ação conjunta da PF com a Controladoria Geral da União. Cerca de 30 policiais federais e nove auditores da CGU atuam na operação de hoje.

LEIA MAIS

Polícias militar e civil da Bahia realizam ação no combate ao crime de estelionato em Juazeiro

A ação das polícias militar e civil foi realizada na última quinta-feira (13), no Bairro Alto da Maravilha, próximo a Lagoa do Calu, no município de Juazeiro – BA.  Após denúncia de clonagem de cartão e compra feita pela internet, os agentes atenderam a solicitação do proprietário da loja TeleAço, que alegou que estaria sendo vítima de estelionato,  via compra por cartão clonado. 

Segundo o proprietário, um homem identificado como “Nilton” fez uma compra com cartão de crédito no valor de R$30.900,00 (trinta mil e novecentos reais), e marcou um horário para pegar a mercadoria. Na hora marcada, compareceu um motorista com carro baú, fez a carga do material e seguiu viagem. Foi feito acompanhamento do veículo para identificar o local de descarga, sendo o mesmo interceptado na cidade de Petrolina. O motorista alegou que foi contratado pelo valor de R$2.000 (dois mil reais) para deixar a mercadoria em Itabaiana-SE, onde encontraria com o “Nilton” às 06h00 da manhã. 

O caminhão baú com todo o material apreendido e o condutor foram conduzidos à delegacia para medidas cabíveis, uma vez que o titular do cartão de crédito não reconheceu a compra, sendo a ocorrência enquadrada no crime de estelionato.

Remanso: Operação da Polícia Civil prende 3 pessoas e apreende 1,5 kg de cocaína e crack

(Foto: Polícia Civil)

Dando continuidade a operação Erga Omnes, que significa “Contra Todos”, que teve início das investigações em janeiro deste ano, a Polícia Civil de Remanso cumpriu nesta quarta-feira (28), três mandados de prisão e 4 mandados de busca e apreensão.

Dois homens e uma mulher presos durante a operação são acusados de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Os Agentes ainda apreenderam 1 quilo e meio de cocaína e crack , 1 motocicleta, 1 balança de precisão e 6 aparelhos celulares, com autorização judicial para acesso aos dados telefônicos.

Segundo as investigações, a rede criminosa atuava em Remanso e região já há algum tempo e a droga apreendida ontem, teria sido levada de Juazeiro esta semana pela a mulher que foi presa, a qual, segundo a Polícia, é companheira de um dos acusados.

Após acesso, autorizado por meio de mandado judicial, ao aparelho celular da senhora detida, várias conversas, via whatsApp, revelaram todo o esquema criminoso. Com as provas em mãos, o delegado responsável prendeu em flagrante os três acusados capturados e representou à justiça pela prisão preventiva dos demais envolvidos.

Em nota, prefeitura de Petrolina diz que materiais solicitados pela PF foram disponibilizados

A Polícia Federal (PF) deflagrou uma operação, na manhã dessa terça-feira (13), para investigar suspeitas de corrupção, lavagem de dinheiro, fraude em licitação, falsidade ideológica e organização criminosa em  contratações realizadas pela Secretaria de Educação de Petrolina.

Denominada de “Contrassenso”, a ação de hoje conta com apoio de cerca de 150 policiais federais e auditores da Controladoria Geral da União (CGU). Ao todo, 33 mandados de busca e apreensão autorizados pela Justiça Federal em Petrolina estão sendo cumpridos.

Em nota, a prefeitura de Petrolina garantiu que “cumpre rigorosamente os ditames legais e tem feito todos os esforços necessários para contribuir com as investigações em curso”.

Além disso, no documento, a prefeitura diz que está “à disposição para prestar todos e quaisquer esclarecimentos adicionais”.

Confira a nota na íntegra

“Firme em seu compromisso com a transparência, a Prefeitura de Petrolina (2017/2021) cumpre rigorosamente os ditames legais e tem feito todos os esforços necessários para contribuir com as investigações em curso, que se referem a fatos e contratos registrados desde 2015.

Os documentos e materiais solicitados foram disponibilizados. A prefeitura mantém-se à disposição para prestar todos e quaisquer esclarecimentos adicionais”

Prefeitura reforça fiscalização e orienta donos de bares e restaurantes a cumprirem protocolos sanitários

As forças de segurança pública estão fechando o cerco contra aglomerações em bares, restaurantes e lanchonetes de Petrolina. A operação ‘Cidade Tranquila’ que vem sendo realizada no município, resultou ontem no fechamento de um bar no José e Maria. A partir desta quinta-feira (25), a Prefeitura, através da Guarda Civil Municipal, vai intensificar ainda mais essas fiscalizações para o cumprimento do decreto do Governo do Estado de Pernambuco n° 50.258/2021.

O objetivo é conter a curva de contaminação da Covid-19, bem como garantir o sossego público. As equipes estarão nas ruas fiscalizando, multando e interditando os estabelecimentos que insistirem em desrespeitar o decreto.

O secretário de Segurança Pública, Cícero Dirceu, explica que está proibida a utilização de som nesses ambientes, inclusive para transmissão de jogos. “Nossa missão é proteger a população da ameaça da Covid-19 através da prevenção à aglomeração e do estímulo à adoção das medidas de segurança contra a doença. Isso é responsabilidade de todos, seja dos governantes, dos donos dos estabelecimentos comerciais, empresários, assim como de cada uma das pessoas, que também são responsáveis diretamente por suas vidas e pelas vidas das pessoas com quem convivem”, enfatizou Dirceu.

A operação ‘Cidade Tranquila’ mobiliza o 5°BPM, 2° Biesp; Guarda Civil Municipal (através da ROMU); Disciplinamento Urbano; Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA); Vigilância Sanitária e fiscais de postura.

O descumprimento pode ser denunciado à Central de Atendimentos da Secretaria Executiva de Segurança Pública, no telefone 153, ou pelo WhatsApp (87) 98106-7310.

2° BIEsp apreende armas de fogo, drogas e máscaras durante rondas em Petrolina

(Foto: Polícia Militar)

As apreensões aconteceram neste sábado (23), durante rondas do 2º BIEsp, Batalhão especializado da Polícia Militar de Pernambuco, realizadas na sede e no interior do município. A primeira apreensão ocorreu por volta das 10h30 no bairro Nova Vida.

Segundo informações da PM, um homem empreendeu fuga, pulando o muro de uma casa, após perceber a presença dos policiais e deixou para trás uma mochila com 1 revólver calibre .32 com 2 munições, 124 gramas de maconha, além de 4 máscaras. Além disso, a polícia também encontrou no quintal da casa, enrolada em um lençol, uma espingarda calibre 12.

LEIA MAIS

Idosa de 74 anos é presa em Senhor do Bonfim acusada de envolvimento na venda de droga

(Foto: Alberto Maraux)

A idosa e mais cinco pessoas foram presas nesta segunda-feira (21), na segunda fase da Operação Gunsmith, que visa o combate a facções criminosas e tráfico de drogas no Norte da Bahia. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP), com as prisões realizadas hoje, já são 39 traficantes capturados pela operação que teve início em outubro.

Equipes da 19ª Coorpin e da Delegacia Territorial de Senhor do Bonfim cumpriram as ordens judiciais em bairros, daquele município e além do sexteto localizado, nos cumprimentos de mandados de busca e apreensão em duas casas, os policiais civis encontraram porções de maconha e cocaína, munições, balança, substâncias utilizadas em entorpecentes, entre outros materiais.

“Continuamos com equipes à procura de dois foragidos e seguiremos combatendo, com prioridade, a venda de entorpecentes e os homicídios em Senhor do Bonfim e região”, enfatizou o titular da 19ª Coorpin, delegado Felipe Neri.

Secretária de Saúde de Juazeiro desmente prisões durante operação da Polícia Federal nesta quarta-feira

A Secretária de Saúde de Juazeiro (BA), Fabíola Ribeiro, usou as redes para desmentir boatos de que ela e o funcionário Alfredo Júnior tinham sido presos durante uma operação da Polícia Federal, realizada na manhã desta quarta-feira (16).

A Polícia Federal e a Controladoria Geral da União estiveram na sede da Secretaria da Saúde (SESAU) e também na Secretaria de Administração (SEAD), com o objetivo de fazer busca e apreensão de documentos referentes à compra de insumos no município no ano de 2013.

De acordo com a assessoria da prefeitura de Juazeiro, a ação dos agentes foi acompanhada pelos profissionais das secretarias que auxiliaram com informações e também cederam documentos para análise dos agentes.

Em nota a SESAU informou que todas as ações no município são feitas de maneira clara e com responsabilidade. Nesta ação, assim como em outras visitas dos agentes, todo o material solicitado foi disponibilizado a fim de ser investigado com transparência.

Polícia baiana desmonta quadrilha que movimentava R$ 2 milhões por mês

(Foto: Ascom/Alberto Maraux)

Policiais Militares e Civis da Bahia desmontaram na manhã desta segunda-feira (9), parte de uma organização criminosa que movimentava R$ 2 milhões por mês. Catorze mandados de prisão foram cumpridos contra integrantes da facção, que tinha como líder e fundador, um detento que está preso no Conjunto Penal de Lauro de Freitas, região metropolitana do estado, que  mesmo assim, continuava dando as ordens para ações ilícitas.

Além de tráfico de drogas, roubos a bancos, porte ilegal de arma de fogo, homicídios e corrupção de menores, o grupo lavava dinheiro comprando imóveis e veículos. Um deles, no edifício Citta, no bairro do Imbuí, foi adquirido com “dinheiro vivo”.

Deflagrada pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado e o Comando de Policiamento Regional Central, a Operação Ícaro sequestrou dos criminosos um apartamento no bairro do Imbuí, localizou aproximadamente 300 mil reais em espécie, cerca de 300 kg de maconha, cocaína e crack, uma espingarda norte americana calibre 12, carregadores, munições, seis veículos, 55 celulares, um cofre e embalagens plásticas.

“Solicitamos e conseguimos, com apoio da Justiça e Ministério Público Estadual, o bloqueio de 32 contas bancárias. Através delas os criminosos faziam transferências e lavavam dinheiro”, explicou a titular da Coordenação de Narcóticos, delegada Andréa Ribeiro.

Polícia Civil apreende armas e prende duas pessoas durante operação em Petrolina

(Foto: Polícia Civil)

Em operação realizada na manhã desta sexta-feira (25), com o objetivo de combater crimes violentos letais, a Polícia Civil de Pernambuco cumpriu 3 mandados de busca e apreensão domiciliar, expedidos pela 1ª Vara Criminal de Petrolina.

Foram apreendidas 01 espingarda calibre 12 de dois canos (serrados), 01 espingarda calibre 12 cano curto, 08 Munições calibre 12, 02 celulares, 01 Faca peixeira e 01 Punhal.

Como resultado da ação também foi feita a lavratura de dois autos de prisão em flagrante delito por posse ilegal de arma de fogo, crime previsto no artigo 16 do estatuto do desarmamento.

Batizada de “STOPPING POWER”, a operação foi realizada por 18 policiais civis, entre delegados,
agentes e escrivães, e teve a coordenação da Dinter II, sendo supervisionada diretamente pela Chefia de
Polícia.

Polícia Civil de Pernambuco mira organização criminosa envolvida em homicídios, tráfico e porte ilegal de arma

A Polícia Civil de Pernambuco desencadeou, na manhã desta quarta-feira (26), a operação “Canoas”, que tem como objetivo identificar integrantes e desarticular organização criminosa voltada à prática de crimes como homicídios, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Estão sendo cumpridos 8 mandados de prisão, 9 de busca e apreensão domiciliar, expedidos pela Vara Criminal
de Igarassu, e outros 2 mandados de busca e apreensão de adolescente em conflito com lei, expedidos pela Vara da Infância e Juventude de Igarassu.

Os mandados estão sendo cumpridos em Igarassu, Nova Cruz, Cruz de Rebouças e Paulista. Investigações revelam que o grupo está envolvido em pelo o menos cinco homicídios, um deles sendo o de um pai e de um lho em junho de 2020 em Cueiras, Igarassu. Até às 7h desta quarta, seis dos oito suspeitos já haviam sido levados até a sede do Grupo de Operações Especiais no Cordeiro, Zona Oeste do Recife. Com eles, foram apreendidos armas, celulares e uma quantidade considerável de dinheiro, que não teve valor divulgado pela polícia. A corporação acredita que o dinheiro seja fruto do tráfico de drogas. O início da investigação ocorreu em junho de 2020.

A Operação Canoas está vinculada à Diretoria Integrada Especializada – DIRESP, sob a presidência da delegada Natasha Dolci, Delegada Adjunta da 9ª Delegacia de Polícia de Homicídios – 9ª DPH, integrante da Divisão de Homicídios Metropolitana Norte – DHMN.

As investigações foram assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco – DINTEL. Os detalhes da referida operação serão divulgados pela Assessoria de Comunicação da Polícia Civil, em momento oportuno. A operação mobiliza 100 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães.

Com informações do NE10

Polícia Civil realiza operação e apreende armas, munição e R$ 70 mil em Juazeiro; três pessoas foram presas

Material apreendido com os suspeitos.

A Polícia Civil realizou nessa segunda-feira (24) uma operação em Juazeiro (BA) com o objetivo de dar cumprimento à Mandados de Busca e Apreensão na localidade de Maniçoba, zona rural do município.

A investigação mirava a atuação de dois indivíduos, irmãos, que praticava homicídios na cidade, e que são suspeitos de terem assassinado José Robson de Sena Souza em uma emboscada, nas imediações do povoado de Maniçoba.

Na ação, que contou com a participação da Coordenadoria Regional, Delegacia de Homicídios, DTE, 1ª DT de Juazeiro, DEAM e DRFR, foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão.

LEIA MAIS

Consórcio do Nordeste rescinde contrato e dinheiro de respiradores é devolvido

(Foto: Polícia Civil DF)

O valor referente à compra de 750 respiradores adquiridos pelo Consórcio do Nordeste foi devolvido nesta terça-feira (9) pela empresa Pulsar, que não conseguiu cumprir os prazos de entrega exigidos no contrato.

Por uma questão de segurança, o presidente do Consórcio, Rui Costa, solicitou a imediata devolução dos recursos quando a empresa não cumpriu o prazo de entrega.

LEIA MAIS

Senado aprova projeto que prorroga vencimento de operações de crédito rural

Em sessão remota nesta terça-feira (26), o Plenário do Senado aprovou o projeto (PL 1.543/2020) que autoriza a prorrogação de dívidas rurais pelo período mínimo de 12 meses. O objetivo é amenizar a crise decorrente do estado de calamidade relacionado ao coronavírus. A proposta, do senador Mecias de Jesus (Republicanos-RR), foi aprovada na forma do substitutivo apresentado pelo relator, senador Zequinha Marinho (PSC-PA). A matéria segue agora para a análise da Câmara dos Deputados.

Para o autor, a prorrogação é “medida fundamental para socorrer os pequenos produtores rurais neste crítico momento social, econômico e político”. Na avaliação de Mecias, as consequências econômicas da pandemia têm “pressionado sobretudo os pequenos agricultores familiares e seus empreendimentos, que estão passando por forte apreensão e incerteza, por um lado, e por dificuldades financeiras, por outro, em decorrência da perda de renda e da manutenção das despesas assumidas, como de energia e dos financiamentos ao sistema produtivo”.

Zequinha Marinho elogiou a matéria e apontou que a pandemia do novo coronovírus e os problemas decorrentes de seu combate representam uma ameaça à economia global e têm reflexos muito fortes nos pequenos empreendimentos, sobretudo, da agricultura familiar.

“A iniciativa é oportuna, precisa e fundamental para apoiar a agricultura familiar e os empreendimentos rurais de todo o país”, registrou o relator.

Substitutivo

Zequinha Marinho informou que foram apresentadas 27 emendas, das quais, ele acatou seis, de forma total ou parcial. Por sugestão de vários líderes, o substitutivo deixa claro que a prorrogação vai atender “exclusivamente a agricultura familiar”. Com base em uma emenda do senador Jean Paul Prates (PT-RN), o texto deixa claro quais sãos os tipos de operações que serão contemplados pela prorrogação. Segundo o senador, é uma forma de garantir o benefício para o pequeno produtor, independentemente do tipo de contrato firmado.

O texto original tratava das operações de crédito rural com vencimentos exigíveis entre os dias 1º de março e 31 de dezembro de 2020. O substitutivo, porém, prevê o prazo entre 1º de janeiro e 31 de dezembro deste ano. Por sugestão do senador Wellington Fagundes (PR-MT), não incidirá Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros (IOF) sobre as parcelas da prorrogação.

Outra emenda acatada, do senador Jayme Campos (DEM-MT), determina que os saldos devedores serão apurados sem cômputo de multa, mora, encargos por inadimplemento ou honorários advocatícios. Zequinha Marinho ainda acatou uma emenda de Jaques Wagner (PT-BA) para prever que a prorrogação dessas operações de crédito rural, nas modalidades comercialização, custeio e investimento, não implicará restrição bancária para concessão de novos financiamentos do Plano Safra 2020/2021.

123