Governo da Bahia reconhece Situação de Emergência em Abaré por conta da estiagem

Governo reconheceu situação de emergência (Foto: Reprodução/Facebook)

O Governo da Bahia reconheceu “Situação de Emergência” no município de Abaré. O Decreto n° 19.77/2020 foi publicado no Diário Oficial da última quinta-feira (25) e leva em conta o período de estiagem na cidade.

O decreto assinado pelo governador Rui Costa (PT) reconhece um outro decreto da Prefeitura, sancionada no dia 27 de maio desse ano. A Situação de Emergência tem validade de 180 dias a contar de maio.

“Fica homologado o Decreto Municipal nº 023, de 27 de maio de 2020, do Prefeito Municipal de Abaré, que declarou em “Situação de Emergência”, pelo prazo de 180 (cento e oitenta) dias, todo o território do referido Município”, destaca o Estado.

Governo da Bahia reconhece Situação de Emergência em Uauá

Além da covid, municípios do interior enfrentam longa estiagem (Foto: Divulgação)

O Diário Oficial da Bahia dessa quinta-feira (4) trouxe o Decreto n° 19.741/2020 no qual o Estado reconhece Situação de Emergência em Uauá, por conta da seca no município. De acordo com a publicação, o decreto é retroativo a 25 de maio.

Nessa data a Prefeitura havia publicado um decreto pedindo apoio por conta da estiagem. A Situação de Emergência tem validade de 180 dias. Com isso o Estado deve dar suporte a Uauá no enfrentamento da seca, através da Defesa Civil e da Superintendência de Proteção e Defesa Civil (SUDEC).

Governo da Bahia reconhece Situação de Emergência em Casa Nova por conta da estiagem

(Foto: Reprodução/Site da prefeitura de Casa Nova)

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), reconheceu nessa quinta-feira (7) a Situação de Emergência no município de Casa Nova (BA), por conta da estiagem que afeta a cidade. O Decreto n° 19.680/2020 é válido por 150 dias, a contar de forma retroativa em 27 de abril.

Nessa data a Prefeitura decretou Situação de Emergência, agora reconhecida pelo Estado. Com isso, Casa Nova poderá receber ajuda estadual no enfrentamento à seca. O município não informou as localidades mais afetadas pela estiagem.

Prefeitura de Cabrobó decreta Calamidade Pública por conta da pandemia do covid-19

Cabrobó ainda não teve casos confirmados (Foto: internet)

Cabrobó (PE) é mais um município do Sertão a decretar Situação de Emergência, devido à pandemia do novo coronavírus. Em um decreto publicado no Diário Oficial de sexta-feira (27), o prefeito Marcílio Cavalcanti (MDB) assinalou Calamidade Pública e adotará medidas mais duras ao enfrentamento do covid-19.

O Decreto n° 012/2020 tem validade de 180 dias, podendo ser prorrogável pelo mesmo período, se assim o município achar necessário. “Os órgãos e entidades da Administração Pública Municipal adotarão as medidas necessárias ao enfrentamento do “Estado de Calamidade Pública”, destaca o documento.

Até o momento Cabrobó não registrou casos confirmados do covid, mas vem monitorando mais de 50 pessoas as quais fizeram viagens a locais onde já houve registro da doença.

Unidades do SAC no interior da Bahia atenderão apenas serviços agendados a partir de segunda-feira

Unidade de Juazeiro funcionará apenas para atender demandas agendadas

Cumprindo o decreto estadual de emergência durante a pandemia do coronavírus, o SAC Bahia suspendeu atendimentos presenciais na capital Salvador e outros municípios com casos confirmados da doença: Feira de Santana, Prado, Porto Seguro, Lauro de Freitas e Simões Filho.

Nas demais unidades, a partir de segunda-feira (23) somente serão realizados atendimentos agendados pelo telefone ou internet. O SAC Móvel continuará normalmente durante a vigência do decreto assinado pelo governador Rui Costa (PT).

Em todo estão funcionam 37 unidades: 12 na capital, quatro na região metropolitana e 21 no interior, incluindo Juazeiro. Quem precisar de algum serviço ofertado nas unidades físicas pode ligar para 0800 071 5353 e agendar o serviço.

 

Municípios do Sertão pernambucano adotam medidas contra o coronavírus

Prefeituras buscam adotar medidas de prevenção (Foto: Cadu Rolim/FotoArena/Estadão Conteúdo)

Em meio ao surgimento de novos casos confirmados e suspeitos de coronavírus no Brasil e em Pernambuco, várias cidades do Sertão têm adotado medidas preventivas ao covid-19. Em Bodocó, a Prefeitura anunciou a suspensão das aulas na rede municipal a partir de hoje (18).

LEIA TAMBÉM

Juazeiro: Prefeitura declara Situação de Emergência por conta do coronavírus e estende suspensão das aulas

Miguel decreta estado de emergência; Petrolina tem nove casos suspeitos de coronavírus e três de H1N1

Afrânio

A partir de hoje estão suspensas as aulas, atividades de grupo de idosos, atendimentos no setor do Bolsa Família, viagens do Tratamento Fora de Domicílio (TFD) e eventos públicos com mais de 50 pessoas. “Não é momento para pânico. Mas tratamos a situação com a devida cautela“, explicou a Prefeitura.

Cabrobó

A Prefeitura de Cabrobó precisou emitir uma nota para justificar a não paralisação das aulas. Segundo a gestão, não era possível adotar medidas enquanto o Governo do Estado não se posicionasse, algo feito ainda no final de semana. Todavia, a partir dessa quarta-feira as aulas estão paralisadas.

LEIA MAIS

Juazeiro: Prefeitura declara Situação de Emergência por conta do coronavírus e estende suspensão das aulas

Prefeito anunciou novas medidas preventivas (Foto: Blog Waldiney Passos)

O prefeito de Juazeiro (BA) Paulo Bomfim anunciou medidas mais efetivas na prevenção ao coronavírus. Durante uma coletiva de imprensa convocada para a manhã dessa terça-feira (17), ele assinou o Decreto nº 241/2020 no qual determina Situação de Emergência no município.

LEIA TAMBÉM

Juazeiro: Prefeitura suspende aulas e eventos públicos por sete dias

De acordo com a Secretaria de Saúde (SESAU), até hoje são 26 casos notificados de H1H1, dos quais seis foram descartados, 15 permanecem em investigação e cinco já foram confirmados, um deles resultou em morte. Em relação ao coronavírus, são quatro suspeitos: dois descartados e o restante em observação domiciliar.

“Estamos nos reunindo praticamente todo os dias, às vezes até duas vezes ao dia para ver como é que a gente faz para evitar um surto em Juazeiro. É importante a prevenção, se esse vírus chegar aqui e eu acho que vá chegar, ele chegue mais leve”, pontuou o prefeito.

LEIA MAIS

Governo de Pernambuco declara situação de emergência em 54 cidades do Sertão

(Foto: Rafael Furtado)

54 municípios do Sertão de Pernambuco foram incluídos no Decreto n° 48.801/2020, publicado no Diário Oficial do Estado desse sábado (14). Dessa forma, fica determinada Situação de Emergência na região, por conta da estiagem prolongada.

O decreto leva em conta o impacto da seca na economia, agropecuária e o baixo nível dos reservatórios das cidades. A Situação de Emergência é válida por 180 dias, a contar de hoje. Afrânio, Araripina, Lagoa Grande, Petrolina e Serra Talhada são alguns dos municípios incluídos na lista.

Confira a seguir a lista completa das cidades em Situação de Emergência por consequência da seca:

LEIA MAIS

Governo da Bahia reconhece Situação de Emergência em Curaçá, devido à estiagem prolongada

Seca está afetando economia local (Foto: Internet)

O Governo da Bahia publicou no Diário Oficial dessa sexta-feira (31) o Decreto n° 19.433/2020 que declara Situação de Emergência no município de Curaçá, região Norte do Estado. De acordo com o Estado, a estiagem prolongada está afetando as atividades econômicas da cidade e consequentemente, a população.

O Decreto estadual reconhece um outro decreto municipal, datado de 3 de janeiro. A Situação de Emergência tem validade de 180 dias, a contar da publicação no Diário Oficial de Curaçá. Nesse período tanto Governo da Bahia, quanto a Prefeitura Municipal devem adotar medidas para ajudar as populações mais afetadas pela estiagem.

Governo de Pernambuco decreta ‘situação de emergência’ em 61 municípios

(Foto: Ilustração)

O governador Paulo Câmara decidiu decretar ‘situação de emergência’ pelo período de 180 dias em 61 município do Agreste do Estado em razão da estiagem. O documento foi publicado no Diário Oficial do Estado na última sexta-feira (17).

No decreto, o governo aponta como um dos argumentos “a redução das precipitações pluviométricas que assolam os municípios do Estado para níveis inferiores aos da normal climatológica e a queda intensificada das reservas hídricas de superfície provocada pela má distribuição pluviométrica na região”.

O texto do decreto ainda destaca que “compete ao Estado a preservação do bem-estar da população e das atividades socioeconômicas das regiões atingidas por eventos adversos, bem como a adoção imediata das medidas que se zerem necessárias para, em regime de cooperação, enfrentar situações emergenciais”.

Confira as cidades

  • Agrestina
  • Águas Belas
  • Alagoinha
  • Altinho
  • Angelim
  • Belo Jardim
  • Bezerros
LEIA MAIS

Governo da Bahia reconhece Situação de Emergência em Remanso

Município enfrenta estiagem prolongada (Foto: Internet)

O Governo da Bahia publicou na terça-feira (7) o Decreto n° 19.386/2020, no qual homologa Situação de Emergência no município de Remanso, interior do Estado. Segundo o Estado, a estiagem tem causado danos e isso está afetando “as atividades econômicas”.

A população também é atingida diretamente pela estiagem prolongada e cabe a Defesa Civil adotar medidas para amenizar os problemas enfrentados pela comunidade. O decreto tem validade de 180 dias, retroativo a 23 de dezembro de 2019, quando a Prefeitura de Remanso declarou emergência.

O vice-governador da Bahia, João Leão foi o responsável pela assinatura do decreto, já que Rui Costa (PT) ainda se recupera de uma cirurgia para remoção de nódulos mamários, realizada em São Paulo.

Governo da Bahia reconhece situação de emergência em Canudos

(Foto: Rafael Furtado)

O Governo da Bahia reconheceu “Situação de Emergência” no município de Canudos. A cidade vive um longo período de estiagem e segundo o Decreto n° 19.382/2019, publicado no Diário Oficial de sábado (21), o alerta é válido por 180 dias.

O Estado alega que a seca vem trazendo afetando “as atividades econômicas e a atingir a população” e cabe ao Governo “preservar o bem-estar da população e, nesse sentido, adotar as medidas que se fizerem necessárias” enquanto a Situação vigorar.

Apesar de ser publicado ontem, a Situação de Emergência começa a valer retroativamente a 16 de dezembro. Casa Nova e Uauá também estão em alerta, devido ao forte calor e seca que atinge os municípios da região.

Governo da Bahia reconhece Situação de Emergência em Uauá

Seca tem prejudicado atividade econômica local (Foto: Reprodução/ Internet)

O Governo da Bahia decretou Situação de Emergência em Uauá por 180 dias. De acordo com o Decreto n° 19.352/2019, a seca tem atingido diversas localidades da cidade, afetando a atividade econômica. O prazo de validade do Decreto é retroativo a 24 de novembro.

O Estado reconheceu um Decreto Municipal do dia 25 de novembro, no qual o prefeito de Uauá, Lindomar Dantas autoriza órgãos municipais a adotarem medidas no “intuito de apoiar as ações de resposta do desastre”.

O Blog solicitou mais informações a respeito do suporte aos moradores e quais as áreas mais atingidas pela seca. Estamos aguardando uma resposta da gestão municipal.

Devido à estiagem, Governo da Bahia decreta Situação de Emergência em Casa Nova

Governo reconhece Decreto Municipal publicado no final de outubro

O Diário Oficial da Bahia dessa quinta-feira (7) traz o Decreto n° 19.311,no qual fica reconhecida a Situação de Emergência em Casa Nova. O decreto foi sancionado pelo vice-governador e governador em exercício, João Leão.

No documento o Estado destaca que a estiagem tem afetado as atividades econômicas do município e coloca em risco a saúde da população. O decreto tem validade de 180 dias e será válido para as localidades apontadas pela Prefeitura de Casa Nova como de risco.

A gestão de Casa Nova lembrou ao Governo da Bahia que a estiagem prolongada comprometeu a colheita, mas também a pecuária – principal atividade econômica da cidade – ficaram comprometidas pela seca. O Blog entrou em contato com a Prefeitura para saber quais as áreas mais sensíveis e se o Governo da Bahia já enviou algum apoio ao local. Estamos aguardando uma resposta.

Petrolina e mais 53 municípios pernambucanos têm situação de emergência reconhecida devido à estiagem

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) reconheceu, nessa terça-feira (29), a situação de emergência em 54 municípios Pernambucanos por conta da estiagem. Petrolina é uma das cidades apontadas pela Portaria nº 2.530, publicada no Diário Oficial da União (DOU), que reconhece a situação dos municípios.

Com a medida publicada, os 54 municípios Pernambucanos poderão ter acesso a recursos federais para ações de socorro, assistência e restabelecimento de serviços essenciais.

O apoio emergencial por meio da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do MDR, é complementar à atuação dos governos estaduais e municipais. O auxílio pode ser solicitado sempre que necessário, inclusive em situações recorrentes, como é o caso de desastres ocasionados por seca ou chuvas intensas.

12