Transporte: Prefeitura prorroga por mais 60 dias prazo para renovação de alvarás em Petrolina

(Foto: Ascom/PMP)

Os profissionais que trabalham com transporte complementar, em Petrolina, ganharam mais tempo para regularizar sua atividade na cidade. Isso porque, a prefeitura ampliou, mais uma vez, os prazos para pagamento das taxas relativas à renovação dos alvarás de permissão para 2020.

O documento é concedido pela Autarquia Municipal de Mobilidade (Ammpla) e visa garantir que os veículos e motoristas circulem na cidade de acordo com as leis de trânsito do município.A renovação de alvará deve ser feita por transportes complementares, escolares, táxi, mototáxis, fretamento, turismo e transporte por aplicativo.

O vencimento inicial estava previsto para o final de abril, mas após uma prorrogação, houve uma ampliação até julho e agora, a prefeitura novamente, estendeu os prazos por mais 60 dias, permitindo que a classe tenha mais tempo para organizar as finanças.

Segundo dados da Ammpla, até o momento apenas 30% da categoria efetuou o pagamento das referidas taxas, desta forma, a nova medida chega para contemplar cerca de 70% dos trabalhadores da área. O alvará legaliza o exercício da profissão e é emitido, anualmente, seguindo um calendário específico. A renovação deve ser feita, preferencialmente, online pelo site: https://ammpla.interage.in/publico/autenticacao_renovacao/new.

Circulação de transportes intermunicipais será suspensa em Pernambuco

Como forma de evitar a proliferação da covid-19 em Pernambuco, o Governo do Estado anunciou que será interrompido o serviço de transporte intermunicipal a partir desta segunda-feira (23). A decisão não inclui as atividades do transporte público da Região Metropolitana do Recife (RMR), e, sim, os serviços que ocorrem diariamente entre os municípios pernambucanos nas demais regiões do Estado.

A decisão faz parte de um conjunto de medidas anunciadas pelo Governo do Estado que visa a conter a proliferação do vírus. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marcelo Bruto, mesmo antes da suspensão, já foi registrada uma menor circulação de pessoas nos transportes. “Na quinta-feira (19), registramos uma diminuição de cerca de 45% na utilização dos transportes públicos pela população, e esperamos que esse número aumente com o passar dos dias”, afirmou o secretário.

O secretário também orientou a população com relação à importância de permanecer em casa e evitar um deslocamento desnecessário. Foi recomendado que, principalmente os idosos, que estão no grupo de risco da covid-19, permaneçam nas suas residências e que, se precisarem sair, utilizem o transporte público em horários que não sejam de pico – quando há um maior número de pessoas-.

Assim como as outras medidas, a decisão de suspender os serviços dos transportes intermunicipais, explicou o Governo do Estado, permanecerá em vigor até que haja uma melhora na situação da pandemia do novo coronavírus em Pernambuco.

Tarifas de ônibus da Região Metropolitana do Recife não sofrerão reajuste em 2020, afirma Governo de Pernambuco

O governador Paulo Câmara anunciou, nesta quinta-feira (16), que as tarifas de ônibus da Região Metropolitana do Recife (RMR) não terão reajuste em 2020. “O que vamos discutir este ano são as melhorias do sistema e não reajuste. Enquanto não tivermos avanços concretos no transporte público, não falaremos em aumento da tarifa”, afirmou, completando: “Até o fim de janeiro, vamos lançar um plano de investimentos onde faremos a nossa parte com melhorias nos terminais, na segurança e na fiscalização.” 

Com a decisão, as passagens do sistema de transporte de público da RMR permanecerão R$ 3,45 no Anel A; R$ 4,70 no Anel B; e R$ 2,25 no Anel G. Paulo Câmara destacou que o setor precisa de uma repactuação. “Com metas que sejam cumpridas pelos empresários. O governo fará a sua parte, sem abrir mão de direitos adquiridos pela população.  O Passe Livre – que garantimos aos estudantes – será mantido, o Transporte Complementar Gratuito também continuará valendo e manteremos o subsídio ao diesel, porque é decisivo para que o sistema não entre em colapso”, pontuou.

LEIA MAIS

Transporte coletivo: cartão BIP só poderá ser utilizado até o próximo domingo em Petrolina

(Foto: Ascom/PMP)

A validade do cartão BIP vence neste domingo (8), em Petrolina. Por isso, os usuários devem ficar atentos sobre o uso dos bilhetes eletrônicos. De acordo com a Autarquia Municipal de Mobilidade (Ammpla) a substituição do atual BIP pelo novo cartão SIM pode ser feita, gratuitamente, realizando o pré-cadastro pela internet, e também é possível fazer, presencialmente, no guichê de atendimento do ‘SIM Petrolina’ no Expresso Cidadão, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, ou aos sábados das 8h às 14h.

Sobre a transferência dos créditos do atual cartão BIP para o novo cartão SIM, a prefeitura informou que já adotou todas as medidas jurídicas possíveis para garantir o direito dos usuários, contudo, as antigas empresas de ônibus não chegaram a um acordo sobre a devolução do saldo que ficará suspenso até determinação da justiça.

LEIA MAIS

Gonzaga Patriota cobra parecer sobre projeto de lei que regulamenta transporte alternativo

Em outra oportunidade, o deputado se reuniu com representantes de vans para debater o problema.

Crítico à lei que aumenta a punição para os transportes alternativos, o deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) demonstrou preocupação com a lei 13.855, que entrou em vigor no último dia 05 de outubro.

Segundo o parlamentar, a lei praticamente acaba com o transporte alternativo. “Nosso pronunciamento é para tratar novamente do transporte alternativo e escolar no Brasil. Estou muito preocupado porque essa Lei que já entrou em vigor, praticamente acaba com esse tipo de transporte”, disse.

O deputado lembrou que apresentou o Projeto de Lei (PL nº 4190, de 2019), que propõe rever as multas imputadas ao transporte alternativo, impostas pela Lei 13.855, de 2019, e que já tem relator, que é o deputado federal Paulo Azi (DEM/BA) e cobrou agilidade na elaboração do parecer do PL.

LEIA MAIS

Deputado Tum critica suspensão de licitação de linhas de ônibus de Juazeiro e Jacobina: “penaliza somente o usuário”

 

A Agerba, agência estadual que regula o serviço de transporte intermunicipal na Bahia, vai protocolar pedido de suspensão da liminar que impediu a realização de concorrência pública para exploração de linhas de ônibus em Juazeiro e Jacobina. De acordo com o deputado estadual Tum (PSC), a sessão pública, que aconteceria nesta última terça-feira (3), foi cancelada após determinação judicial a pedido da empresa Falcão Real – atual detentora das linhas.

Em discurso na Assembleia Legislativa da Bahia, Tum denunciou a péssima qualidade dos serviços prestados pela Falcão Real. Em ofícios enviados à Agerba, o deputado também já externou as insatisfações da comunidade quanto aos problemas da empresa, como ônibus mal conservados e descumprimento de horários. “Por isso, estou em contato permanente com a Agerba, no sentido de acompanhar o desenrolar dessa disputa judicial, na qual só perde o cidadão, que é obrigado a continuar usando um serviço de transporte precário, que representa um verdadeiro desrespeito aos baianos”, criticou Tum.

“O intuito é de buscar uma alternativa”, diz Paulo Câmara sobre regulamentação de transporte alternativo

Paulo Câmara cumpriu agenda nesta quarta em Petrolina.

Após a lei 13.855/2019, que prevê punição aos transportes alternativos irregulares, ser sancionada pela presidência da República, muitos motoristas consideraram a proposição como uma forma de proibir a atuação da categoria. Buscando regulamentar o transporte intermunicipal de passageiros, a governo estadual criou uma comissão para promover estudos e propostas sobre a situação.

Em Petrolina (PE), nesta quarta-feira (21), o governador do estado Paulo Câmara afirmou que “o intuito é de buscar uma alternativa para a questão (…), porque nós sabemos da importância do transporte alternativo para muita gente que utiliza o transporte que precisa estar regulamentado”.

A comissão deve desenvolver o trabalho de estudo por quatro meses e, posteriormente, assegurar as regras necessárias para garantir a regulamentação do serviço e, assim, possibilitar o trabalho e a geração de renda para os operadores do transporte.

Antonio Fernando defende profissionais do transporte alternativo de passageiros

Para parlamentar, é preciso simplificar o processo de regulamentação das vans no Estado. Foto: Roberto Soares

Em discurso na Reunião Plenária desta terça (6), o deputado Antonio Fernando (PSC) mostrou-se preocupado com a situação dos trabalhadores e usuários do transporte alternativo de passageiros em Pernambuco. Lei federal sancionada em julho aumentou as penalidades para os profissionais que não estiverem regulares. Para o parlamentar, é preciso simplificar o processo de regulamentação no Estado.

“Centenas de trabalhadores têm o transporte alternativo como sustento, e outros milhares dependem dele para se deslocar diariamente”, afirmou, alegando que a dependência das vans é ainda maior no Interior. “Só no Sertão do Araripe, as lotações transportam dez mil pessoas diariamente. Se tirarmos as vans, essa população fica praticamente impedida de se locomover”, exemplificou.

O deputado defende que as regras para regularizar esse tipo de transporte em Pernambuco sejam simplificadas. “Atualmente, apenas ônibus e micro-ônibus podem receber placa vermelha no Estado. É importante que a Alepe, junto com o Poder Executivo Estadual, legalize essa placa também para vans”, sugeriu, informando que a ação ainda traria resultados positivos para a arrecadação estadual.

O discurso recebeu os apartes dos deputados José Queiroz (PDT), Sivaldo Albino (PSB), Fabrizio Ferraz (PHS),Dulcicleide Amorim (PT) e Doriel Barros (PT), todos em apoio aos profissionais do transporte alternativo. “A mudança é negativa, também, para a economia dos municípios”, afirmou o pedetista, falando sobre a importância das vans para o Polo de Confecções de Caruaru. “O Governo do Estado deve mandar para a Alepe, nos próximos dias, um projeto de lei que contemple esses profissionais”, informou Albino.

“São cidadãos que querem trabalhar, gerar renda para nosso Estado e garantir o transporte de milhares de pessoas que precisam”, complementou Ferraz. Dulcicleide Amorim declarou ter sido procurada por representantes de cooperativas que atuam no Sertão e disse que o Executivo Estadual já se organiza para facilitar a regulamentação dos veículos. “É um serviço essencial para a população do nosso Estado”, concluiu Barros.

“Vou partir do pressuposto de que ele não leu a lei”, diz Daniel Coelho após declaração de Gonzaga Patriota sobre lei das Vans

Deputado Federal Daniel Coelho, autor da Lei 13.855.

Após o deputado Gonzaga Patriota (PSB) se posicionar contra a Lei Federal 13.855, que, segundo o parlamentar, “praticamente acaba com o transporte alternativo”, o autor do texto legal, Daniel Coelho, rebateu as declarações de Gonzaga.

Segundo Daniel, a lei apenas estabelece a punição para quem atua de forma fraudulenta. “É um texto claro. não diz se fica proibido transporte ‘x’ ou permitido transporte ‘a’. A legislação que diz quem tem direito de circular é a local, estadual ou municipal”, disse.

LEIA TAMBÉM

Gonzaga Patriota afirma que vai lutar para revogar Lei que endurece punição para vans

Proprietários de Vans fazem protesto em Petrolina contra lei federal

Gonzaga Patriota se reúne com representantes de transporte alternativo em Petrolina

Daniel alfinetou, ainda, o deputado Gonzaga, afirmando que o parlamentar foi a favor do projeto de Lei, aprovado por todo o Congresso Nacional. “Não sei se ele sabe que votou, que participou. O projeto é tanto dele, quanto meu. (…) vou partir do pressuposto de que ele não leu a lei”.

LEIA MAIS

Gonzaga Patriota afirma que vai lutar para revogar Lei que endurece punição para vans

Deputado afirmou que vai se reunir com representantes para debater o problema.

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) resolveu se posicionar, durante entrevista a Waldiney Passos, na rádio jornal, a respeito da Lei Federal 13.855, que passa a considerar o transporte realizado pelas vans como irregular, segundo o parlamentar. O texto legal é de autoria do deputado federal Daniel Coelho, que é pernambucano.

LEIA TAMBÉM

Proprietários de Vans fazem protesto em Petrolina contra lei federal

Segundo Gonzaga, a Lei praticamente acaba com o transporte alternativo. Além disso, o deputado afirmou que na próxima terça-feira (06) deve entrar com um projeto para barrar a Lei. “Como secretário nacional de trânsito, fiz o código e mandei para o parlamento com dois artigos que falavam do transporte alternativo, do transporte escolar e, lamentavelmente, essa lei acaba com isso”, disse.

O deputado disse que se reunirá, ainda nesta sexta-feira (02), com representantes de toda região do Sertão do São Francisco, do Araripe e do Sertão Central para conversar sobre o problema. “Vou abraçar como abracei muitos outros grandes problemas nacionais que a gente encontrou saída. Vou apresentar um projeto para derrubar essa lei, com todo respeito ao deputado Daniel Coelho”, afirmou.

Proprietários de Vans fazem protesto em Petrolina contra lei federal

Na manhã desta quinta-feira (01), vários motoristas de Vans de transporte complementar interestadual realizaram uma manifestação contra a Lei Federal 13.855, que dispõe sobre transporte escolar e transporte remunerado não autorizado.

Os manifestantes se reuniram em frente ao posto Paizão, em Petrolina (PE), e seguiram até Juazeiro (BA). Em vídeo enviado ao nosso blog, gravado por Felipe Bione, é possível identificar muitas vans ocupando uma das vias da ponte Presidente Dutra. Segundo Carlos Pereira, que é proprietário de van, a lei só considera transporte legal ônibus rodoviários.

“Para eles, nós somos transportes piratas. Quem não é ônibus rodoviário. Vamos nos organizar ainda mais para que possamos chamar a atenção das autoridades. Aqui no Vale do São Francisco são de 4.500 a 5.000 motorista de vans e proprietários que geram emprego”, afirmou.

LEIA MAIS

Porta de ônibus cai e por pouco não atinge pessoas no centro de Petrolina

Por volta das 5:00 horas da tarde desta quinta-feira (18) um fato inusitado aconteceu no centro de Petrolina que expõe a fragilidade do transporte coletivo na cidade, a porta de ônibus da empresa Joalina soltou da estrutura do veículo e caiu no meio da rua. O fato foi flagrado por um cidadão que filmou pelo celular momentos após a porta dianteira do ônibus despenar.

Segundo informações de populares por pouco a porta do ônibus, que fazia linha para o bairro Henrique Leite, não atingiu pessoas e até idosos que estavam no ponto de ônibus em frente a Unit,  perto do River Shopping.

Público do São João de Petrolina pode contar com o Expresso do Forró a partir desta sexta-feira

(Foto: Divulgação)

Quem for prestigiar o São João de Petrolina tem à disposição o Expresso do Forró. O Expresso sai do estacionamento do River Shopping e a primeira viagem é a partir das 19h. Os ônibus estarão disponíveis a cada meia hora até meia-noite. O retorno será feito até as 4h da madrugada.

Os ingressos do Expresso do Forró podem ser compradas no momento do embarque ou, antecipadamente, no Expresso Cidadão do Shopping, no Portal SG, no Centro de Convenções e no pátio de eventos. A tarifa é única e custa R$ 10,00.

Sobre o transporte regular de ônibus, haverá quatro corujões à disposição dos usuários. Eles saem a partir da meia-noite até o término da festa. A saída do Pátio dependerá da demanda de passageiros. Haverá também três corujões interestaduais, saindo de Juazeiro. O preço da passagem é normal.

‘Expresso do Forró’: transporte garante segurança de forrozeiros até o Pátio Ana das Carrancas

(Foto: Divulgação)

Uma opção segura para quem vai curtir o São João de Petrolina no Pátio de Eventos Ana das Carrancas é o ‘Expresso do Forró’, ônibus que, desde o ano passado, faz o transporte do público até a festa. Neste ano, aqueles que já escolheram os dias de festejar, podem fazer o planejamento com antecedência. Isso porque as passagens do Expresso começam a ser vendidas a partir desta segunda-feira (20).

O ônibus vai sair do estacionamento do River Shopping e seguir direto para o pátio. As viagens de ida começam a partir das 19h, e terão ônibus disponíveis a cada meia hora até a meia-noite. O retorno será feito até às 4h da madrugada. A passagem de ida e volta custa R$ 10  mas quem não fizer as duas viagens, fica com o crédito para o dia seguinte. “Recomendamos a compra antecipada para agilizar no embarque. No ano passado atendemos aproximadamente 3 mil pessoas, nossa expectativa é dobrar o número de passageiros este ano”, calculou Daísa Gomes, supervisora comercial do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo do Vale do São Francisco (Setranvasf).

LEIA MAIS

CSTT instala e regulamenta pontos de mototáxi nos Residenciais Juazeiro I e II

Novas instalações para os mototáxis.

A Companhia de Segurança, Trânsito e Transporte (CSTT) instalou e regulamentou três pontos de mototáxi: dois no Residencial Juazeiro I e um no Residencial Juazeiro II.

Além de dar mais conforto aos mototáxis que estarão protegidos do sol, a ação tem o objetivo de combater o transporte irregular, pois, com a regulamentação do ponto, os usuários do serviço irão identificar com mais facilidade o mototaxista legalizado.

De acordo com o Gerente de Transporte da CSTT, Francisco Paulo, todos os pontos de mototáxi receberão as melhorias. “Estamos com uma agenda intensa para recuperar e instalar tanto pontos de mototáxi, quanto de ônibus em toda a cidade”, afirmou.

O diretor-presidente da CSTT Damião Medrado afirma que os mototáxis podem aguardar novidades ainda este ano. “Estamos no organizando para atualizar a tabela de preços do serviço de mototáxi que tem mais de oito anos que está defasada”, disse. Além disso, Damião afirmou que há um trabalho para que o serviço de mototáxi torne-se permissionário.

12345