Curaçá: Festa dos Vaqueiros de Curaçá é declarada como patrimônio cultural imaterial da Bahia

A já famosa Festa do Vaqueiro de Curaçá foi declarada em como patrimônio cultural imaterial do estado da Bahia. O Projeto de Lei de autoria da deputada Fabíola Mansur (PSB), tramitava desde 2015, mas só agora foi aprovado na Assembleia Legislativa da Bahia.

A festividade é considerada uma das maiores manifestações culturais da região do Vale do São Francisco, reunindo centenas de pessoas, entre vaqueiros, homenageados da festa, moradores da região e turistas de todo o Brasil.

A deputada Fabíola Mansur, comemorou a aprovação do projeto. “É importante que a cultura nordestina e baiana sejam cada vez mais valorizadas, são muitas as manifestações culturais em nosso estado, no sertão, no Recôncavo, no litoral, nos quatro cantos da Bahia. Precisamos valorizá-las, essa cultura não pode se perder”.

Tradicional Forró da Espora leva ao pátio de eventos público apaixonado pela cultura nordestina

forró da espora

O público composto por vaqueiros, um dos símbolos do sertão, seus familiares e admiradores da cultura do vaqueiro teve sua noite super animada.

A noite do último sábado (25) foi de celebração à cultura sertaneja. Pelo terceiro ano consecutivo, o Forró da Espora, evento realizado em Petrolina há mais de 20 anos, reuniu milhares de pessoas para prestigiar a última noite dos festejos juninos no pátio de eventos Ana das Carrancas.

O público composto por vaqueiros, um dos símbolos do sertão, seus familiares e admiradores da cultura do vaqueiro teve sua noite animada pelos artistas Coquinho Neves e Banda Kuarteto de 3, Afonso Elias e os tradicionais Alcymar Monteiro, Zezinho da Ema e Sérgio do Forró que se responsabilizaram por não deixar ninguém parado, animando o público através da relação próxima com o Forró da Espora.

“É muito bom participar de mais um ano deste evento que reúne tantas pessoas. A gente canta com muita alegria no Forró da Espora”, afirmou Alcymar Monteiro. Já o forrozeiro Sérgio do Forró cativou mais uma vez o público encerrando o evento com música até as primeiras horas desse domingo (26). “A gente toca até o sol raiar”, disse Sérgio.

Com o festejo popular dos vaqueiros e admiradores, a Prefeitura de Petrolina trouxe ao município atrações variadas para a sexta edição do São João do Vale, agradando a diversos públicos. O circuito junino aberto no início do mês com a Jecana no distrito de Capim, ainda reuniu milhares de pessoas para apreciar o Festival de Sanfoneiros, Noite Cultural na Concha Acústica, Festival de Violeiros e o Concurso de Quadrilhas. No pátio Ana das Carrancas foram nove noites de festa desde o último dia 17 contando com atrações locais, regionais e nacionais.

A cada noite de festejo, desde iniciado o circuito, estima-se que participaram entre 50 mil até 130 mil pessoas. “Petrolina é uma cidade dinâmica e que tem muito a se festejar, temos grandes marcas na educação com o melhor IDEB, na saúde com uma das maiores coberturas, na habitação sendo um dos município a mais construir casas, mais de 10 mil, entre tantos outros; então temos motivos para celebrar. E o São João do vale é prova disso que, por sua vez, é também além do lazer, uma forma de trazer movimento financeiro à cidade”, afirmou o Prefeito Julio Lossio.

O calendário junino da cidade será encerrado hoje (26) com o cortejo e a Missa do Vaqueiro  que tem programação logo cedo neste domingo no pátio das festas e se encerra na orla da cidade.

Ascom