Prefeitura assina convênio com associação para otimizar retirada de enxames de abelhas em Petrolina

(Foto: Ascom/SOS Abelha)

A Prefeitura de Petrolina vem realizando um intenso trabalho de remoção de enxames de abelhas no perímetro urbano da cidade. Desde o mês de setembro houve um aumento nos chamados e as equipes do ‘SOS Abelhas’ estavam com dificuldades, pois houve um acréscimo de quase 300% nos chamados, se comparado ao mesmo período do ano passado.

Diante desse cenário, a Agência Municipal de Vigilância Sanitária buscou alternativas e assinou recentemente um convênio com a Associação dos Criadores de Abelha de Petrolina (Acape). O objetivo dessa parceria é que os cerca de trinta associados ajudem os profissionais do SOS Abelhas nas capturas e remoções.

O convênio tem duração de 60 dias e a iniciativa minimiza os riscos ao cidadão e fomenta a produção de mel fora do perímetro urbano da cidade. “Nós retiramos as abelhas da área urbana e enviamos para localidades rurais para se tornarem produtivas. Essa iniciativa é muito importante, pois nossas equipes estavam limitadas a atender as demandas em um curto espaço de tempo”, destaca o diretor-presidente da Vigilância Sanitária, Marcelo Gama.

Atendimento

Para a remoção dos insetos, as pessoas devem procurar o SOS Abelhas, através do telefone (87) 3867-4774 ou entrando em contato pelo WhatsApp, no número (87) 98814-8718.

Vigilância Sanitária interdita empresa e apreende quase 900 litros de produtos de limpeza

Material apreendido na empresa.

Nessa sexta-feira (28), a Agência Municipal de Vigilância Sanitária de Petrolina apreendeu cerca de 900 litros de produtos de limpeza produzidos ilegalmente em uma empresa que não tinha licença para fabricação desse tipo de mercadoria.

A empresa funcionava no Cosme e Damião e estava apenas com a licença provisória desde janeiro. O estabelecimento funcionava como indústria, no entanto, o documento era para comércio varejista de saneantes. Os fiscais ainda apreenderam 396 embalagens de 5 litros no local.

LEIA MAIS

Após denúncia, Prodecon e Vigilância Sanitária fiscalizam venda de carnes em supermercados de Petrolina  

(Foto: Ascom/PMP)

Uma denúncia protocolada junto ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE), levou fiscais  do Programa Municipal de Defesa do Consumidor (Prodecon) e da Vigilância Sanitária de Petrolina a Supermercados de Petrolina nesta quinta-feira (23), para verificar o cumprimento de normas de manipulação na venda de carnes.

As informações davam conta de um suposto desrespeito às normas de manipulação de alimentos em um supermercado da região central da cidade.

Durante a fiscalização, fiscais da Vigilância Sanitária analisaram pontos como conservação, manipulação, além da presença de selos de inspeção nas carnes comercializadas. Para garantir a segurança alimentar dos consumidores petrolinenses, os órgãos ligados à Prefeitura de Petrolina também observaram o uso de máscaras pelos profissionais que trabalham diretamente na manipulação dos alimentos.

O Prodecon também verificou as datas de validade dos produtos, mas não foram detectados desrespeitos ao Código de Defesa do Consumidor. Já a Vigilância Sanitária emitiu apenas algumas recomendações aos estabelecimentos para o ajuste de práticas de conservação ou manipulação de carnes.

Denúncias:

Recentemente, o Prodecon de Petrolina lançou um  novo canal de defesa dos direitos dos consumidores que já está funcionando, exclusivamente, por meio de mensagens de WhatsApp de segunda a sexta das 8h às 12h através do número 3861-3066.

Os consumidores podem utilizar o serviço sempre que identificarem alguma irregularidade ou quando se sentirem prejudicados em relação ao Direito do Consumidor.  Após o recebimento da denúncia, o Prodecon fará o monitoramento, inclusive enviando – quando necessário – uma equipe de fiscalização para averiguar cada situação.

Vigilância Sanitária de Petrolina aperta cerco contra estabelecimentos durante pandemia

População pode ajudar no trabalho da equipe (Foto: Ascom PMP)

Enquanto algumas pessoas ainda teimam em descumprir o isolamento social, equipes da Agência Municipal de Vigilância Sanitária de Petrolina, da Guarda Municipal, Departamento de Postura e Autarquia Municipal de Mobilidade (Ammpla) seguem com as fiscalizações na cidade.

A retomada das atividades econômicas está permitida, mas deve-se seguir as orientações sanitárias do Governo do Estado. Diariamente as equipes estão nas ruas, atuando nas feiras livres, fiscalizando bares e demais estabelecimentos que não seguem as normas.

“Com o apoio das forças de segurança, as visitas são feitas em supermercados, bancos, lotéricas e em outros estabelecimentos comerciais, a fim de comunicar e orientar proprietários e funcionários sobre as determinações que especificam quais obrigações esses estabelecimentos devem cumprir para que possam mantê-los abertos ao público“, explica a Prefeitura.

A população pode contribuir com os trabalhos, denunciando os infratores para a Ouvidoria do Município no número 156. A Polícia Militar de Pernambuco também é parceira no enfrentamento e pode ser acionada no 190.

Depois do Lockdown número de novos casos da Covid-19 diminui em Sobradinho

Depois de quase oito dias com as divisas e comércio completamente fechados, a Secretaria de Saúde de Sobradinho registrou um caso do novo coronavírus, em Boletim Epidemiológico divulgado nesta segunda feira (22). O caso confirmado é de uma mulher de 29 anos, diagnosticada através de rápido.

Com esta atualização, o município passa a contabilizar 118 casos da infecção, com 8 óbitos e 35 curas clínicas, sendo que dos 75 ainda positivados, 2 estão internados em hospitais da região e 73 assintomáticos encontram-se em isolamento domiciliar, aguardando o prazo para a cura clínica.

A Secretaria de Saúde pede a comunidade que fique em casa, evite aglomerações, higienize as mãos corretamente e use máscara, caso seja necessário ir as ruas.

Qualquer dúvida ou denúncias referentes a Covid-19, a população pode ligar para: Vigilância Sanitária: (74) 98814 0095 ou Vigilância Epidemiológica: (74) 9 8818 3736.

Vigilância Sanitária apreende cerca de 100 kg de carne clandestina em estabelecimento comercial de Juazeiro

A apreensão aconteceu nesta sexta-feira (8) durante fiscalização de rotina realizada pela Vigilância Sanitária de Juazeiro. Os fiscais encontraram em um estabelecimento comercial da cidade aproximadamente 100 kg de carne de bode e carneiro armazenados de forma irregular. De acordo com o órgão, o local não contava com condições de refrigerações e armazenamento adequados para os produtos e algumas carnes já estavam em estado de decomposição.

Ainda segundo a Vigilância Sanitária, as carnes foram encontradas em temperatura de 21º, sendo que o adequado é o acondicionamento em local refrigerado em  temperaturas de até 7º. Para uma comprovação da procedência dos alimentos é necessário que toda a documentação da compra dos alimentos esteja registrada e com selo de certificação.

LEIA MAIS

Equipes da prefeitura de Petrolina realizam higienização das feiras livres

(Foto: ASCOM/PMP)

Com o retorno do funcionamento das feiras livres em Petrolina, a prefeitura vem intensificando a prevenção ao coronavírus nesses locais. Desde esta quarta-feira, 1° de abril, as equipes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, e da Agência Municipal de Vigilância Sanitária estão orientando e fiscalizando para que sejam respeitadas as medidas restritiva.

Além disso, nesta quinta-feira (2), foi iniciado um trabalho de higienização dos pátios, bancas e equipamentos da feira do Jardim Maravilha, mais conhecida como feira do Ouro Preto.

A ação, que conta com agentes de limpeza da Secretaria Executiva de Serviços Públicos, visa diminuir o risco de transmissão do vírus, para, assim, dar mais segurança a feirantes e clientes. A higienização está sendo feita com água, sabão e cloro.

“Estamos atentos e tomando as medidas para evitar a disseminação do coronavírus, entendemos que a retomada das feiras é importante para auxiliar no abastecimento de alimentos em Petrolina, mas não podemos descuidar”, frisou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Emicio Júnior.

Petrolina: feirantes do bairro São Gonçalo passam por fiscalização no primeiro de funcionamento da feira livre

(Foto: ASCOM PMP)

Feirantes do bairro São Gonçalo, os primeiros a trabalharem em suas bancas, após a retomada do funcionamento das feiras livres, passaram o dia sendo “vigiados” por fiscais da Prefeitura de Petrolina.

As equipes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, e da Agência Municipal de Vigilância Sanitária estiveram presentes fiscalizando e orientando tanto os feirantes como os clientes.

Para auxiliar no abastecimento de alimentos em Petrolina, a prefeitura determinou a retomada do funcionamento das feiras livres, porém, com restrições. Segundo decreto municipal, cada feira tem um dia para funcionamento.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Emicio Júnior, a operação será repetida em todas as feiras.

“Hoje tivemos um bom número de clientes, todos respeitando o distanciamento e evitando aglomerações. Contamos com um carro de som, com orientações sobre as medidas de prevenção ao coronavírus. Continuaremos com esse trabalho por todas as feiras, avaliando a estratégia, sempre priorizando a saúde pública”, frisou.

O secretário reforça ainda que as lanchonetes e bares que funcionam dentro das feiras continuam proibidos. “Devemos lembrar também que as restrições continuam, e idosos e outras pessoas do grupo de risco devem permanecer em casa”, concluiu.

Prefeitura de Petrolina responde a apelo de moradores do bairro Pedra Linda

(Foto: Whatsapp)

Nesta terça-feira (24) moradores do bairro Pedra Linda, em Petrolina, entraram em contato com o blog Waldiney Passos, pedindo providências em relações a outros dois moradores da rua 12, que alimentam e dão banho em animais de grande porte, como jumentos, em cima das calçadas de suas residências.

Segundo os denunciantes, os infratores são dois homens, um por nome de José Rodrigues Filho, cujo apelido é Neguim da Carroça, e o outro é conhecido apenas por Bruno.

Segundo os vizinhos, essas atitudes têm causado mal cheiro, proliferação de moscas e sujeira na rua. Os moradores informaram que procuraram resolver a situação através do diálogo, mas os donos dos animais gritam que quem manda lá são eles e que os funcionários da Vigilância Sanitária são todos amigos e que não se importam com o que eles fazem.

Nós procuramos a assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde do Município, que informou o seguinte:

Nota da Secretaria de Saúde

“A Prefeitura de Petrolina informa que as pessoas podem registrar denúncias de criação irregular de animais na Agência Municipal de Vigilância Sanitária, através da Ouvidoria Municipal, no número 156. É importante destacar que, devido à pandemia do coronavírus, as equipes da Vigilância estão desenvolvendo um importante trabalho de fiscalização, junto a outros órgãos municipais e o atendimento pode não acontecer imediatamente. Ressalta-se, no entanto, que a formalização da denúncia é fundamental para as ações de fiscalização no município.”

Passageiros de ônibus oriundo de São Paulo passam por fiscalização da Vigilância Sanitária de Juazeiro

(Foto: ASCOM/PM)

Com o objetivo de identificar passageiros com possíveis sintomas do Novo Coronavírus ou da gripe H1N1, profissionais da Vigilância Sanitária de Juazeiro, realizaram uma “blitz” em um ônibus da empresa Gontijo que havia saído de São Paulo e também na rodoviária da cidade da cidade baiana.

O veículo foi interceptado pelas Guarnições da 75ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), que deu apoio a operação, nas imediações da Rodoviária de Juazeiro.

No local, os funcionários da Vigilância Sanitária Municipal realizaram entrevistas e fizera a aferição das temperaturas de todos os recém-chegados, inclusive motoristas. Felizmente nada de anormal foi detectado.

Academia de musculação é interditada no bairro José e Maria

(Foto: Ascom/PMP)

Uma academia de musculação localizada no bairro José e Maria, foi interditada nesta quinta-feira (30), pela Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS) de Petrolina. A ação aconteceu em parceria com o Conselho Regional de Educação Física (CREF-PE), com o objetivo de coibir o funcionamento das academias que estão irregulares ou clandestinas na cidade.

De acordo com o órgão fiscalizador, o estabelecimento funcionava de forma irregular, representando risco à saúde da população. “Além da ausência do alvará sanitário, a academia não possui um profissional qualificado para orientar os alunos, os equipamentos estão sem condições de uso, piso danificado, dentre outras irregularidades”, afirmou o diretor-presidente da AMVS, Marcelo Gama.

A academia vai permanecer fechada até que os responsáveis realizem as adequações recomendadas pela Vigilância Sanitária. Em casos de denúncia, a população pode ligar para Ouvidoria do município, através do telefone 156.

Por falta de higiene, Vigilância Sanitária interdita lanchonete no Centro de Petrolina

(Foto: Ascom/PMP)

Uma lanchonete localizada na Avenida Fernando Góes, no Centro de Petrolina, foi interditada pela Agência Municipal de Vigilância Sanitária, nesta segunda-feira (27). Durante a vistoria, os fiscais constataram que o estabelecimento estava funcionando sem condições de higiene necessárias para a produção dos alimentos.

“Nossas equipes continuam intensificando as ações em diversos estabelecimentos da cidade com o objetivo de minimizar o risco à saúde pública oferecido pelo consumo de alimentos impróprios. Nesse caso, o estabelecimento estava com licença provisória e nossos fiscais encontraram irregularidades no local, por isso, o estabelecimento foi interditado até que todos os problemas sejam sanados e somente poderá funcionar assim que possuir a Licença de Funcionamento expedida pela Vigilância Sanitária”, destacou o diretor-presidente da agência, Marcelo Gama

De acordo com a Vigilância Sanitária, a população pode colaborar com a fiscalização, denunciando casos como este, através da Ouvidoria do Município, pelo número 156.

Com bons resultados em 2019, vigilância sanitária deve intensificar fiscalizações em 2020

O objetivo da AMVS é, principalmente, cadastrar, inspecionar e fiscalizar estabelecimentos do município.

Após apresentar bons resultados no ano passado, a Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS) de Petrolina comemorou a positividade das ações e atendimentos realizados e projeta um ano de cada vez menos exposição dos petrolinenses aos riscos sanitários.

Segundo o diretor-presidente do órgão, Marcelo Gama, o trabalho foi intensificado para conscientizar a população. “Tivemos a possibilidade de investir em ações educativas e de orientação para os mais diversos públicos, ampliando a conscientização de todos em relação à segurança dos alimentos e outros produtos e serviços essenciais à nossa qualidade de vida”, disse.

LEIA MAIS

Clínica médica é interditada pela Vigilância Sanitária no centro de Petrolina

Clínica funcionava com licença falsa.

Uma clínica médica que funcionava irregularmente no centro de Petrolina foi interditada pela Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS), nessa quarta-feira (27). O estabelecimento funcionava na Rua Vila São Francisco, no centro da cidade. A unidade contava com fisioterapia, pilates, nutrição, entre outros serviços.

De acordo com o diretor-presidente da AMVS, Marcelo Gama, a dona do estabelecimento apresentou uma licença falsa de 2019, mas que era, na verdade, de 2012. A proprietária foi encaminhada à delegacia de Polícia Civil, para as providências cabíveis ao caso.

LEIA MAIS

Vigilância Sanitária de Petrolina interdita panificadora no bairro Vila Eulália

(Foto: Ascom/PMP)

Devido às condições higiênicas precárias, uma panificadora foi interditada, nesta sexta-feira (20), pela equipe da Agência Municipal de Vigilância Sanitária de Petrolina. O estabelecimento, localizado na Rua São Gabriel, no Vila Eulália, apresentou diversas irregularidades, a exemplo da falta da Licença Sanitária.

Além de muita sujeira no local, foram encontrados produtos estragados e acondicionados de forma inadequada, panelas e formas utilizadas para a produção de pães e bolos no chão, equipamentos velhos e enferrujados, instalação elétrica comprometida, entre outros problemas.

LEIA MAIS
123