Aero Cruz propõe Moção de Aplauso ao Corpo de Bombeiros de Petrolina

Vereadores elogiaram atuação dos bombeiros (Foto: Reprodução)

O presidente da Câmara de Vereadores de Petrolina, Aero Cruz (MDB) propôs uma Moção de Aplauso ao Corpo de Bombeiros de Petrolina, na sessão desta terça-feira (4). O edil destacou a atuação de uma equipe que evitou um suicídio, na noite de segunda-feira (3), no Viaduto dos Barranqueiros.

LEIA TAMBÉM

Vereadores de Petrolina pedem valorização dos enfermeiros e técnicos de enfermagem 

Vacinação contra covid: Samara da Visão pede inclusão de bancários no grupo prioritário

Maria Elena solicita emendas a Fernando Filho para melhorias no bairro Jardim Maravilha

“Os bombeiros chegaram, conversaram e passaram todo tempo aconselhando aquela pessoa e aquela pessoa no momento ouviu [a equipe]. Nós devemos fazer esse reconhecimento, essa Moção de Aplauso a todos que fazem o Corpo de Bombeiros“, disse Aero na sua justificativa.

LEIA MAIS

Após vídeo de vereador, Governo de PE afirma ter cedido materiais ao Hospital de Campanha de Petrolina

O Hospital de Campanha montado pelo Governo de Pernambuco, em Petrolina, foi desativado ainda em 2020. E nesta semana o tema voltou a ser destaque na cidade, depois de o vereador Wenderson Batista (DEM) gravar um vídeo e divulgar nas redes sociais, na quarta-feira (31).

Nas imagens mostradas pelo edil, é possível observar diversas macas e equipamentos armazenados. “Tantos equipamentos guardados a tanto tempo“, afirmou Wenderson. Ele afirmou ainda criticou o governador Paulo Câmara (PSB) por supostamente ter despachado os materiais a outras cidades.

Equipamentos foram cedidos à Prefeitura de Petrolina, segundo Estado

Contudo, a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) informou em nota que a realidade não é essa. O que houve foi uma cessão, no mês de março, dos equipamentos por parte do Estado à Prefeitura de Petrolina (confira a íntegra a nota ao final da matéria).

“O material remanescente, como monitores cardíacos, bombas de infusão, incentivadores respiratórios e eletrocardiógrafos, será absorvido na rede municipal de assistência aos usuários suspeitos e confirmados para o novo coronavírus com quadros mais leves”, diz a nota.

LEIA MAIS

Após críticas de representantes religiosos, Wenderson Batista rebate: “Eu não sou vereador de pastor”

Durante março muito se especulou sobre a votação do projeto de Lei que tornaria igrejas e templos religiosos como serviço essencial, durante o lockdown de Pernambuco. Porém, a matéria não chegou a ser apreciada na Câmara de Vereadores de Petrolina, gerando críticas por parte de alguns líderes do segmento.

Um dos autores do PL, Wenderson Batista (DEM) explicou o que houve, durante entrevista no programa Super Manhã com Waldiney Passos, na Rádio Jornal Petrolina desta quarta-feira (30). A decisão dele e de Zenildo do Alto do Cocar (MDB) em não levar a matéria adiante foi reflexo da postura da Justiça pernambucana.

Eu como presidente da Comissão de Justiça, não assinei e o vereador Zenildo se furtou de assinar, porque a gente sabe do que está acontecendo em todo país. Como a gente vai botar um projeto em votação, aonde o projeto já nasce morto?”, disse o edil.

LEIA MAIS

Recuo em projeto que classifica bares como serviço essencial foi para evitar nascimento de lei “morta”, afirma vereador

(Foto: Ilustração)

O projeto que objetiva tornar bares e restaurantes serviço essencial em Petrolina ainda não foi colocado em pauta na Câmara de Vereadores. A expectativa gerada dos bastidores era de uma discussão na sessão de ontem (9), o que não aconteceu. Autor do texto, Wenderson Batista (DEM) explicou o motivo do recuo.

De acordo com o edil, a decisão foi coletiva, para evitar o nascimento de uma matéria já “morta”. “Não adianta a gente botar pra fazer média com A, B ou C. Não adianta você criar a lei e ela já nascer morta. A gente bota o projeto dentro das conveniências e o prefeito veta o projeto”, afirmou em entrevista a uma rádio da cidade nesta quarta-feira (10).

Momento não é adequado

Vereador de primeiro mandato, ele avaliou não ser o momento para debater essa temática. Wenderson lembrou que no final de semana Petrolina viu o cenário da covid se agravar. “Se esses números aumentarem, existe espaço para esse projeto?“, salientou.

Mesmo com algumas críticas recebidas nas redes sociais pela iniciativa, Wenderson se manteve firme. “Fui eleito vereador para discutir a minha cidade. O que eu posso fazer e levar de ideia ao nosso prefeito para discutir na Câmara [vou fazer]”, pontuou.

Vereador petrolinense quer tornar salões de beleza, barbearias, clubes, bares, restaurantes e similares como “serviços essenciais”

Vereador Wenderson Batista (DEM)

A reclamação é geral. Religiosos, empresários e funcionários dos mais variados segmentos do comércio local não têm escondido a insatisfação com o fechamento de seus estabelecimentos devido ao “toque de recolher”, decretado pelo Governo do Estado, restrições que seguem até o dia 17 de março, das 20h às 5h, durante a semana, para evitar a propagação da covid-19 em todo o Estado. Aos sábados e domingos, estão fechados clubes sociais, praias e parques.

A primeira reação questionando o Decreto do Governo do Estado, partiu de pessoas e políticos ligados às Igrejas, eles defendem a inclusão das atividades religiosas como serviço essencial.

Seguindo a mesma linha da raciocínio, o vereador de Petrolina, Wenderson Batista (Pé-de-Galo), decidiu abraçar a causa e pretende apresentar, na sessão desta terça-feira (9), Projeto de Lei que torna bares, restaurantes e similares como serviços essenciais. A proposta é polêmica, pois vai ao encontro ao Decreto Estadual, mas o edil garante estar conversando e convencendo os demais pares no sentido de acatar a matéria.

LEIA MAIS

Wenderson Batista ironiza debates nacionais na Câmara de Petrolina

Wenderson Batista (DEM) faz sua estreia no Poder Legislativo em 2021 e apesar de a sessão da última terça-feira (23) ter sido apenas a quarta do ano, ele não está contente com o nível de debate na Câmara de Vereadores Petrolina. Isso porque, segundo o edil, a Casa mais parece um Congresso Nacional por tratar de temas nacionais e esquecer os locais.

LEIA TAMBÉM

Com aprovação unânime, Câmara de Petrolina passa a ter Comissão de Defesa da Causa Animal

“Estou me sentindo um deputado federal, porque eu nunca vi uma Casa Legislativa discutir tantos pontos a nível nacional. Por sinal, senhor presidente, se tiver como manda o auxílio paletó, porque até a roupa tem que melhorar“, ironizou.

LEIA MAIS

Câmara de Petrolina ganhará Comissão Permanente voltada à Causa Animal

Comissão será permanente (Foto: Ascom PMP)

As Comissões Permanentes da Casa Plínio Amorim foram formadas há uma semana, mas há uma nova para ser oficializada. Encabeçada pelo vereador Wenderson Batista (DEM), o Pé de Galo, a Câmara ganhará a Comissão da Causa Animal.

LEIA TAMBÉM

Maioria na Câmara, Situação domina Comissões Permanentes no biênio 2021/2022 em Petrolina

“Está tudo encaminhado para ser aprovado”, disse o edil em entrevista ao programa Super Manhã com Waldiney Passos, na Rádio Jornal Petrolina nesta quarta-feira (10). A expectativa nos bastidores é que Wenderson assuma a presidência da Comissão.

LEIA MAIS

Na despedida da Câmara, Zé Batista deixa conselho ao filho: “Seja honesto acima de tudo”

Vereador mandou recado para o filho Pé de Galo (Foto: Blog Waldiney Passos)

José Batista da Gama (PDT) encerrou seu ciclo de cinco mandatos na Câmara de Vereadores de Petrolina, na terça-feira (8), com um discurso prestigiado pelo prefeito Miguel Coelho (MDB) e secretários. Além de destacar seus anos dedicados ao poder público, o vereador licenciado deixou um recado ao seu “substituto” na Casa Plínio Amorim.

“O legado continuará. Wenderson está preparado e seguirá na mesma pegada, seguindo os mesmos caminhos em defesa dos interesses coletivos e de uma Petrolina mais justa e mais igual. Wenderson, contarei com você. Petrolina está te esperando. Seja firme, seja bravo, seja forte, seja honesto acima de tudo”, disse o vereador licenciado na seu adeus.

Wenderson Batista (DEM) ou Pé de Galo é filho de Zé Batista. Ele já esteve a frente da 8ª Ciretran e em 1º de janeiro de 2021 assumirá seu primeiro mandato na Câmara de Vereadores.

José Batista se despede da Câmara e manda recado a críticos: “Respeitem o espaço alheio”

Vereador encerrou passagem pelo Poder Legislativo da cidade

José Batista da Gama (PDT) encerrou seu ciclo de 32 anos de serviços prestados a Petrolina nessa terça-feira (8). O vereador licenciado optou por não se candidatar em 2020, abrindo espaço para seu filho, Wenderson Batista (DEM), que foi eleito e buscará em 2021 manter o legado do pai na Casa Plínio Amorim.

LEIA TAMBÉM

Após eleger “substituto”, José Batista se despede da Câmara de Petrolina nessa terça-feira

O ponto final da história de Zé Batista na Câmara de Vereadores foi prestigiado de perto pelo prefeito Miguel Coelho (MDB) e o vice eleito, Simão Durando. Eles e secretários municipais compareceram a sessão de hoje para saudar o antigo aliado político.

LEIA MAIS

Eleições 2020: Zé Batista deixa Câmara e assume assessoria na Prefeitura

Vereador deixa Câmara antes do fim do seu mandato (Foto: Wesley Lopes/Ascom CMP)

Enquanto os vereadores Major Enfermeiro (MDB) e Edilsão do Trânsito (PRTB) se desincompatibilizam dos cargos públicos e retornam à Câmara de Petrolina, Zé Batista da Gama (PDT) foi na contramão. Secretário de Desenvolvimento Agrário nos dois primeiros anos de mandato do prefeito Miguel Coelho (MDB), Zé Batista deixou a Casa Plínio Amorim.

Ele já havia anunciado que não concorreria à reeleição, para dar vez ao seu filho, Wenderson Batista, ex-diretor da Ciretran de Petrolina. De acordo com a Prefeitura de Petrolina, Zé assumirá uma assessoria especial na secretaria de Governo e Agricultura.

A nomeação do vereador ao Poder Executivo foi publicada no Diário Oficial da última sexta-feira (3), através da Portaria n° 3391/2020.

“Eles sabem que se bater em mim, recebem resposta”, afirma Zé Batista sobre “fogo amigo” na Câmara

Zé Batista fala sobre “fogo amigo” na Câmara.

Ex-secretário nos dois primeiros anos de gestão de Miguel Coelho, o vereador José Batista da Gama (PDT) comentou a situação do “fogo amigo” que ele enfrentava enquanto titular da pasta de Agricultura. Segundo Zé, a situação diminuiu porque ele não permite mais.

LEIA TAMBÉM:

Sem ficar em cima do muro, Zé Batista confirma saída do PDT: “Vou procurar um partido para me agasalhar”

“Pararam porque eu tô na Câmara, eles sabem que se bater em mim eles recebem resposta. Eles faziam isso porque não me queriam na secretaria. Sai de cabeça erguida, fiz obras. Está aí para quem quiser ver”, afirmou em coletiva de imprensa na última sessão (11).

LEIA MAIS