Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Câmara de Vereadores de Juazeiro e Codevasf emitem nota de pesar por morte de Dr. Geraldo Coelho

O “Trator do Sertão” como era conhecido Dr. Geraldo Coelho.

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e a Câmara de Vereadores de Juazeiro (BA) lamentaram a morte do ex-prefeito de Petrolina, Dr. Geraldo Coelho. O “Trator do Sertão” como era conhecido faleceu na noite dessa sexta-feira (24).

Para Alex Tanuri, presidente da Casa Legislativa de Juazeiro, Geraldo foi um dos principais artífices do desenvolvimento de Petrolina. “Juazeiro e Petrolina mudaram suas matrizes de desenvolvimento pelas mãos, força e orientação de poucos homens e, a História há de registrar que, talvez, o mais importante deles tenha sido Geraldo Coelho”.

Confira as notas

Codevasf

A Terceira Superintendência Regional da Codevasf, na pessoa de seu superintendente, Aurivalter Cordeiro, lamenta profundamente a morte de Dr. Geraldo Coelho, grande expoente político de Petrolina.

Com sua atitude visionária, Geraldo Coelho fez de Petrolina um dos poucos municípios do interior do nordeste a possuir aeroporto, por onde, hoje, nossas frutas são exportadas para a América do Norte e Europa.

Neste momento de dor e tristeza, a Codevasf se une aos amigos e familiares com o sentimento de saudade e a certeza que Geraldo Coelho faz parte da história do Vale do São Francisco.

Câmara de Vereadores de Juazeiro

Recebemos a confirmação do falecimento de Geraldo Coelho, ex-vereador, ex-prefeito e ex-deputado, empresário e principalmente, um idealista capaz de sonhar e realizar o sonho do desenvolvimento e de progresso.

Juazeiro e Petrolina, mudaram suas matrizes de desenvolvimento pelas mãos, força e orientação de poucos homens e, a História há de registrar que, talvez, o mais importante deles tenha sido Geraldo Coelho.  

Engenheiro, político e visionário, ainda aos 90 anos, falava do Rio São Francisco, uma das suas paixões, defendendo uma nova forma de uso das suas águas; amava Petrolina, que viu pequena, não se cansando de admirar a metrópole que ajudou a construir; nunca fugiu ao debate, sem desviar-se de seus princípios.

A Câmara de Vereadores de Juazeiro, neste dia de perda e luto, irmana-se ao Povo do Sertão de Pernambuco, no mesmo sentimento de dor e ausência.

Em nome da Mesa Diretora e de todos os vereadores de Juazeiro, nossos mais profundos votos de pesar à família, à Petrolina, ao Povo do Sertão e a Pernambuco.

Deixe uma resposta