Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Cooperativas fortalecem produção na agricultura do Vale, afirma presidente da COANA

(Foto: Reprodução/Internet)

Petrolina é um polo de fruticultura irrigada, exportando uva e manga para todo mundo. Entretanto, esse sucesso não seria possível se não fosse pela dedicação dos produtores e para fazer valer seu trabalho muitos se unem em cooperativas.

É o caso da Cooperativa Agrícola Nova Aliança (COANA), fundada em 2005 e mesmo com pouco tempo de história é referência na região por sua exportação. Apesar dos resultados positivos, o presidente da COANA, Edis Ken Matsumoto avalia ser necessário potencializar as cooperativas locais.

“A região ainda tem poucas cooperativas e a gente sabe que a cooperativa é uma forma de agregar vários produtos com um objetivo comum: potencializar o trabalho de cada um, é fazer junto”, comenta o presidente dno programa Super Manhã com Waldiney Passos.

Segundo Edis, hoje no Projeto Senador Nilo Coelho existem hoje apenas cinco cooperativas, um número pequeno levando em conta a quantidade de produtores rurais no Vale do São Francisco. Outra realidade é vista na região  vinícola de Bento Gonçalves (RS), que disputa com Petrolina o mercado nacional.

“São cooperativas que são pequenos que se tornam grande, você faz investimentos maiores e há o benefício do produtor que sozinho é pequeno”, destaca.

A convivência dentro de uma cooperativa segue o pensamento democrático: o desejo da maioria prevalece. Cada produtor tem direito a voto e todos discutem as melhorias visando o bem comum.

Segundo Edis, a importância da cooperativa na região se dá pela importância da produção em Petrolina, Juazeiro e região que é exportada.

“Um produtor sozinho é quase inviável para ele ter esse processo de exportação, é um processo que não é barato. Quando você consegue juntar pessoas em volume, você consegue exportar. A cooperativa é uma extensão do cooperado”, ressalta.

Deixe uma resposta