Dia da Consciência Negra é celebrado hoje em todo o país

O Dia da Consciência Negra é celebrado nesta segunda-feira (20). (Foto: Reprodução)

O Dia da Consciência Negra é celebrado nesta segunda-feira (20) e marca a morte de Zumbi dos Palmares na mesma data, em 1695. Nesta data a questão do racismo ganha protagonismo em diversas discussões em todo o país.

A data deve ser celebrada com o reconhecimento dos descendentes africanos na constituição e na construção da sociedade brasileira. Os principais temas que podem ser abordados nessa data são o racismo, a discriminação, a igualdade social, a inclusão do negro na sociedade, cultura afro-brasileira, dentre outros.

O relatório Atlas da Violência 2017, divulgado recentemente pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, revela a necessidade de dar visibilidade aos impactos do racismo.

Os números da violência contra os negros são alarmantes. Nas últimas décadas os homicídios contra jovens negros tiveram um crescimento tímido (sendo 2,5% só no ano 2000, por exemplo), entre 2005 e 2015, no entanto, houve um aumento de 17,2% na taxa de homicídio de negros entre 15 e 29 anos. O perfil típico das vítimas, aponta a pesquisa, é sempre o mesmo: homens, jovens, negros e com baixa escolaridade.

Embora o assunto percorra diversas pautas ao longo do mês, o combate à discriminação é diário. Em rede social, o cantor Gilberto Gil publicou uma mensagem onde reconhece as mudanças, tece críticas e reforça a importância do povo negro para o Brasil.

“No Brasil ainda tem preconceito. Ainda tem desigualdade específica dos negros, mas as coisas diminuíram. A possibilidade de inserção aumentou. De certa forma, há até mais cordialidade, compreensão, interracialidade e intersociabilidade na sociedade brasileira do que em outras. Tem um lado que é superação de problemas, e isso inclui resistência política, luta por cidadania, luta por inclusão e auto-reconhecimento. Por outro lado, há uma outra dimensão, que é de integração, comunhão e regozijo por estarmos em processo de reconhecimento profundo da importância do negro na vida brasileira”, escreveu o cantor.

O presidente Michel Temer usou o Twitter para falar sobre a data, com uma curta mensagem sobre o combate ao ódio contra negros. “Aproveito a celebração do #DiaDaConsciênciaNegra para convocar todos os brasileiros para a construção de um Brasil harmônico, baseado no respeito à diversidade. Queremos um País sem ódio, sem preconceitos. Hoje é dia de desejar que todos tenham paz em seu coração”, escreveu Temer.

Deixe uma resposta