Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Partidos têm dificuldade de encontrar candidatos a vice-presidente

As convenções partidárias foram iniciadas na sexta-feira (20) e os partidos vêm enfrentando uma dificuldade: encontrar nomes para o posto de vice-presidente. No momento, apenas dois candidatos confirmaram seus vices, enquanto os demais deixaram a situação em aberto.

PSOL e PSTU foram os únicos que durante a pré-campanha trabalharam já com a chapa fechada. Guilherme Boulos e Sônia Guajajara lançaram a chapa do PSOL no sábado e já têm agenda confirmada no Vale na próxima semana.

Já o PSTU optou por não fazer coligações ou alianças com outros partidos e lançou Vera Lúcia e Herz Dias para presidência e vice-presidência.

Os partidos esbarram na dificuldade em fazer alianças, dessa forma alguns podem optar pelas chapas “puro sangue”, com nomes da mesma sigla.

Apesar da possibilidade, o coordenador de análise política da consultoria Prospectiva, Thiago Vidal, vê como ruim essa opção. “No caso do Brasil, essa não é só a pior estratégia, como também é, na maioria dos casos, um sintoma do fracasso de negociação”, disse.

Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) continuam sem vice, enquanto Jair Bolsonaro (PSL) confirmou sua candidatura com Janaína Paschoal no cargo de vice. Outro ainda sem companhia é Geraldo Alckmin (PSDB), que foi rejeitado por Josué Gomes, filho do ex-presidente José Alencar.

Luiz Inácio Lula da Silva também não teria um possível vice. Dessa forma, os nomes citados buscam não apenas mais tempo de propaganda na televisão, como também alianças com o foco em emplacar as candidaturas.

Com informações do Diário de Pernambuco

Deixe uma resposta