Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Estudantes das Instituições de Ensino Superior já podem se inscrever no Programa de Mobilidade da Uneb

Os estudantes das Instituições de Ensino Superior (IES), conveniadas no Programa de Mobilidade Estudantil – Convênio Univasf/Uneb/UPE/Facape/IF Sertão-PE, podem se inscrever, até o dia 3 de maio, para concorrer a vagas nas disciplinas ofertadas pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Os estudantes devem realizar suas inscrições em suas próprias IES.

As inscrições dos estudantes da Univasf devem ser realizadas no Serviço de Informações ao Cidadão (SIC) do respectivo campus em que o candidato está matriculado, das 8h30 às 12h e das 14h às 17h30. O resultado do processo seletivo está previsto para ser divulgado a partir do dia 3 de junho. Outras informações podem ser obtidas no Edital N° 33/2016, disponível abaixo, ou pelo telefone do SIC Central: (87) 2101-6879.

Prefeitura e Caixa Econômica Federal promovem dia D de entrega de cartões de programas sociais que estão retidos na agência. Seiscentos beneficiários já foram notificados

 

Os 600 beneficiários que ainda não retiraram seus cartões já foram notificados e agora só esperam a entrega

Os 600 beneficiários que ainda não retiraram seus cartões já foram notificados e agora só esperam a entrega

A secretaria de Cidadania de Petrolina, em parceria com a Caixa Econômica Federal (CEF), organiza o Dia “D”, para entrega de cartões de programas sociais que os beneficiários não foram retirar na agencia. O evento está agendado para o próximo dia ia 26 (terça), ,a partir das 8h, no Centro de Convenções.

Segundo a CEF e a Diretoria do Programa Bolsa Família, cerca de 600 (seiscentos) cartões cidadão estão retidos na agencia e com pagamentos a receber, sem que os beneficiários tenham feito a retirada.

A prefeitura e a CEF decidiram fazer o dia D para escoar a quantidade de cartões parados na agencia. A secretária de Cidadania, Adinair Viana, fala da preocupação com os beneficiários que tem o repasse para receber, mas que estão sem poder fazer a retirada do dinheiro por não ter em mãos o cartão de acesso.

“O dia “D” será uma ação especial voltada especialmente para a entrega do cartão cidadão. Nossa preocupação maior é com o beneficiário que precisa fazer essa retirada do cartão para que seu dinheiro seja liberado. Acreditamos que vai dar muito certo o evento”, pontua.

Petrolina tem mais de 70 mil famílias inscritas em programas sociais e 35 mil famílias beneficiárias que recebem repasse do Governo. O município se destaca pela agilidade que presta aos serviços assistenciais e tem sido referência para outras cidades no atendimento com os beneficiários do Programa Bolsa Família. Os 600 beneficiários  que ainda não retiraram seus cartões já foram notificados e agora só esperam a entrega.

 

 

Cristina Costa elogia Adalberto Cavalcanti e critica os que são favoráveis ao impeachment

Vereadoras Cristina Costa (Foto. Jean Brito)

Vereadora Cristina Costa (PT) afirma que Fernando Bezerra (PSB/PE) está envolvido na Laja Jato e que o deputado Fernando Filho (PSB/PE) recebeu dinheiro do petrolão / Foto: Waldiney Passos

Sobre a postura dos deputados Fernando Filho e Gonzaga Patriota, ambos do PSB, que votaram a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), e ainda sobre o posicionamneto do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), que tem sinalizado votar provavelmente a favor do processo também no Senado, a vereadora Cristina Costa (PT) disse nesta terça-feira (19), que eles querem chegar ao poder pelo caminho errado.

“Me chamou a atenção Gonzaga Patriota que tem mais de cinco mandados e Fernando filho que também tem mais de três mandados, eu vi que eles voltaram, como disse a própria vereadora Maria Helena, o PSB tem um sonho de chegar ao poder, e infelizmente, como ela disse, teve que se unir a caminhos tortos, então esses caminhos são os que Gonzaga, Fernando Filho e Fernando Bezerra querem chegar ao poder, e dizer que nesse caminho não vai chegar ao poder, porque eu acho que o caminho correto é a legitimidade da avaliação do Povo de Petrolina “, disse Cristina.

A vereadora questionou o senador Fernando Bezerra e fez dura acusação ao deputado Fernando Filho. “Eu respeito o posicionamento dele, mas em contrapartida não tem nenhuma moral, não tem nenhuma questão de criticar e joga fora todo o seu discurso, por que se você trouxer para realidade de hoje o senador Fernando Bezerra está envolvido na Lava Jato e Fernando Filho recebeu dinheiro do petrolão”.

Cristina Costa elogiou, no entanto, a postura do deputado Alberto Cavalcanti (PTB). “Me surpreendeu, é o primeiro mandato dele, quero dizer, faço críticas a postura em relação ao deputado, mas tenho que reconhecer que ele tem uma postura hoje de ter uma simpatia, ganhou uma parte da simpatia do Partido dos Trabalhadores e da sociedade de Petrolina, principalmente o pessoal das periferias, dos trabalhadores que não gostam de injustiça”, concluiu.

Associação dos Técnicos Administrativos de Petrolina debate Plano de Cargo, Carreira e Vencimento

reuniao associação

A Associação dos Técnicos Administrativos da prefeitura de Petrolina esteve reunida para debater o Plano de Cargo, Carreira e Vencimento (PCCV) da categoria. A reunião contou com a participação de outras representações de categorias e aconteceu no Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Petrolina (Sindsemp).

De acordo com a presidente da Associação, Rosicleide Soares, a reunião aconteceu para que houvesse uma troca de informações e debates sobre a minuta dessa nova categoria que surgiu após a troca de nomenclatura dos ASG’s. “A reunião foi bastante positiva. A associação convidou as outras categorias para debater nosso plano e juntos avançarmos. Queremos construir o melhor para os servidores, melhorar nosso trabalho, pois lutamos pela valorização de todos os servidores”.

Mario Taveira, agente de postura, aprovou a iniciativa de convidar membros de outras categorias para debater o PCVV. “Esse é um momento muito bom, pois podemos contribuir com ideias e com suas especificidades e construir um plano mais completo”, comentou.

Para Inês Silva, vice-presidente do Sindsemp, a reunião é muito importante para a construção coletiva do plano, além de ser uma ação do Sindicato em estar perto das associações e integrar as categorias. “O objetivo maior da reunião é contribuir com a associação, através das orientações necessárias, tirar dúvidas. Esse momento é de trocas de ideias, onde também aprendemos muito”, ressaltou.

 

Viva Petrolina: “Eu gostaria que entrasse um prefeito daquilo roxo para tirar essas empresas que prestam um mal serviço a Petrolina”, dispara Zé Batista

Ze Batista

Vereador José Batista da Gama (PDT) / Foto: Waldiney Passos

Conhecido por fazer discursos eloquentes na Câmara Municipal de Petrolina, o vereador José Batista da Gama (PDT), foi mais uma vez contundente em sua fala, na sessão desta terça-feira (19), ao criticar o tratamento dado pela empresa de transporte coletivo Viva Petrolina, a quem ele apelidou de morta Petrolina, aos seus funcionários e, sobretudo, a população desta cidade. “A morta Petrolina está devendo 2 meses de salário a seus funcionários e fica naquela enganação, paga uma quinzena do mês posterior e deixando atrasados os meses anteriores”, observou.

Zé Batista informou também que o proprietário dessa mesma empresa (Viva Petrolina) teve o contrato reincidido recentemente na cidade de Blumenau-SC, devido aos maus serviços prestados ao povo daquele município e desafiou entrar em Petrolina um prefeito que tenha a coragem de fazer o mesmo. “Eu gostaria que entrasse em Petrolina um prefeito daquilo roxo para tirar essas empresas que mal prestam serviço ao povo petrolinense e abrisse uma licitação, seja ele Adalberto, seja ele Miguel Coelho, seja ele Odacy Amorim, seja ele do PSOL, mas que entre com aquilo roxo para tirar essas empresas que estão prestando um desserviço ao povo de Petrolina”, disse.

Manchetes dos principais jornais do país 20/04/2016

O Globo
Oposição deve comandar impeachment no Senado

Folha de São Paulo
Câmara restringe apuração de deputados contra Cunha

O Estado de São Paulo
Comissão do Senado terá maioria em favor do impeachment

Jornal do Commercio
No Senado, Renan agrada ao governo e à oposição

Diário de Pernambuco
Senado antecipa rito do impeachment

Folha de Pernambuco
Por caga na decisão – Santa e Náutico no Arruda

A Tarde
Comissão do impeachment sará eleita segunda-feira

Tribuna da Bahia
Processo já nas mãos de Renan

Correio da Bahia
Polícia acusa 23 pms por sumiço de jovem

O Dia
Estado não paga última parcela do décimo terceiro a pensionistas

Correio Braziliense
Renan Calheiros marca para segunda-feira escolha de membros da comissão

Valor Econômico
Renan cede e antecipa em um dia eleição da comissão de impeachment

Meio Norte
Banco está quase zerado, leite só dura uma semana

Diário do Nordeste
Conta de luz no Ceará vai subir até 13,64%; maior alta do NE

Senado antecipa comissão do impeachment e partidos começam a listar nomes

Senado

A partir da instalação da comissão são eleitos seu presidente e relator e a presidente Dilma é notificada do processo. A comissão tem o prazo de dez dias úteis para dar seu parecer sobre se é possível a abertura de processo de impeachment no Senado.

O Senado recebeu nesta terça-feira (19) as primeiras indicações nos nomes para a comissão de 21 senadores que vai analisar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. A comissão deve começar o trabalho na próxima segunda-feira (25). às 16h, segundo o presidente do Senado, Renan Calheiros, disse na sessão desta tarde. Renan cedeu à pressão da oposição para adiantar a criação do colegiado.

As indicações serão feitas por blocos partidários, que são os grupos formados por alianças entre os partidos no Senado.

Veja o número de vagas de cada bloco e os partidos que já indicaram integrantes:

PMDB – 5 vagas: ainda não indicou oficialmente os nomes

PSDB, DEM e PV – 4 vagas: Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), Antonio Anastasia (PSDB-MG), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) e Ronaldo Caiado (DEM-GO)

PT e PDT – 4 vagas: ainda não indicou oficialmente. No entanto, o senador Lindbergh Farias (PT-RJ ) disse que ele, José Pimentel (PT-CE) e Gleisi Hoffmann (PT-PR) serão os indicados

PSB, PPS, PCdoB e Rede – 3 vagas: Romário (PSB-RJ) e Fernando Bezerra (PSB-PE) e Vanessa Grazziotin (PCdoB)

PP, PSD – 3 vagas: ainda não indicou oficialmente

PR, PTB, PSC, PRB, PTC – 2 vagas: Wellington Fagundes (PR-MT) e Zezé Perrela (PTB-MG)

Além dos 21 titulares, a comissão conta também com 21 suplentes. Os nomes acima são dos membros titulares indicados.

Maio Amarelo: objetivo é prevenir acidentes de trânsito

A AMMPLA vai realizar a campanha entre os dias 02 e 29 de maio

A AMMPLA vai realizar a campanha entre os dias 02 e 29 de maio

O diretor presidente da AMMPLA (Autarquia  Municipal de Mobilidade de Petrolina), Ryan Pedro, adianta que o órgão já está com a programação da Campanha Maio Amarelo montada, com campanhas de esclarecimentos educativas para jovens, adultos, idosos, visando diminuir os acidentes de trânsito no município.

De acordo com o setor de educação da AMMPLA, no Estado foram registrados mais 45 mil acidentes de trânsito, sendo mais de 70% envolvendo motos.

Um paciente de acidente grave de trânsito pode gerar, em média, um gasto hospitalar de R$ 230 mil. As multas mais cometidas são transitar em velocidade superior à máxima permitida e, em segundo lugar, figura o avanço de sinal vermelho. A maior incidência de acidentes ocorre entra 17hs e 20hs, seguido do período da tarde com 21%.

Diante destes números assustadores, a prefeitura de Petrolina vai focar no mês de maio para buscar a conscientização de motoristas e pedestres.

A AMMPLA vai realizar a campanha entre os dias 02 e 29 de maio.

A cor amarela foi escolhida por simbolizar atenção, em referência à sinalização de advertência no trânsito. Já o mês foi escolhido por ter uma ligação com a história de segurança no trânsito, uma vez que foi em maio de 2011 que a ONU decretou a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”. A meta é reduzir acidentes de trânsito em todo o mundo.

 

Pesquisa Ipsos mostra que Temer tem 62% de reprovação

Apesar do alto índice de rejeição, o peemedebista vem conseguindo aumentar sua taxa de popularidade

Apesar do alto índice de rejeição, o peemedebista vem conseguindo aumentar sua taxa de popularidade

Pesquisa realizada pela Ipsos mostrou que 62% dos brasileiros reprovam a atuação do vice-presidente Michel Temer. Apesar do alto índice de rejeição, o peemedebista vem conseguindo aumentar sua taxa de popularidade: de fevereiro a abril, subiu 18 pontos percentuais, chegando a 24% de aprovação. E o desconhecimento em relação ao vice-presidente caiu de 33% para 14% no mesmo período.

Os dados fazem parte da pesquisa “Pulso Brasil”, que ouviu 1,2 mil pessoas entre 1º e 8 de abril, em 72 municípios de todas as regiões do Brasil. A margem de erro é de 3 pontos porcentuais. De acordo com o modelo global de análise da Ipsos, o governante precisa de, ao menos, 40% de aprovação para conseguir passar leis e reformas no Congresso.

“Temer conseguiu reverter o desconhecimento em relação ao seu nome em aprovação e desvincular sua imagem da figura pública da presidente Dilma. Seu índice de desaprovação ainda é alto e se manteve praticamente estável. Era 61% em fevereiro e é 62% em abril. Mas a desaprovação em relação a qualquer político é alta entre os brasileiros”, afirma Alexandre de Saint-Léon, CEO da Ipsos no Brasil, em nota.

Quem também mostrou evolução no levantamento foi Marina Silva, ex-candidata à presidência e hoje a principal liderança da Rede Sustentabilidade. A taxa de desconhecimento da ex-senadora caiu de 21% para 8%. Além disso, a taxa de aprovação subiu de 27% para 48% em dois meses.

O material coletado também revela os altos índices de rejeição dos principais políticos brasileiros. O ex-presidente Lula lidera a lista, com 68% de reprovação. O petista é seguido por Eduardo Cunha (PMDB) e Renan Calheiros (PMDB) , ambos com 65%. Na sequência, aparecem Michel Temer (62%), e os tucanos Aécio Neves (59%) e Fernando Henrique Cardoso (58%). O deputado federal Tiririca (PR) aparece com o segundo menor índice de reprovação, atrás apenas de Marina Silva, com 42%.

Do Estadão Conteúdo

 

Arrecadação federal é a menor para o primeiro trimestre desde 2010

A arrecadação federal atingiu em março o menor valor em cinco anos

A arrecadação federal atingiu em março o menor valor em cinco anos

A crise econômica, que diminui a produção e o consumo, fez a arrecadação federal atingir em março o menor valor em cinco anos. No mês passado, o governo arrecadou R$ 95,779 bilhões, queda de 6,96% em relação a março de 2015, descontada a inflação oficial. A quantia é a menor para o mês desde 2010, em valores corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

No primeiro trimestre, a arrecadação federal somou R$ 313,014 bilhões, queda de 8,19% na comparação com o mesmo período do ano passado considerando o IPCA. O valor acumulado também é o menor para os três primeiros meses do ano desde 2010.

Segundo a Receita Federal, a queda da atividade econômica é o principal responsável pela queda na arrecadação este ano. Entre os fatores, a Receita destaca o recuo de 11,8% na produção industrial no primeiro trimestre, a redução de 10,47% na venda de bens e serviços e a contração de 33,62% no valor em dólar das importações. Vinculada à arrecadação da Previdência Social, a massa salarial caiu 0,03% no primeiro trimestre.

Os tributos que puxaram a queda na arrecadação no primeiro trimestre foram o Imposto de Renda Pessoa Jurídica e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido, cuja receita caiu R$ 7,7 bilhões, descontando o IPCA, por causa do menor lucro das empresas. Em segundo lugar, está a receita da Previdência Social, com queda real (considerando a inflação) de R$ 5,5 bilhões, motivada pelo aumento do desemprego.

 

MTST promete grande mobilização contra impeachment no dia 1º de maio

O coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, afirmou nesta terça-feira (19) que os movimentos sociais ligados ao PT devem realizar um grande ato contra o impeachment no 1º de maio e que o MTST deve realizar manifestações simultâneas em 10 Estados no início da próxima semana, todas contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff. “A expectativa para barrar o golpe não será no carpete do Congresso, mas no asfalto das ruas”, disse o ativista. Segundo ele, a manifestação da próxima semana ainda não tem data marcada, mas deve ser definida amanhã.

Para Boulos, a votação de domingo na Câmara o processo de impeachment, na verdade, uma eleição indireta para presidente da República. “O plenário estava dividido entre quem queria Dilma e quem queria Temer”, afirmou. “A várzea a qual o País assistiu no domingo, lamentavelmente, com um pouquinho mais de requinte e de perfume, deve se repetir no Senado. O nível político é o mesmo”, acrescentou Boulos, que disse considerar ilegítimo um eventual governo Temer.

Boulos deixou nesta tarde a sede do diretório nacional do PT. Ele participou de encontro com dirigentes do partido. A reunião começou pela manhã e acabou há pouco. Eles discutiram a votação de domingo e elaboraram os próximos passos da legenda. Boulos veio para manifestar a posição do MTST sobre o atual cenário.

Corrida Tiradentinhos acontece nesta quinta (21)

 

A corrida surgiu há 14 anos com o objetivo de homenagear a rua que leva o nome do pai da Inconfidência Mineira,  e ao mesmo tempo, fomentar a prática de esporte

A corrida surgiu há 14 anos com o objetivo de homenagear a rua que leva o nome do pai da Inconfidência Mineira, e ao mesmo tempo, fomentar a prática de esporte

Através de uma parceria entre a secretaria de Educação e Esportes  de Juazeiro e a Associação de Moradores da Rua Tiradentes, acontece nesta quinta-feira (21) a Corrida Tiradentinhos.  O evento vai reunir atletas de 7 a 14 anos, com a largada às 8h, na Orla da cidade e chegada na Rua Tiradentes.

De acordo com os organizadores, a corrida surgiu há 14 anos com o objetivo de homenagear a rua que leva o nome do pai da Inconfidência Mineira, Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, e ao mesmo tempo, fomentar a prática de esporte.

 Serão quatro categorias: dois grupos de crianças de 7 e 8 anos para a prova de 400 metros; 11 a 12 anos para a prova de 800 metros, e adolescentes de 13 a 14 anos para a prova de 1.500 metros. “A expectativa é que façamos o que a própria corrida se propõe, que é disseminar a prática esportiva entre as crianças adolescentes, levando-as a pensar em uma vida mais saudável”, disse o superintendente de Esporte da SEDUC, Gilberto Pacheco.

 As inscrições ainda estão abertas e podem ser efetuadas na Rua Tiradentes nº 220, das 09 às 12h e das 15 às 21 horas. O atleta deverá levar 2kg de alimento não perecível para fazer a inscrição.

José e Maria: na próxima Operação Lei Seca, bairro deve ter fiscalização intensificada

Supervisor da Operação Lei Seca, major Reginaldo disse que uma nova ação já está marcada e mais equipes atuarão em Petrolina

Supervisor da Operação Lei Seca, major Reginaldo disse que uma nova ação já está marcada e mais equipes atuarão em Petrolina

Isso porque na atuação dos órgãos envolvidos na Operação, que ocorreu em Petrolina na última semana, somente no José e Maria, na zona leste da cidade, em um único ponto de blitz, dez registros de alcoolemia foram realizados. “Sem dúvida, é um quadro que nos deixa apreensivo e com um olhar mais específico para a próxima operação. É um local que merece atenção redobrada. Com toda campanha que se faz, ainda observamos a insistência de muitos em conduzirem após ingerir bebidas alcoólicas, colocando em risco não somente suas vidas, como a de outras pessoas, que se tornam mais suscetíveis a acidentes”, avalia o supervisor da Operação Lei Seca, major Reginaldo Pereira.

De acordo com o oficial, a operação em Petrolina – entre os últimos dias 13 e 17 – ocorreu dentro do previsto e a próxima edição deverá contar com mais reforço de equipes. “Percebemos que, mesmo com toda a divulgação via imprensa, ainda nos deparamos com situações como condutores sem capacete, falta de documentos obrigatórios como CRLV e habilitação, pessoas que compraram veículos de terceiros e rodam sem o documento de comprovação de propriedade. Já marcamos uma nova operação, serão três equipes só para Petrolina”, pontua.

Ao todo, as equipes da Operação Lei Seca abordaram em Petrolina e Afrânio, 684 veículos (carros, motos, ônibus), sendo que, destes, 19 foram rebocados. Ainda no balanço da Operação, 37 carteiras foram recolhidas e 177 multas foram aplicadas. “Reafirmamos nosso compromisso de salvar vidas, diminuir os atendimentos nos hospitais decorrentes de acidentes de trânsito, oferecer uma melhor qualidade de vida não somente para o cidadão de Petrolina, bem como todas as cidades que estão neste entorno”, enfatiza o major.

Sobre a Operação – A Operação Lei Seca tem como principal objetivo conscientizar os condutores sobre a importância da postura adequada no trânsito. A iniciativa é motivada, sobretudo, pelos índices alarmantes de acidentes registrados na região, sobretudo, envolvendo motociclistas. Órgãos como Polícia Militar, Detran, Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e demais que integram o Comitê Regional de Prevenção aos Acidentes de Moto (CRPAM) atuam de maneira integrada.

No Dia do Índio, Marcos Terena, líder indígena lamenta: “Não há proposta de política indigenista forte no Brasil”

 

"Há o setor político, que é justamente o setor conservador que não gosta da questão indígena", destaca o líder indígena

“Há o setor político, que é justamente o setor conservador, que não gosta da questão indígena”, destaca o líder indígena

No último domingo (17), assim como outros milhares de brasileiros, o líder indígena Marcos Terena assistiu à sessão na Câmara dos Deputados que decidiu pela continuidade do processo de impeachment da presidenta Dilma Rouseff.

Diante de falas que dedicaram votos a parentes e até mesmo a militares condenados por tortura, como o coronel Carlos Alberto Ustra, citado pelo deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), Terena se diz preocupado. “Todos estavam como se estivessem diante de um palco iluminado para falar as suas besteiras. Ficávamos pensando, quando nós indígenas vamos poder confiar em pessoas que não entendem a demanda do branco, quanto mais a demanda dos povos indígenas”, diz.

Nesta terça (19), no Dia do Índio, Terena conversou com a Agência Brasil sobre as principais demandas desses povos. Ele acredita que é necessário um fortalecimento da Fundação Nacional Indígena (Funai), assim como a criação de uma universidade indígena de ponta, para que os saberes e as ciências desses povos sejam preservadas e aprimoradas. “A gente consegue promover os próprios indígenas, promover grandes eventos, chamar o público, chamar as próprias autoridades do governo, mas a ação, a proposta de uma política indigenista forte, ela não acontece”, criticou.

Terena criou um dos primeiros movimentos indígenas modernos do país, a União das Nações Indígenas. Durante a Assembleia Constituinte que redigiu a Constituição Brasileira de 1988, foi um dos articuladores dos direitos indígenas.

Foi também, em 2007, o primeiro indígena a assumir a gerência do Memorial dos Povos Indígenas de Brasília. No ano passado, foi o idealizador dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas. Hoje mora em Brasília, é membro da Comissão Brasileira Justiça e Paz da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e do grupo de trabalho sobre identidade indígena do Ministério da Educação (MEC).

Leia abaixo os principais trechos da entrevista:

Agência Brasil: Neste Dia do Índio, o que há para se comemorar?

Marcos Terena: Do último ano para cá, a gente não conseguiu avançar em termos da questão indígena, nem em relação ao governo nem em relação às políticas públicas. E tudo isso nos deixou pensando no que está acontecendo. De um lado, a gente consegue promover os próprios indígenas, promover grandes eventos, chamar o público, chamar as próprias autoridades do governo; mas a ação, a proposta de uma política indigenista forte, ela não acontece.

Agência Brasil: Por que?

Marcos Terena: Porque a gente acredita que não existe uma plataforma chamada política indigenista na agenda do governo. A gente tentou, quando a gente fez os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, mostrar isso à presidente Dilma. Ela viu isso de perto, ela conviveu com a gente duas vezes, mas há o setor político, que é justamente o setor conservador que não gosta da questão indígena, acha que isso atrapalha o desenvolvimento. Isso está arraigado dentro do Congresso Nacional Isso é um dos pontos mais carentes, mais vulneráveis que a gente enfrenta. Nós não temos indígenas como parlamentares, deputados. As alianças que a gente consegue fazer é uma minoria com os deputados que vivem no Congresso Nacional. A gente sofre de forma dispersiva, inclusive, vários ataques, como a famosa PEC 215, que tenta tirar o poder de demarcar as terras de dentro do governo e também a proposta de mineração em terra indígena, onde nós somos sempre as vítimas. O conceito é que nós atrapalhamos o desenvolvimento. Com isso, talvez há um tempo, a gente veja que o Governo Federal não encontra formas de combater isso de maneira eficaz e de maneira salutar. Nós não somos contra o desenvolvimento do Brasil, mas a gente não pode ficar sempre sendo tratados como vítimas.

Hemope descentraliza serviços de hematologia e a UPAE de Petrolina será referência para a região

 

A UPAE de Petrolina é eleita como unidade de saúde de referência para o tratamento das doenças benignas do sangue

A UPAE de Petrolina é eleita como unidade de saúde de referência para o tratamento das doenças benignas do sangue

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope) iniciará o processo de descentralização dos seus serviços no estado, começando pelo município de Petrolina. Dentro dessa escolha, a Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE) é eleita como unidade de saúde de referência para o tratamento das doenças benignas do sangue. A pactuação foi firmada nesta terça-feira (19) pela presidente do Hemope, Yêda Albuquerque, e a diretora geral da UPAE, Magnilde Alves.

De acordo com a presidente, a escolha de Petrolina se deu por conta da localização estratégica (oposta à capital do estado) e pelo município ser polo de desenvolvimento, inclusive em saúde. “A gente está buscando cumprir a determinação do Sistema Único de Saúde [SUS], através da oferta ao paciente de um tratamento mais próximo da sua casa. Para isso, temos o privilégio de ter um hematologista na UPAE, que é uma das especialidades médicas mais escassas do mundo”, considera Yêda.

O novo serviço deverá começar logo. “Nós já estamos preparados para receber essa demanda porque já dispomos do hematologista, dos exames de imagem e laboratório, além da equipe multiprofissional e não médica, que esse paciente porventura possa necessitar. Temos inclusive uma agenda aberta, que vem sendo subutilizada. Vamos aguardar apenas as orientações, pois esses pacientes ingressarão na UPAE via marcação da Geres. É importante ressaltar que esse acompanhamento será para os pacientes com doenças benignas do sangue, os oncológicos serão encaminhados à APAMI”, adianta a coordenadora geral da UPAE.

Ainda esta semana, a equipe do Hemope – que conta com a diretora de hematologia, Fábia Araújo, e a diretora de hemoterapia, Anna Fausta Cavalcante – visitará o Hospital Dom Malan, Hospital Universitário, Hospital Geral e Urgência e Hospital Memorial; além da Secretaria Municipal de Saúde e 8ª Gerência Regional de Saúde.

Campanha

Aliada a essa descentralização, o setor de hemoterapia da Fundação Hemope realizará campanhas para captação de doadores de sangue e medula óssea. “Esse trabalho de sensibilização será feito pelas assistentes sociais da UPAE em parceria com o Hemope, Geres e demais unidades de saúde que serão envolvidas no processo. O objetivo é aumentar o número de doadores aqui também na região”, conclui Yêda.