Votação da reforma da Previdência em segundo turno deve começar hoje

Ao encaminhar a proposta ao Legislativo, o governo federal pretendia gerar uma economia de R$ 1,236 trilhão. (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

O plenário da Câmara dos Deputados pode votar a partir desta terça-feira (06), em segundo turno, a proposta de reforma da Previdência (PEC 6/19). Assim como na votação em primeiro turno, serão necessários 308 votos para que a matéria seja aprovada e enviada ao Senado, onde também será analisada em dois turnos de votação.

A proposta foi enviada pelo Executivo em fevereiro e aprovada em primeiro turno, por 379 votos a 131, no mês passado. Depois de quatro dias de debates, os deputados aprovaram quatro emendas e destaques e rejeitaram oito.

A primeira emenda aprovada pelos parlamentares melhorou o cálculo de pensões por morte para viúvos ou viúvas de baixa renda e antecipou o aumento da aposentadoria de mulheres da iniciativa privada.

LEIA MAIS

Com mais de 200 mil eleitores, segundo turno em Petrolina deve provocar mudanças no número de seções

Há mais de 200 mil eleitores cadastrados no sistema biométrico de Petrolina (Foto: Blog Waldiney Passos)

Na eleição municipal de 2020 os petrolinenses deverão vivenciar uma nova estrutura, já que a escolha de prefeito poderá ser definida em segundo turno. Isso é inédito na cidade e somente será possível porque o município tem mais de 200 mil eleitores cadastrados no sistema biométrico.

O Blog Waldiney Passos procurou a Justiça Eleitoral e obteve a confirmação de que até o dia 25 de janeiro havia exatamente 200.547 eleitores aptos a votar em Petrolina. No último pleito para prefeito, em 2016 o número era de 198.599, segundo dados do Fórum Eleitoral.

Por que segundo turno?

A Constituição Federal de 1988 prevê a realização de segundo turno, nos artigos 28 e 29, em municípios com mais de 200 mil eleitores. Segundo o critério da maioria absoluta, para ser eleito não basta ao candidato simplesmente obter mais votos do que seus concorrentes.

LEIA MAIS

Segundo turno transformará eleição em “jogo de xadrez”, afirma ex-prefeito Lóssio

Ex-prefeito já havia dito que vai estar no jogo em 2020, mas sem revelar de que forma (Foto: Blog Waldiney Passos)

A eleição municipal de 2020 deverá contar, pela primeira vez na história, com o segundo turno e tornar o caminho à Prefeitura de Petrolina mais difícil. Para o ex-prefeito e candidato ao Governo de Pernambuco, Julio Lóssio, a movimentação de bastidores será a chave para ganhar o pleito.

“Nas últimas eleições a gente jogava uma partida de tênis, era um do lado e ganhava no primeiro set. Nós vamos caminhar para o segundo turno, que é um jogo de xadrez. Nós temos em Petrolina uma disputa cada vez mais que será um jogo de xadrez e ganhará quem conseguir somar mais forças no segundo turno”, comentou.

Futuro político

Anteriormente Lóssio já havia colocado seu nome no “jogo político” de 2020, porém, sem explicar em qual função. Além dele outros nomes cotados são Gabriel Menezes (PSL), Odacy Amorim (PT), Lucas Ramos (PSB), Gonzaga Patriota (PSB) e o atual prefeito, Miguel Coelho.

Quando questionado a respeito de uma possível aliança entre a oposição, caminhando ao lado de Lucas Ramos, Lóssio não descartou a parceria. “Nós vamos discutir essa questão de eleição no momento certo, mas eu penso que teremos uma eleição que é um jogo de xadrez e agora é diferente”, finalizou

Eleitores têm até 27 de dezembro para justificar ausência no segundo turno 

(Foto: Ilustração)

Os eleitores que não compareceram ao local de votação neste domingo (28) e não justificaram a ausência no segundo turno ainda podem regularizar a situação eleitoral até dezembro. Os ausentes do primeiro turno, realizado em 07 de outubro, tem até 06 de de dezembro para justificar por que não compareceram à votação. Para os que se ausentaram no segundo turno, o prazo vai até 27 de dezembro.

A justificativa pode ser feita mediante o preenchimento de um requerimento disponível no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que deve ser entregue pessoalmente em qualquer cartório eleitoral ou enviado por via postal ao juiz da zona eleitoral na qual é inscrito. Além do formulário, o eleitor deve entregar documentação que comprove a impossibilidade de comparecimento na votação.

LEIA MAIS

Segundo turno das eleições em Petrolina termina com saldo positivo

(Foto: Taísa Alencar/G1 Petrolina)

Nas três Zonas Eleitorais de Petrolina, a votação de domingo (28) correu de forma tranquila. Apesar de haver registro de uma prisão que repercutiu na cidade, a Justiça Eleitoral do município avaliou o processo eleitoral como dentro do esperado.

A prisão foi registrada na 145ª ZE e segundo o chefe de cartório, Edvanilson Araújo de Lima, o pleito “ocorreu dentro do esperado”. Quatro urnas precisaram ser substituídas e a mesária presa ontem já foi liberada. Ela exercia a função de presidente na seção 383 e foi até a 377 interferir na situação.

Segundo a Justiça Eleitoral, ela utilizou um aparelho celular para registrar uma tecla colada com supercola na urna, mesmo após ser aconselhada a não fazê-lo. “Ela responderá em liberdade por se tratar de um crime de menor potencial”, disse Edvanilson.

LEIA MAIS

Eleições: abstenções superam 21%, nulos somam mais de 7%

(Foto: Ilustração)

O resultado das urnas no segundo turno das eleições presidenciais terminou com um número que chama atenção. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 21,25% dos eleitores se abstiveram de votar, enquanto brancos somaram 2,15% e nulos, 7,44%.

No total, esses dados representam 30% dos eleitores brasileiros que optaram por não escolher entre nenhum dos dois candidatos à Presidência da República. Segundo o TSE, esse número é o maior desde 1989.

A média histórica nacional em eleições presidenciais é de 4,45% nulos, o maior pico foi em 2006, quando a marca atingiu 7,38%. De acordo com os dados das urnas, além da polarização entre PT e PSL existe uma terceira via que não se sente representada.

Bolsonaro é o novo presidente do Brasil

Bolsonaro impõe primeira derrota ao PT após quatro eleições com vitória.

Jair Messias Bolsonaro (PSL) vence as eleições de 2018 e é o mais novo presidente do Brasil. Mandato começa em 2019 e vai até 2022. Fernando Haddad (PT) disputava o segundo turno com Bolsonaro.

Bolsonaro confirmou o que previam as pesquisas e se tornou o 42º presidente da história do país. Resultado encerra sequência de vitórias do Partido dos Trabalhadores ao cargo de presidente da República.

Bolsonaro deve ter um árduo caminho à frente da presidência, já que o país vive um dos momentos mais delicados da sua história. Em breve o presidente eleito deve se pronunciar sobre a eleição.

Saiba como acompanhar o resultado das eleições por meio do seu celular

(Foto: Divulgação/TSE)

O aplicativo “Resultados”, oferecido gratuitamente pela Justiça Eleitoral, permite aos cidadãos acompanharem o andamento do processo de apuração de votos das eleições 2018. Com o app é possível saber a contagem de votos de todo o Brasil e visualizá-la a partir de consulta nominal, que apresenta o quantitativo de votos totalizados para cada candidato com a indicação dos eleitos no segundo turno.

A nova versão traz inúmeras novidades em relação à versão anterior, utilizada em 2014. Dentre as mudanças, está o aprimoramento do layout do sistema, que aparece completamente renovado com a apresentação das fotos de todos os candidatos que disputam o segundo turno da eleição.

O aplicativo contém um tutorial com interação intuitiva, acessível ao usuário já no primeiro contato com o aplicativo. Além do “Resultado”, você pode baixar outros cinco aplicativos da Justiça Eleitoral. São eles: JE Processo, Boletim de Mão, E-título, Mesários e Pardal. Todos estão disponíveis para o eleitor tanto na versão para Android quanto para IOS e podem ser baixados nas lojas virtuais App Store e Google Play.

Com informações do TSE

Manhã de votação tranquila em Juazeiro e Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Diferente das eleições de primeiro turno, na manhã de hoje (28), os eleitores de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) não enfrentaram dificuldades durante a votação das eleições para definir o novo Presidente do Brasil. Digitando apenas dois dígitos, teve eleitor que escolheu o candidato em menos de cinco minutos.

Na Escola Rui Barbosa, maior colégio eleitoral de Juazeiro (BA), os corredores estavam vazios, e os eleitores comemoraram a agilidade do processo. “Comparado ao primeiro turno está ótimo por que agora está mais rápido. Eu mesmo já votei e já estou indo embora, nem fila tem.” disse Josenilson Bispo dos Santos.

Dona Raimunda Pereira da Silva votou no Colégio Paulo VI em Juazeiro. Para ela, a rapidez do processo de votação, assim como a limpeza das ruas, são pontos positivos nessa disputa de segundo turno. “hoje está bom, não tem quase ninguém, tudo tranquilo, não tem tanta gente, nem tanta sujeira.”

Sobre as expectativas para o resultado, Dona Raimunda disse o que espera do candidato eleito. “Eu espero que o que for eleito faça o que promete, melhorar o Brasil, ter mais trabalho para as pessoas, por que do jeito que está não dá não, tem que fazer o que promete”, concluiu.

Em Petrolina, durante a manhã não foi registrado nenhuma anormalidade. A única troca de urna foi feita na Seção 226, no IF Sertão Petrolina, no bairro João de Deus. A urna apresentou problemas técnicos e foi substituída.

Candidatos à Presidência da República votam na manhã deste domingo (28)

Acompanhado de agentes da PF, o candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, votou pouco depois das 9h na Escola na Municipal Rosa da Fonseca, na Vila Militar, no Rio de Janeiro. Por recomendação da Polícia Federal, o candidato usou entrada alternativa, pelos fundos da escola, e colete à prova de bala. Bolsonaro chegou à seção eleitoral escoltado por policiais federais, acompanhado da esposa, Michele Bolsonaro.

Confiante, o candidato líder nas pesquisas de intenção de voto falou sobre o resultado do pleito.”A expectativa é a que ouvi das ruas ao longo dos últimos meses, a de vitória”, disse Bolsonaro dentro da seção.

O presidenciável, Fernando Haddad (PT), votou por volta das 10h, em São Paulo, ao lado da mulher, Ana Estela. Na parte de fora do prédio da Brazilian Internacional School, em Indianópolis, eleitores ouviam a música “Alerta, Desperta, ainda Cabe Sonhar” e seguravam rosas e livros.

Otimista com a possibilidade de vitória, Haddad disse que lutará “até o fim” e falou sobre o projeto de nação que defende. “Meu sentimento é que hoje o que está em jogo é a democracia no Brasil. Considero que hoje é um grande dia para o país, que está em uma encruzilhada. O projeto de nação que nós representamos ganhou as ruas nas últimas semanas. A nação está em risco, a democracia está em risco e as liberdades individuais estão em risco. Nós representamos a retomada do processo de aprofundamento da democracia, as liberdades e o combate à desigualdade no nosso país”, afirmou.

Com informações da Agência Brasil

Medidas adotadas pelo eleitor podem tornar votação mais ágil

(Foto: Internet)

Para evitar atrasos e facilitar a votação deste domingo (28), o eleitor pode tomar algumas medidas simples que contribuirão para tornar mais ágil a eleição. Verificar antecipadamente o local de votação e levar um documento oficial com foto são duas medidas eficazes nesse sentido.

Para obter o endereço da seção eleitoral em que vota, basta consultar a página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na internet, clicar no link “Título e local de votação” e preencher os campos “nome” ou “número do título de eleitor”, “data de nascimento” e “nome da mãe” e solicitar a pesquisa. O ideal é fazer a consulta previamente para evitar momentos de sobrecarga da página. Os portais de internet dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs)  também têm uma seção dedicada a esse serviço.

LEIA MAIS

Saiba o que pode e o que não pode durante o dia da eleição

(Foto: Ilustração)

Neste domingo (28), eleitores de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) devem comparecer novamente às urnas para o segundo turno das eleições, para escolherem o presidente do Brasil entre os candidatos Fernando Haddad(PT) e Jair Bolsonaro (PSL). As seções eleitorais abrem às 8h e fecham às 17h, de acordo com o horário local.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para votar, é obrigatória apresentação de documento oficial com foto (CNH; Carteira de categoria profissional reconhecida por lei; Carteira de identidade; Carteira de trabalho; Carteira nacional de habilitação; Certificado de reservista; Documento Nacional de Identidade (DNI); passaporte) ou apresentar ou apresentar o e-Título (título de eleitor em meio digital). O TSE ainda recomenda, que o eleitor leve o título de eleitor, já que nele está o número da seção eleitoral, mas não é obrigatório.

Na disputa, o número dos candidatos é formado por dois dígitos. Após digitar o número, é importante conferir se o nome e a foto do candidato escolhido aparecem na urna eletrônica. Se estiver errado, o eleitor deve apertar a tecla “corrige” e digitar o número certo. Após corrigir, basta apertar a tecla “confirma”.

O que pode e o que não pode

Durante o dia da eleição e enquanto acontece a votação é permitido:

LEIA MAIS

1500 policiais militares atuarão no interior de Pernambuco durante segundo turno da eleição

(Foto: Divulgação)

1.500 policiais militares embarcaram para o interior de Pernambuco nessa sexta-feira (26). Os agentes atuarão no segundo turno das eleições neste domingo (28), para reforçar a segurança do pleito. De acordo com o Quartel do Comando Geral de Recife, durante a tarde 288 policiais deixarão Petrolina e 20 de Custódia e seguirão para cidades vizinhas.

No total, a PM terá 21.688 postos extraordinários de trabalho destinados à guarda das urnas antes do pleito, segurança nas seções eleitorais e reforço no policiamento dos municípios até domingo. O retorno dos policiais acontece apenas na segunda-feira (29).

O efetivo extra não irá afetar o policiamento cotidiano de rondas ostensivas durante o final de semana, afirma a PM, já que são agentes em férias ou folgas que serão gratificados com o pagamento de diárias.

Com informações do JC Online

 Período de participação de candidatos em reuniões públicas e comícios encerra hoje

(Foto: Ilustração)

Os candidatos à Presidência da República e ao governo nos 13 estados e no Distrito Federal têm até hoje (25) para participação em reuniões públicas, comícios e uso de sonorização fixa entre as 8h e às 24h, com exceção do comício de encerramento da campanha, que poderá ser prorrogado por mais duas horas.

Amanhã (26) acaba o prazo para veiculação de propaganda eleitoral gratuita em emissoras de rádio e televisão. No sábado (27), véspera das eleições, a legislação permite propaganda “mediante alto-falantes ou amplificadores de som”, distribuição de material gráfico e a promoção de caminhada, carreata, passeata e carro de som.

No dia 28, é o dia da votação. Os eleitores devem se dirigir aos postos das 8h às 17h. No caso do Distrito Federal e dos estados nos quais haverá segundo turno, os eleitores escolherão o presidente da República e o governador.

Com informações da Agência Brasil

Faltam 3 dias: boca de urna é crime

(Imagem: Reprodução/TRE-BA)

No dia 28 de outubro, os eleitores voltam às urnas para escolherem o novo presidente da República. Dentre os crimes eleitorais mais comuns, a prática da boca de urna é um dos principais e o flagrado poderá ser multado e detido.

De acordo com a Lei nº 9.504/1997 (Lei das Eleições), artigo 39, parágrafo 5º, o eleitor flagrado poderá ser punido com detenção de seis meses a um ano, com alternativa de prestação de serviços comunitários durante este mesmo período, além disso, pode pagar uma multa que varia entre R$5 mil e R$15 mil.

O uso de alto-falantes ou amplificadores de som também está proibido no dia da eleição. Quem for flagrado, também sofrerá as mesmas sanções anteriores.

Também é proibida, no dia da eleição, a publicação de novos conteúdos ou o impulsionamento de conteúdos nas aplicações de internet de que trata o art. 57-B desta Lei, podendo ser mantidos em funcionamento as aplicações e os conteúdos publicados anteriormente.   (Incluído dada pela Lei nº 13.488, de 2017).

O que é permitido?

LEIA MAIS
123