“A saúde vem evoluindo substancialmente desde 2017”, afirma secretária de Saúde de Petrolina

Secretária citou mutirões e resultados colhidos nesse ano (Foto: Blog Waldiney Passos)

A secretária de Saúde de Petrolina, Magnilde Albuquerque esteve na Câmara de Vereadores de Petrolina nessa terça-feira (6), participando de uma Audiência Pública para apresentar o 1º e 2º Relatório Detalhado do Quadrimestre Anterior (RDQA).

Antes de prestar contas à comunidade conforme prevê a Lei de Responsabilidade Fiscal e a Lei Complementar nº 141/2012, a secretária conversou com a imprensa presente na Casa Plínio Amorim. Entre os assuntos abordados, Magnilde destacou os avanços na rede municipal.

“A saúde vem evoluindo substancialmente desde 2017. Em 2017 os primeiros seis meses foram da gente conhecer a casa, os serviços. Os outros seis meses foram da gente fazer contratação de serviços, a gente pegou a Saúde com um débito muito grande. A maioria dos serviços, os contratos estavam desfeitos. 2017 foi o ano de reorganizar a administrativamente a saúde”, destacou.

A responsável pela pasta citou a importância dos mutirões realizados nesse segundo semestre. “Em 2018 a gente já conseguiu fazer muita coisa por conta da força política. Por conta da ajuda das emendas parlamentares de Fernandinho a gente conseguiu implementar e fazer os nossos mutirões de cirurgia, de oftalmologia, de exames de imagem e de laboratório”, disse Magnilde.

Segundo a secretária, a meta da gestão municipal é zerar as filas até o final do ano. “É nossa meta, vai depender da capacidade instalada dos prestadores que a gente contratou e serviços, só em gente conseguir acabar com essas filas e dobrar a quantidade de oferta, isso já é um grande avanço para a saúde”, finalizou Magnilde.

Como evolução dos serviços, ela destacou a classificação do município a nível nacional e estadual, apresentando um grande salto na atenção básica de saúde. Petrolina foi a oitava melhor cidade do Brasil e primeiro em Pernambuco nesse segmento.

Deixe uma resposta