“Adubo doce”, melaço da cana-de-açúcar eleva produtividade agrícola no Vale do São Francisco

(Foto: Ascom)

O melaço da cana-de-açúcar tem permitido o aumento da produtividade na região do Vale do São Francisco. O produto obtido através da mistura de sacarose e sais minerais está sendo utilizado nos pomares de uva, resultando no crescimento de 15% na produtividade local.

A mistura é aplicada na agricultura por meio da fertirrigação – para cada 200 litros de água é adicionado 5 litros do produto – o fertilizante natural multiplica os microorganismos do solo, melhora a coloração das folhas e dos frutos e dá mais qualidade na vida das plantas com o uso recomendado em praticamente todas as culturas. Geralmente são aplicados 25 litros por hectare durante uma safra.

Apelidado de “adubo doce”, o melaço garante também economia ao agricultor. “Quando utilizado juntamente com um agente de controle de pragas o melaço aumenta a eficiência gerando economia para o produtor”, explicou o engenheiro agrônomo e consultor agrícola, Pedro Ximenes.

O produto é fornecido pela Agrovale, que tem uma produção diária de 214 mil litros. A maior parte deste melaço concentrado é destinado à produção de açúcar e etanol, e ainda em pequena escala, usado como alimentação animal associado ao bagaço hidrolisado.

De acordo com o diretor vice-presidente da Agrovale, Denisson Flores, a utilização do melaço na produção de frutas agrega valor às duas atividades e expande ainda mais os horizontes da fruticultura. “Os produtores só tem a ganhar com o aumento da produtividade e a qualidade das plantas e dos frutos, ampliando ainda mais o bom conceito que tem as frutas do Vale do São Francisco no Brasil e no mundo”,  afirmou.

Deixe uma resposta