Agrovale contrata 60 novos aprendizes; jovens farão parte do programa ‘Aprendiz no Cultivo de Cana’

(Foto: Ascom)

A disputa por uma vaga no mercado de trabalho está cada vez mais acirrada, refletindo diretamente nos iniciantes. Em Juazeiro (BA), o campo é o setor que mais oferece emprego, embora a mão de obra qualificada esteja desfalcada. De olho nisso, começou na manhã da última quinta-feira (28) a quarta turma do programa ‘Aprendiz no Cultivo de Cana-de-Açúcar’, desenvolvido pelo Centro de Excelência em Fruticultura do SENAR e a Agrovale.

A empresa juazeirense contratou 60 jovens aprendizes, com idade entre 18 e 24 anos, que devem ter 960 horas de jornada teórico-prática até março de 2020. Na aula inaugural, a turma foi recepcionada pela coordenadora adjunta do SENAR, Liziane Rocha, e depois recebeu material didático e instruções sobre o funcionamento do curso. De acordo com Liziane, eles estarão prontos para o módulo prático na Agrovale a partir de outubro deste ano.

“Este ano o programa terá dois grupos, um com 30 alunos no período da manhã e outro com mais 30 na parte da tarde. A ideia é desenvolvermos habilidades básicas e específicas voltadas para o cultivo da cana-de-açúcar, com os aprendizes tendo contato direto com a empresa, absorvendo melhor o conhecimento que eles adquirirem aqui [no SENAR] no módulo teórico”, ela explica.

Nos próximos sete meses, os jovens verão conteúdos, como: competências interpessoais e integração no trabalho, comunicação oral, escrita, matemática aplicada, saúde e segurança do trabalhador; além de temas específicos a exemplo da estrutura fisiológica das plantas, viveiros, planejamento e implantação de cultura, demarcação de área, plantio, irrigação, colheita, manejo, corte, noções de mecanização e análise de laboratórios.

Uma grade de assuntos que o aprendiz João Victor Matos, de 20 anos, pretende aproveitar ao máximo. Originário de uma família de pequenos agricultores, o rapaz, que mora no bairro Alto da Aliança, sabe que o setor agrícola no Vale do São Francisco oferece grandes oportunidades. “Já tenho curso técnico, estou fazendo faculdade, e busco com esse curso adquirir maturidade e a experiência necessária para me inserir definitivamente no mercado de trabalho”, conta.

Em 2018, a Agrovale foi a empresa que mais criou vagas de empregos formais na cidade baiana, equivalendo a 61% do total de contratados em Juazeiro. Segundo a gestora de Recursos Humanos da empresa, Roberta Bispo, a demanda por profissionais capacitados deve beneficiar os aprendizes.

“A Agrovale está sempre oportunizando pessoas que não só desejam um emprego, mas que querem crescer profissionalmente. Somos a empresa que mais gera trabalho e renda para as milhares de famílias da região, e com o programa Aprendiz no Cultivo de Cana-de-Açúcar nosso objetivo é integrar mais ainda esses trabalhadores”, disse.

Deixe uma resposta