Após falar em renúncia, Ronaldo Cancão muda de ideia e diz que permanece na Mesa Diretora

Vereador explicou fala de ontem, na Câmara (Foto: Jean Brito/Ascom CMP)

Ronaldo Cancão (PTB) não escondeu sua insatisfação com a votação que terminou com Cícero Freire (PR) sendo alçado ao cargo de 2º vice-presidente da Mesa Diretora. Na terça-feira (3), Cancão disse que renunciaria ao seu posto, caso Cícero entrasse para o grupo.

LEIA TAMBÉM:

Cícero Freire é eleito segundo vice-presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Petrolina

Nessa quarta-feira (4), em entrevista ao programa Super Manhã com Waldiney Passos, o vereador disse ter mudado de ideia. “Ontem me reuni com o secretário do Governo, Simão Durando e com Orlando Tolentino, conversei bastante com a vereadora Cristina Costa, Gabriel Menezes, com o líder Aero Cruz, que entendeu minha situação, alguns assessores e familiares e me orientaram a continuar o trabalho que estou fazendo e vou continuar“, diz.

Segundo Ronaldo, o que houve ontem foi um descontentamento pela forma na qual foi conduzida a votação. “Não tenho nada contra o vereador Cícero Freire, ele goza o direito, é do mesmo partido e tem estado apto a vacância com a desistência de Gilberto Melo. O que me contrariou foi a forma que foi conduzido”, afirma.

Por fim, Cancão voltou a afirmar que não deixará o posto que ocupa na Mesa Diretora, o cargo de 1º vice-presidente: “Quem quiser me tirar da Mesa arrume 16 votos, enquanto eu estiver aqui não vão me tirar“, conclui.

Deixe uma resposta