Após protesto de moradores, Compesa afirma que não opera sistema de esgotamento do bairro Dom Avelar

Moradores do bairro Dom Avelar fecham três pontos da localidade em protesto contra a falta de saneamento básico (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Na manhã desta quinta-feira (10) moradores do bairro Dom Avelar em Petrolina (PE), bloquearam três pontos da localidade em protesto contra a falta de saneamento básico, o que tem tirado o sossego dos moradores, já que corriqueiramente surgem problemas relacionados ao esgotamento.

Um dos pontos bloqueados foi a Avenida dos Minérios, nesta via as reclamações referentes a estouramentos de esgotos são constantes.  Segundo os moradores e comerciantes do bairro, a fedentina no local é insuportável, sem contar o esgoto a céu aberto que coloca em risco a saúde da população.

Sobre o protesto e as reclamações dos moradores do Dom Avelar, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) emitiu uma nota informando que não é a responsável pelo sistema de esgotamento do bairro, mas que mesmo assim, tem realizado vários procedimentos paliativos para sanar demandas da comunidade. Confira a nota na íntegra:

“A Compesa informa que não opera o sistema de esgotamento sanitário do bairro Dom Avelar.Apesar de não ser responsável pelos serviços de manutenção, a Companhia tem realizado desobstruções na rede coletora de esgoto para não prejudicar os moradores da localidade.

Em relação especificamente à Avenida dos Minérios, a Compesa informa que por três vezes nos últimos dias tentou fazer a desobstrução dos esgotos da via, mas a rede se rompeu na travessia do canal. A companhia entrou em contato com a Secretaria de Infraestrutura de Petrolina e solicitou a diminuição do bombeamento que o município faz da Lagoa do São Joaquim para o Canal, além de fazer o barramento e desvio do córrego para que a Compesa possa realizar os devidos reparos na rede e poços de visita.

De acordo com a gerência da Compesa em Petrolina, até agora a Prefeitura se disponibilizou apenas a diminuir o bombeamento da Lagoa, o que não é suficiente para executar o serviço e aguarda a sensibilidade da Prefeitura de Petrolina para que a população seja beneficiada com a desobstrução dos esgotos.”

Deixe uma resposta