Câmara de Petrolina aprova reajuste salarial dos servidores municipais

Matéria segue para sanção do prefeito Miguel Coelho

A Câmara de Vereadores de Petrolina realiza mais uma sessão remota, nesta terça-feira (16) e aprovou – por 20×0 – o reajuste salarial dos servidores municipais da educação. O Projeto de Lei n° 08/2021 deu entrada na última semana e foi analisado em caráter de “urgência urgentíssima”.

O texto da matéria prevê ajuste nos valores dos vencimentos básicos aos profissionais de nível elementar, nível médio e nível superior da Administração Pública Municipal da seguinte forma:

  • 5,27% para os profissionais de nível elementar, totalizando vencimento básico mensal de R$ 1.100,07;
  • 4,52% para os profissionais de nível médio, totalizando vencimento básico mensal de R$ 1.104,71;
  • 4,52% para os profissionais de nível superior, totalizando vencimento básico R$ 1.216,04;

“Nós estamos aqui num poder independente, porém harmônico. E todas as vezes que vier um projeto do Executivo que seja para beneficiar, seja um bom projeto, terá apoio dessa Casa e desse presidente”, disse Aero Cruz (MDB).

O que diz a lei

Diante do reajuste aprovado, o piso do magistério inicial passa a ser de R$ 1.632,54 a uma jornada de trabalho de 100 horas/aula mensal. O projeto também contempla profissionais da saúde, como médicos, enfermeiros e odontólogos.

Deixe uma resposta