Citado em relação da Odebrecht Orlando Tolentino afirma que doação foi legal e declarada

Tolentino

Na tão badalada relação da Odebrecht, com doações de campanhas a políticos, consta o nome do ex-secretário de governo da prefeitura de Petrolina e um dos pré-candidatos a prefeito pelo PMDB Orlando Tolentino.

Em entrevista a rádio Jornal nesta quarta-feira (6),Tolentino explicou que a transferência de R$ 30 mil foi feita em 2010, por que ele era o coordenador de campanha do ex-deputado federal Osvaldo Coelho (falecido) e que tudo está devidamente declarado.

“Em 2010 eu fui coordenador da campanha do saudoso e eterno deputado Osvaldo Coelho, homem de largueza de espírito público como poucos, e ele remeteu uma carta pedindo ajuda as pessoas, que a época era permitida a doação de pessoa jurídica, e um dos doadores foi a Odebrecht, que doou para o diretório Estadual do DEM e o DEM doou para campanha de Osvaldo Coelho, tudo legal, as contas foram apreciados e julgadas favoráveis pela Justiça Eleitoral. Então, não tem nenhuma ilegalidade, o meu nome estava ali por que eu fui o coordenador e o interlocutor de Dr. Osvaldo para fazer as cobranças e conversar com as pessoas para fazer a doação, se você olhar no site do TSE ta lá a doação do diretório estadual para a campanha de Dr. Osvaldo, candidato a deputado em 201o. Não tem exatamente nada, nada, nada que desabone a minha conduta nisso, até por que eu tenho vida limpa”, esclareceu.

Deixe uma resposta