Contas do prefeito reeleito de Recife, Geraldo Julio, são rejeitadas pela Justiça Eleitoral

(Foto: Andrea Rego Barros/PCR)

O prefeito reeleito de Recife (PE), Geraldo Júlio (PSB), teve as contas da campanha eleitoral em 2016 reprovadas pela Justiça Eleitoral. A decisão do juiz da 6ª Zona Eleitoral do Recife, Dario Rodrigues Leite de Oliveira, foi divulgada sexta-feira (16). O magistrado determinou que sejam devolvidos ao Tesouro Nacional R$ 1.370.600, valor utilizado na campanha proveniente do Fundo Partidário. Geraldo Julio irá recorrer da decisão.

Entre as irregularidades apontadas pelo os analistas do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) está a realização de pagamentos de fornecedores e prestadores de serviço com recursos do Fundo Partidário.

“O fundo partidário é dinheiro público. No gasto dele, a documentação tem que ser idônea, a empresa que está realizando o serviço tem que estar regular para os órgãos competentes. Quando se usa recurso do fundo, antes de aplicar, é preciso verificar essas circunstâncias”, esclareceu o chefe da Seção de Auditoria de Contas Eleitorais do TRE-PE, Marcos Andrade.

Com informações do G1 Pernambuco

Deixe uma resposta