Danilo Gentili é condenado a indenizar pernambucana doadora de leite

Doadora de leite foi ridicularizada em rede nacional Foto: JC Imagem

Doadora de leite foi ridicularizada em rede nacional Foto: JC Imagem

 A maior doadora de leite humano do Brasil, Michele Rafaela Maximino, 34 anos, vai receber uma indenização no valor de R$ 200 mil após ter sido ridicularizada por Danilo Gentili. Além do apresentador, a decisão do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) também condenou a Rede Bandeirantes e o humorista Marcelo Mansfield. Em 2013, no Programa Agora é Tarde, Gentili chamou a pernambucana de vaca e a comparou com ator pornográfico Kid Bengala.

Para o marido de Michele, Ederval Soares, a decisão da juíza Regina Célia de Albuquerque Maranhão foi importante para afirmar que os humoristas devem respeitar mais as pessoas. “A gente está feliz porque estamos vendo que a justiça acaba acontecendo. É importante porque mostrou que tem que haver limites no humor.”

Na época, Michele morava em Quipapá, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, com o marido e as duas filhas. Depois da exibição do programa, ela passou a ser alvo de chacotas na cidade e isso atrapalhou sua saúde emocional e a contribuição semanal de leite que ela doava. “Fiquei muito abalada com essa atitude dele. Precisei de acompanhamento psicológico e tive que mudar de endereço porque passei a ser xingada pelas pessoas no meio da rua”, disse a técnica de enfermagem. Atualmente, a família mora em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, e não pretende voltar para o interior.

Em fevereiro de 2013, a mulher começou a doar leite para a Maternidade Jesus Nazareno, em Caruaru, no Agreste. “Meu marido e eu percorríamos 80 quilômetros toda semana para levar o leite até a maternidade”, explicou.

“Parei de doar há um ano porque uma das mamas secou. Foram 460 litros doados ao Hospital da Restauração e Maternidade Bandeira Filho, no Recife, e Jesus Nazareno, em Caruaru.” Michele também reforçou que a intenção ao divulgar as doações sempre foi encorajar outras mães a praticarem a mesma boa ação. Enquanto era doadora, ela chegou a pensar em se candidatar ao Guinness Book. “Eu queria entrar para estimular outras mães a fazerem o mesmo.”

Do JC online

Deixe uma resposta