Deputados pedem ações para a segurança pública do Agreste e Sertão

Cada parlamentar pode reservar, a seu critério, até R$ 1,4 milhão das receitas estaduais para ações governamentais ou entidades privadas sem fins lucrativos. (Foto: internet)

Araripina, Petrolina e Serra Talhada são cidades em que os parlamentares estaduais pedem reforço. (Foto: internet)

A segurança pública no Interior de Pernambuco foi tema de pronunciamento de três deputados da região, na última (01º) Reunião Plenária na Alepe. Júlio Cavalcanti (PTB), Socorro Pimentel (PSL) e Rogério Leão (PR) cobraram iniciativas para combater assaltos nas agências bancárias e estradas do Sertão e do Agreste de Pernambuco.

Julio Cavalcanti pontuou os números da violência bancária, que atualmente assusta os pernambucanos .  “O sindicato da categoria fez um levantamento que aponta 246 ações violentas em bancos do Estado, apenas neste ano. Foram 13 assaltos, cinco sequestros, 28 explosões em agências e cinco em carros-fortes, além de 128 ataques a terminais de autoatendimento fora das agências, entre outros casos”, relatou o deputado.  

A deputada Socorro Pimentel registrou os pedidos que fez para o Sertão do Araripe em reunião com o novo secretário de Defesa Social, Angelo Gioia, realizada na última quarta (26). “A nossa principal demanda é a construção de uma unidade do Instituto Médico Legal no Araripe. É inaceitável que uma região com mais de 300 mil habitantes não tenha um IML”, salientou.

A parlamentar solicitou também a criação de uma Delegacia da Mulher, a reforma e o reaparelhamento de delegacias e unidades do Corpo de Bombeiros, concursos para novos delegados e o retorno dos serviços da Companhia Independente de Operações e Sobrevivência em Áreas de Caatinga. “As medidas são necessárias para enfrentar problemas como os constantes assaltos na BR-232”, relatou.

A instalação em Serra Talhada, no Sertão, de uma base de apoio para helicópteros da Polícia Militar foi o pleito do deputado Rogério Leão. Ele considera que o município é a melhor opção para receber a estrutura do Grupamento Tático Aéreo da Secretaria de Defesa Social no Sertão.

“Salgueiro e Petrolina são candidatas a receber a base mas, pela localização geográfica, Serra Talhada deveria ter preferência, pois a partir de lá as aeronaves têm autonomia para ir a qualquer cidade de Pernambuco”, considerou Leão. “A utilização de helicópteros ajudaria a combater grupos armados que explodem carros-fortes e caixas eletrônicos no Sertão”, lembrou.

Deixe uma resposta