Desgaste com elenco motivou demissão de Carlos Rabelo, afirma presidente da Juazeirense

Deputado estadual e presidente do Cancão reconheceu falha na condução da equipe (Foto: Ascom)

Fadiga. Esse foi o motivo da demissão de Carlos Rabelo da Desportiva Juazeirense. O próprio presidente do Cancão de Fogo admitiu que o clima não estava bem entre elenco e o ex-comandante. Roberto Carlos participou do programa Super Manhã com Waldiney Passos hoje (3) e comentou a mudança.

“Rabelo nos deu muitas alegrias, desde fevereiro ele estava treinando o time. Mas teve aquela fadiga, os jogadores já não obedecem ele taticamente e nós tivemos que tomar uma providência. A culpa é nossa também, porque deixamos ele muito exposto”, disse.

LEIA TAMBÉM:

Juazeirense demite Carlos Rabelo e anuncia novo treinador

Para ele, a diretoria errou em não blindar Rabelo que pagou o preço. “O desgaste é natural, do dia a dia. Imagine um treinador lidar com 30 jogadores, tem jogador que tem vaidade e nós temos que lidar com isso. Nós deixamos nosso treinador muito exposto, nós não assumimos a nossa função. Isso dá um desgaste natural“, reconheceu.

Rabelo evitou o rebaixamento da Juazeirense no Campeonato Baiano de 2019, comandou a equipe durante toda a primeira fase e mata-mata da Série D e mesmo assim foi demitido. A torcida juazeirense se dividiu com a decisão, mas fato é que já há um novo comandante: Maurílio Silva foi anunciado ainda ontem e já comandou a equipe, mirando o duelo decisivo contra o Iporá (GO) no domingo (7).

Deixe uma resposta