Destinação de assento preferencial em pontos de ônibus a idosos agora é lei em Petrolina

Por lei, ao menos um assento deve ser preferencial (Foto: Jonas Santos)

Os idosos e deficientes de Petrolina ganharam mais um instrumento na luta por seus direitos. A lei nº 3.161/2019  que trata da destinação preferencial de assentos nos abrigos de pontos de ônibus foi sancionada pelo prefeito Miguel Coelho e publicada no Diário Oficial de quinta-feira (25).

A proposta foi aprovada na Câmara nesse mês, de autoria da vereadora Cristina Costa (PT). Pela lei, torna-se obrigatório a destinação de pelo menos um assento em cada parada de ônibus.

As empresas prestadoras do serviço de transporte coletivo deverão fixar cartazes informativos a respeito da preferência. Além dos idosos e deficientes, também são acolhidos pela lei, gestantes e pessoas com crianças de colo.

Deixe uma resposta