Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Eleitor queria fim da política de “toma lá, dá cá”, afirma Pérsio Antunes sobre vitória de Bolsonaro

Ex-vereador afirma que extinção do Ministério do Trabalho não afeta trabalhador (Foto: Blog Waldiney Passos)

Ex-vereador de Petrolina na gestão de Julio Lóssio, Pérsio Antunes apoiou o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) nas eleições de 2018 e espera que o novo governo traga de fato mudanças ao país. Durante uma entrevista no programa Super Manhã com Waldiney Passos, Pérsio analisou o cenário político nacional e as mudanças nos ministérios.

“Eu acho que o eleitor, nós cansamos da política que foi implantada no nosso país: a política do toma lá, dá cá. A política de loteamento do Governo Federal nas suas instituições, a Caixa Econômica era com um partido, a Saúde era com outro, a Educação era com outro, o Trabalho era com outro. O Ministério do Trabalho era só pra fazer movimento sindical”, analisou Pérsio.

Ministério do Trabalho

Na opinião do ex-vereador a extinção do Ministério do Trabalho não muda o fato de existirem leis trabalhistas. “É obrigatório que as leis que existem elas continuem, que o trabalhador seja protegido, tenha o seu direito, mas o Ministério do Trabalho como estava era um cabide de emprego pra gastar milhões de reais e para dar cargos sindicais”, disse.

Para Pérsio, o Ministério do Trabalho “era de fachada e não defendia o trabalhador”, fortalecendo um grupo político no poder (o PT). “O Congresso Nacional não pode votar contra as leis [já existentes] e não é o Ministério do Trabalho que vai fazer a lei”, finalizou.

Deixe uma resposta