Em audiência do TRE, Prefeito Wilker Torres expõe dificuldades enfrentadas no recadastramento biométrico 

(Foto: Ascom)

A nova etapa de recadastramento biométrico eleitoral, que pretende alcançar os 30% do eleitorado baiano que ainda não fez a biometria, foi discutido na manhã de sexta-feira (12), em audiência pública no Plenário da Câmara Municipal de Juazeiro, com a presença do Corregedor Eleitoral do TRE-BA, o Juiz Claudio Gusmão.

Ao se pronunciar, o Prefeito de Casa Nova (BA), Wilker Torres, destacou as dificuldades enfrentadas pelo município que administra: “Temos um município do tamanho de um estado e temos distrito, com 10 mil habitantes, a 150 quilômetros da cidade. Já conversei com Dr Wanderlei (Andrade Lacerda), com Dr Sebastião (Coelho) no sentido de levarmos a biometria para esses distritos. Formamos quatro polos para que a população não ter que vir. Imaginem como será trazer 8 mil eleitores para nossa sede”.

O gestor lembrou ainda que o município “está ajudando, cedendo servidores, colocando-se à disposição”. “Mas a gente está vendo que não vai dar tempo, até porque durante a semana, quando o fórum funciona, as pessoas estão trabalhando”, concluiu ressaltando que a passagem custa em torno de R$20 a R$25 do distrito até a cidade.

De acordo com o Corregedor, essa demanda será apresentada ao Tribunal, apesar de ser necessário ser “feito de maneira formal e circunstanciado. Informar efetivamente a distância, o número de eleitores que serão alcançados. O Presidente do Tribunal tem total interesse em alcançar êxito no recadastramento biométrico”, destacando a importância da preocupação do prefeito e agradecendo a disponibilidade.”Uma forma de contribuir para a transparência e a lisura das eleições”, disse.

Deixe uma resposta