Em Pernambuco bancários aguardam nova proposta para fim da greve

(Foto: Ilustração)

(Foto: Ilustração)

Representantes dos bancários de Pernambuco irão se reunir logo mais às 14h em São Paulo para analisarem a nova proposta oferecida pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). As propostas oferecidas até o momento é um reajuste salarial de 7% e benefícios mais abono de R$ 3,3 mil, todavia a reivindicação da classe é um aumento de 14,78%, pagamento de três salários, mais R$ 8.297,61 em participação nos lucros e resultados, bem como a fixação do piso salarial em R$ 3.940,24.

Segundo informações do sindicato, das cerca de 625 agências existentes no estado, pelo menos 562, ou seja, 90% estão fechadas por causa da paralisação. No dia 16 de setembro, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Pernambuco conseguiu na Justiça uma liminar determinando que 30% das agências voltem a funcionar, no mínimo, duas horas por dia. Em resposta, o sindicato informou que caberia aos bancos cumprir a liminar, mobilizando os funcionários que não aderiram à greve.

Com a paralisação a população de Petrolina vem sofrendo, principalmente com os horários de depósitos e entrega de envelopes em algumas agências que é muito breve, ocasionando assim atrasos nos pagamentos e demais compromissos o que prejudica e muitos vários clientes dos bancos.

Deixe uma resposta