Entrevista da semana: Sandrinho do Acordeon do Piauí para o Mundo

Sandrinho Acordeão 1

Para conhecer um pouco da história de personalidades que integram a região do Vale do São Francisco e regiões vizinhas, o Blog Waldiney Passos, inicia uma série de entrevistas com assuntos pertinentes que vão do cenário artístico ao político. E para começar com chave de ouro, a reportagem bateu um papo com o músico Sandrinho do Acordeon.   Sandrinho Acordeão 2

Sandro Dias de Souza, ou simplesmente Sandrinho do Acordeão, é assim que é conhecido um dos maiores artistas Piauiense, nascido na Terra dos Sanfoneiros, Dom Inocêncio (PI), em uma família de músicos, conversou com a reportagem do Blog  e falou sobre sua carreira, vida pessoal e o futuro. Confira a Entrevista:

Blog WP: Quem é o Sandrinho?

Sandrinho: Um jovem de 22 anos, que parou o curso de Pedagogia em meio aos compromissos profissionais, porém, possui algumas responsabilidades a mais de que a maioria das pessoas da sua idade, que é administrar seu projeto social de música.

Blog WP: Como foi o seu primeiro contato com a música?

Sandrinho: Meu pai sempre foi apaixonado por música, só que na infância não teve oportunidade e ele sempre disse que eu seria artista. Fomos morar em São Paulo quando eu tinha dois anos de idade. E lá descobri Zezé de Camargo, de quem me tornei muito fã, só andava vestido como ele. Quando eu tinha 05 anos meu pai me levou em uma loja de instrumentos e eu queria levar tudo pra casa (risos), foi quando ele comprou meu primeiro instrumento um cavaquinho.

Voltamos para o Piauí e aos 12 anos peguei na sanfona pela primeira vez.  Meu primo Márcio Henrique me passou as primeiras noções desse instrumento maravilhoso. Logo depois meu pai fez uma grande “loucura” segundo a nossa família e o povo da nossa cidade. Vendeu uma casa e um carro para comprar uma sanfona e um som pra investir na minha carreira, através dessa “loucura” nós chegamos onde estamos hoje.Sandrinho Acordeão 4

Blog WP: Você chegou a frequentar alguma escola de música?

Sandrinho: Sim. Estudei na escola de musica da fundação cultural do homem americano “pró-arte.

Blog WP: dizem que vida de artista não é nada fácil, como foi o início da sua carreira como profissional?

Sandrinho: Comecei a participar de alguns festivais, fui campeão por três vezes consecutivas do concurso de sanfoneiros de Petrolina organizado pela emissora rural, já participei de vários festivais, cantei e toquei com vários artistas dentre eles Waldonys, Dorgival Dantas, Sirano e Sirino, Lucy Alves, e agora Zezé de Camargo e Luciano.Tudo isso impulsionou para que chegássemos a televisão, já fiz várias emissoras.Sandrinho Acordeão 3

 Blog WP: E a ideia de criar um projeto social de que forma ela acontece?

 Sandrinho: Desde minha primeira nota eu já ia ensinando os meus amigos e aqueles que queriam aprender.

O projeto hoje batizado como “Acordes do Campestre” teve início através de uma ideia do meu pai, de incentivar e dar oportunidade de outras pessoas (jovens, crianças e adultos) de aprender a tocar instrumentos, já que meu pai, Salvador Nunes, tinha uma banda e alguns instrumentos.

Em 2011 quanto viemos morar em São Raimundo Nonato, mais precisamente no bairro campestre, podemos organizar melhor esse trabalho e manteve uma frequência de aulas e registramos como Associação Cultural Acordes do Campestre.

Blog WP: Como é a rotina de aulas e o que vocês ensinam na Associação Cultural Acordes do Campestre?

Sandrinho: Hoje temos aulas de sanfona, violão, zabumba, triangulo, bateria, guitarra e reforço escolar. Atendemos cerca de 60 alunos e uma das normas mais importantes é que os alunos devem estar matriculados em uma escola, frequentando e tirando notas boas. Contamos com o apoio e participação no projeto de outros professores, de sanfona sou eu, bateria Marcílio, violão Kelson  e Radija e no Reforço Poliana.

Blog WP:

Sandrinho: Hoje me sinto muito feliz e realizado, agradeço muito a Deus, meu pai, minha mãe e todas as pessoas que direto ou indiretamente me ajudaram e passaram energia positiva. Contudo, ainda tenho muitos sonhos e almejo muito mais para a minha vida e para o Projeto.

Blog WP: Você tem uma Banda ou fica somente na condição de Mestre na sua Escola de Música?

Sandrinho: Tenho minha banda e fazemos shows pelo Piauí, Bahia, Pernambuco e também São Paulo e estou lançando um novo trabalho e já estou gravando o novo CD, “Sandrinho e forró novo desejo”.Sandrinho Acordeão 5

Blog WP: O Sandrinho está solteiro ou o coração tem dona?

Sandrinho: Tenho sim namorada. Tenho que agradecer muito a Deus porque ela me ajuda muito, me apoia e entende essa minha vida corrida de artista.

Blog WP: Nos fale de sua participação no Programa do Luciano Hulk na rede globo e quando irá ao ar sua entrevista?

Sandrinho: A minha participação no Luciano Hulk foi um grande sonho realizado. Foi maravilhoso e ainda realizei o sonho de conhecer Zezé de Camargo de Luciano.

Blog WP: Tem agenda para os próximos dias em Petrolina/PE?

Sandrinho: não sei ainda que dia vou à Petrolina.

Blog WP: Como está o jovem astro piauiense fazendo sucesso nacionalmente?

Sandrinho: Hoje me sinto muito feliz e realizado, agradeço muito a Deus, meu pai, minha mãe e todas as pessoas que direto ou indiretamente me ajudaram e passaram energia positiva. Contudo, ainda tenho muitos sonhos e almejo muito mais para a minha vida e para o Projeto

Blog WP: E quem tiver interesse em conhecer ou contratar o show de Sandrinho do Acordeão com a apresentação dos seus aprendizes?

Sandrinho: É muito fácil só entrar em Contato pelos números: (89) -98126- 7028; 89- 99404-7589.

2 Comentários

  • Polyana Barreto de Negreiros

    20 de março de 2016 at 08:56

    Parabéns pelo sucesso do Blog, Waldiney!! Parabéns ao Sandrinho, pelo coração enorme que ele possui e projeta de forma nobre a música em nossa comunidade. Sou muito mais feliz depois que comecei a contribuir com o Projeto.

    Responder
    • Paulo Araujo

      20 de março de 2016 at 10:03

      Parabéns ao blog pela entrevista, ao Sandrinho pelo trabalho que vem realizando, ao seu pai Salvador pelo incentivo e apoio junto ao projeto Acordes do Campestre.

      Responder

Deixe uma resposta