Espaço do leitor: artigo de opinião

Artigo

“Duas Marcam nesta terra”assim é conhecida à bela cidade do sertão de Pernambuco, que ganhou reconhecimento internacional. Como filho desta terra há 33 anos, já vi do passar por ela diversos prefeitos, como podemos destacar alguns deles, a exemplo de Augusto Coelho, Diniz Cavalcante, Fernando e Guilherme, sendo este hoje último companheiro de chapa do atual prefeito Júlio Lossio. Diga-se de passagem, na sua época foi eleito o mais jovem prefeito sendo um dos mais atuante do Brasil.

Mas vale aqui ressaltar e deixar claro que a Califórnia do Sertão passou a ter mais visibilidade e reconhecimento após a chegada de um homem simples e de ideias inovadoras que através de ações simples está deixando sua marca nunca antes vista nos anais desta terra chamada, como sempre, de terra dos impossíveis. Se não vejamos: Petrolina antes de sua gestão, tinha mais crianças na rua do que mesmo pessoas se movimentando no centro da cidade.

Partindo dali, começou a se enxergar o maior e mais exitoso programa, o  “Nova Semente”, que hoje atende mais de 7500 crianças, distribuindo 5 refeições diárias, de segunda a sexta-feira. Programa onde tem hoje tem mais de 3000 pessoas, que numa época de crise, diga-se de passagem, estão trabalhando com carteira assinada e com seus vencimentos em dia. Sem contar os inúmeros avanços no IDEB dentre outros grandes e diversos benefícios que a cidade e a população tem obtido ao longo dos mais de 7 anos e as mais de 10 mil famílias beneficiadas com o maior programa habitacional no norte e Nordeste, e por que não dizer: o maior do BRASIL.

Temos motivos de sobra para nos congratular com essa “cidade dos impossíveis”e por fim o meu agradecimento ao prefeito que deixará sua marca registrada no coração e em vida e cada um dos mais de 320 mil habitantes. Que o melhor não é se cuidar de frutas na terra da irrigação e sim cuidar das pessoas, porque são elas o futuro de uma nação, nação esta que o futuro dela está nas mãos das nossas crianças. Forte abraço de um filho querido desta terra mui amada chamada Petrolina.

Erasmo Charlys

Deixe uma resposta