Facape participa de série de mobilizações contra o fim do Proupe

Está programada para o dia 30 de maio uma ação no centro de Petrolina para informar à sociedade sobre a crise e o impacto da possível suspensão do Proupe/Foto:ASCOM

Está programada para o dia 30 de maio uma ação no centro de Petrolina para informar à sociedade sobre a crise e o impacto da possível suspensão do Proupe/Foto:ASCOM

Estudantes, professores e funcionários da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) participaram esta semana de mais mobilização pelo Programa Universidade para Todos em Pernambuco (Proupe). O movimento aconteceu nas 13 autarquias do Estado e teve como objetivo chamar a atenção do Governo de Pernambuco para a importância do programa. Na Facape, a ação aconteceu em frente à biblioteca.

A importância do benefício para os alunos e para as autarquias foi frisada nas falas dos participantes da ação. Para a representante do DA de Direito e bolsista do Proupe, Marília Nunes, o auxílio é a garantia que muitos estudantes têm para continuarem seus estudos. “Eu estou na faculdade porque sou contemplada com uma bolsa do Proupe, e essa é a realidade de vários outros colegas que estão nas autarquias”, destacou.

O diretor financeiro da Facape, Alessandro Britto, explicou que o atraso no repasse do programa vem prejudicando novos investimentos e os projetos da faculdade. Também demostrando preocupação com o possível fim do Proupe, o presidente da Facape, Rinaldo Remígio, afirmou que o Governo do Estado não tem dado atenção às autarquias. “Vamos pressionar o governo para que ele pague as bolsas e publique novos editais, pois nosso desejo é que haja continuidade do programa”, disse.

Novas ações

A mobilização continua pelas redes sociais, através da hashtag #governadoratendaaoProupe,  e pelapetição online (https://secure.avaaz.org/po/petition/Governo_do_Estado_de_Pernambuco_Regularizar_os_pagamentos_e_reativar_as_bolsas_remanescentes_do_PROUPE/?wh=367063), que visa pressionar o governo a regularizar os pagamentos e reativar as bolsas remanescentes. Também está programada para o dia 30 de maio uma ação no centro de Petrolina para informar à sociedade sobre a crise e o impacto da possível suspensão do Proupe.

Com informações da Assessoria

Deixe uma resposta