Facape realiza encontro para tirar dúvidas sobe H1N1

Os exames realizados do material colhido do estudante estarão prontos em até 45 dias. (Foto: divulgação)

Os exames realizados do material colhido do estudante estarão prontos em até 45 dias. (Foto: divulgação)

Após o falecimento do estudante Lucas dos Santos Souza com suspeita de ter contraído o vírus influenza H1N1, a Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) juntamente com a Secretaria de Saúde de Petrolina, tomou a iniciativa de organizar um encontro com os estudantes e professores que participaram do Campus Party em Belo Horizonte – MG para esclarecer algumas dúvidas sobre os riscos, sintomas, contagio e tratamentos da doença.

Estiveram presente no momento profissionais da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Petrolina, Eduarda Vidal e Amanda Pereira e da VIII Gerência Regional de Saúde (Geres), Marlene Leandro e Lúcia Possídio. As enfermeiras explicaram que não há motivos para alarde já que não foi identificado a causa da morte do estudante e a Secretaria de Saúde vem seguindo todo o protocolo recomendado pelo Ministério da Saúde.

Outros fatores que indicam que a Facape não precisa adotar neste momento ações de maior amplitude é a informação de que o vírus da influenza H1N1 é sazonal e sua proliferação acontece geralmente entre maio e julho. Dados da Secretaria de Saúde de Petrolina indicam que este ano apenas três casos de H1N1 foram registrados e eles aconteceram no mês de maio.

Os exames realizados do material colhido do estudante estarão prontos em até 45 dias. Todas as ações tomadas até o momento referente ao vírus influenza H1N1 são para acalmar a população e a única recomendação até o momento é que os estudantes automonitorem as reações do corpo até a próxima segunda-feira (21), pois o período de incubação do vírus é de sete dias.

A Facape e a Secretaria de Saúde estão em contato direto com os estudantes e caso seja necessário outros encontros com os profissionais da saúde a instituição fica responsável por organizar esse momento. A Autarquia se dispõe também a tomar todas as medidas necessárias indicada pelo Ministério da Saúde.

Deixe uma resposta