Falsa advogada é presa em Olinda

Foto: Polícia Civil

Foto: Polícia Civil

Policiais da Delegacia do Varadouro prenderam uma mulher que dizia ser advogada. Ela tinha um escritório no bairro Ouro Preto, em Olinda, e cobrava valores que variavam entre R$ 1.200 e R$ 3 mil, além de aceitar como pagamento compras em cartão de crédito e até prestação de serviços.

A polícia afirmou que já existiam oito boletins de ocorrência contra ela. A suspeita já havia aplicado o mesmo golpe no bairro de Cavaleiro, em Jaboatão dos Guararapes, de onde haveria fugido depois de uma representação juntada pela Ordem dos Advogados (OAB) contra ela.

As investigações indicam, ainda, atividades dela no município de Igarassu, utilizando uma terceira identidade. O caso está sendo apresentado nesta segunda-feira pelos delegados Breno Varejão e Euricélia Nogueira. A polícia pede que outras vítimas procurem a Delegacia do Varadouro para prestarem queixa para a conclusão do inquérito.

Com informações Diário de Pernambuco

Deixe uma resposta