Falta pouco para o Galo Maestro da Ponte embelezar a cidade do Recife

galo

Falta pouco para o Galo Maestro da Ponte embelezar a cidade do Recife. A montagem da escultura começou na noite da última quarta-feira (3), na Ponte Duarte Coelho, na área Central do Recife, e tem previsão de ficar pronta até as 18h desta quinta. Quem passa pelo local já consegue ver que o ícone está quase pronto. Este ano, o Galo tem 27 metros de altura e 33 toneladas. As cores predominantes da escultura são o verde e o vermelho, mas, como sempre, está bastante colorido

Com estrutura de ferro, a peça é toda coberta por fibra de coco – material leve, resistente e sustentável. A estamparia é variada e o óculos tem lentes brilhantes. Ato todo, 30 pessoas participam da montagem. As peças foram transportas em seis caminhões e saíram do ateliê do artista plástico Sávio Araújo.

Apesar do bloqueio da ponte Duarte Coelho, o trânsito flui sem retenções nos desvios nas ruas da Aurora, do Sol e ponte Princesa Isabel. “O trânsito está ótimo, fluindo tranquilo. Tudo normal por aqui, sem engarrafamento”, afirmou Geraldo da Hora, 63 anos. “Até agora, não tem nenhum engarrafamento. Mas acho que o problema maior vai ser a partir de amanhã”, comentou André Batista, 25.

O galo desse ano foi montado com referências a Chico Science, homenageado pelo bloco, e Maestro Forró, homenageado da Prefeitura do Recife. Os óculos da estrutura são uma reprodução dos óculos dos artistas. A lente esquerda faz referencia a Chico, e a direita, a Forró. A previsão para o término da montagem é para as 16h desta quinta (4).

Sávio Araújo, artista plástico responsável pela confecção do Galo há sete anos, disse que a estrutura está sendo montada pensando na segurança da população. “A prioridade número 1 é a segurança do folião. Fui muito perguntado sobre o que aconteceria se o Galo já estivesse armado durante aquela tempestade da última sexta-feira (29). Essa estrutura conta com um exaustor que diminui a resistência do ar, além uma base de 30 toneladas. Posso dar uma garantia de 90% de certeza que ela não cairia na sexta-feira”, disse.

“A inspiração foi no olhar visionário do artista para as suas raízes. A intenção de modificar os meios onde vivem, algo que Chico fez em peixinhos, e Forró na Bomba do Hemetério”, acrescentou Sávio sobre a decoração do Galo para este ano.

Deixe uma resposta