Família de São Paulo busca informações sobre moradora de rua que vive em Petrolina

Família está sem contato com Rosângela desde março

Uma família de São Paulo está angustiada. Desde março eles não têm contato com uma mulher, que até então estava vivendo como moradora de rua aqui em Petrolina. Em meio a boatos e falta de informações concretas, os parentes de Rosângela Bringel da Silva, de 48 anos seguem a sua procura.

Ela é natural de São Bernardo do Campo (SP), tem 1,70 de altura e está na região desde 2012. “Minha irmã é moradora de rua em Petrolina. Nós temos parentes em Cedro e desde março a gente não consegue contato com ela. Há um boato na região de que teve uma briga com outro morador de rua e ele esfaqueou ela. Já procurei nas delegacias, hospitais e nenhuma solução“, explicou Fátima, irmã de Rosângela.

Boato sobre morte e falta de informação

Em meio ao boato de sua possível morte, os parentes não conseguiram nenhuma confirmação juntamente às autoridades. De acordo com a família, Rosângela vive na região desde 2012 e sempre mantinha contato por telefone a cada 15 ou 20 dias.

Ajuda

No tempo em que reside em Petrolina, ela teve algumas passagens pela Casa de Passagem Bom Samaritano.  O último contato que a equipe do Bom Samaritano teve com Rosângela foi no início da pandemia da covid-19. Quem souber alguma informação sobre a atual localização de Rosângela Bringel pode entrar em contato com os familiares através do seguinte número: (11) 98363-6983.

Deixe uma resposta