Hemope de Petrolina precisa reforçar estoque de sangue

O tipo sanguíneo negativo é o mais difícil de ser encontrado/Foto: divulgação

O tipo sanguíneo negativo é o mais difícil de ser encontrado/Foto: divulgação

O banco de sangue da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope), de Petrolina, no Sertão do Estado, está com o estoque abaixo do ideal. Atualmente, cerca de 200 bolsas de sangue estão disponíveis, o que equivale a apenas 50% do recomendado.

De acordo com a assistente social Cássia Maria de Menezes, o número de bolsas está abaixo do recomendado em relação a todos os tipos sanguíneos. “Há uma semana estávamos com o estoque do tipo A negativo zerado. Agora estamos regularizando o nosso banco. Porém, ainda não é o adequado. Hoje temos cerca de 200 bolsas de todos os tipos, onde o ideal seria de 400 a 500”, explica.

O tipo sanguíneo negativo é o mais difícil de ser encontrado. “O negativo é o mais raro e não tem quantidade necessária para atender a demanda da população que precisa. Estamos precisando de todos os tipos de sangue, mas, principalmente dos negativos. Eles são os mais difíceis”, detalha Cássia.

Ainda segundo a assistente social, nesta época do ano é comum cair o número de doares. “Temos essas viroses, gripes, Dengue, Zika e Chikungunya, que fazem com que a gente não possa doar sangue e isso termina influenciando nas doações”, destaca.

Critérios
Para doar é preciso ter no mínimo 16 anos completos e no máximo 69 anos. Para doadores menores de 18 anos, é necessário a presença dos pais ou responsável legal. O doador deve pesar, pelo menos, 50 kg.

Não é recomendado que o doador esteja em jejum ou que faça a doação de sangue após ingerir uma alimentação gordurosa. É aconselhável fazer uma refeição leve antes da doação.

Em todos os casos deve ser apresentado um documento oficial, com foto. “Queremos chamar a população para comparecer ao hemocentro, porque se não tem doador, não tem sangue para as pessoas que necessitam. Temos pacientes que precisam e temos que ter o estoque” ressalta a assistente social Cássia Maria de Menezes.

As doações podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h30, no Hemope, localizado na Rua Pacífico da Luz, no Centro de Petrolina.

Com informações do G1 Petrolina

 

Deixe uma resposta