Retrospectiva 2016: Jovens encontradas mortas em matagal no Distrito Industrial estavam amordaçadas

Vários curiosos estiveram no local do crime. (Foto: Waldiney Filho/Blog Waldiney Passos)

Vários curiosos estiveram no local do crime. (Foto: Waldiney Filho/Blog Waldiney Passos)

Duas jovens de 19 anos foram encontradas amordaçadas e sem vida em um matagal no Distrito Industrial de Petrolina (PE). Josivan Feitosa Torres, tio de uma das jovens, foi quem encontrou os corpos após dar início, com familiares e amigos, a buscas no local por volta das 10h. Segundo ele, as moças sempre usavam o mesmo caminho, próximo de onde estavam os corpos, para irem ao trabalho em uma empresa localizada no Distrito Industrial.

Durante o período da manhã, após descobrirem que as jovens não haviam chegado à empresa, familiares e amigos compartilharam fotos nas redes sociais e aplicativos para que alguém informasse algo caso soubesse. Eles foram aos hospitais e à delegacia para saber se conseguiam informações sobre as jovens.

Suspeitos

Após encontrar os corpos das vítimas, Josivan correu para chamar os demais que ajudavam nas buscas, porém, encontrou dois rapazes próximo ao local. Ele pediu para que os rapazes não saíssem ou tentassem fugir. Em seguida, com a chegada da polícia, eles foram levados para prestar esclarecimentos na delegacia sobre o que faziam no local do crime.

Investigação

A Polícia Civil esteve no local dando prosseguimento às investigações. O delegado seccional de Petrolina, Marceone Ferreira e a delegada Sara Machado, do departamento de homicídios estiveram no local mas não concederam entrevista. O Instituto de Medicina Legal (IML) procedeu com a retirada dos corpos do local para realização da necrópsia.

Deixe uma resposta