Juazeiro: cerca de 100 Policiais Militares estão aquartelados e convocam tropa para deliberação definitiva

(Foto: Ilustração)

Na última terça-feira (8), a Associação de Policiais e Bombeiros e de seus familiares do Estado da Bahia (ASPRA) deflagrou greve. Desde ontem, as lideranças do movimento intitulado como “Segurança por Segurança” pedem aos policiais que permaneçam nos quartéis e não saiam para trabalhar.

De acordo com a ASPRA, há três meses a categoria realiza assembleias e não consegue acordo com o Governo do Estado da Bahia. Entre as demandas, a categoria cobra a regulamentação dos direitos dos policiais e bombeiros, além do plano de carreira.

Neste exato momento, cerca de 100 Policiais Militares de Juazeiro estão aquartelados no Clube de Cabos e Soldados, localizado no bairro Alto da Aliança. Em reunião realizada, na tarde de hoje (9), liderada pela ASPRA, a categoria optou pelo aquartelamento dos PM’s, e “convoca toda a tropa para reunião às 19h, quando acontecerá deliberação definitiva em conjunto com todas as cidades da Bahia”, diz informativo divulgado há pouco.

Outro lado

O Comando Geral da PM-BA afirmou que a greve foi “decretada por um deputado estadual” e que trata-se de “um movimento político sem adesão da PM”. O governador da Bahia, Rui Costa (PT) também negou a greve durante uma live.

O Blog Waldiney Passos entrou em contato com o Comando de Policiamento Regional Norte (CPRN), para saber se o movimento grevista afetou o policiamento em Juazeiro, mas até o momento não obtivemos resposta.

Um Comentário

Deixe uma resposta