Juazeiro é reconhecida como cidade eficiente na aplicação dos recursos públicos

O levantamento revela que Juazeiro está em 770º lugar, correspondendo a 0,523 de eficiência/ Foto: internet

O levantamento revela que Juazeiro está em 770º lugar, correspondendo a 0,523 de eficiência/ Foto: internet

Dados do Jornal online Folha de São Paulo do dia 27 de agosto, coloca Juazeiro em destaque como cidade eficiente na aplicação de recursos públicos. A ferramenta inédita lançada em conjunto com o Datafolha mostra quais prefeituras entregam mais serviços básicos à população usando o menor volume de recursos financeiros.

Numa escala de 0 a 1, só 24% das cidades ultrapassam 0,50 e, por isso, podem ser consideradas eficientes. Dentre elas, está Juazeiro, que desde 2009, na gestão do prefeito Isaac Carvalho proporcionou na área da educação um aumento de 153% do salário dos profissionais, construiu e entregou 20 creches (na sede e nos distritos), além de 92 escolas reformadas e climatizadas e 22 quadras poliesportivas cobertas.

“Garantir a aplicação eficiente dos recursos da Educação é, além de uma obrigação legal, a prova da seriedade com a qual a gestão Isaac trata este segmento. Fizemos mais e melhor porque o governo respeita a educação como direito fundamental de crianças e jovens”, destacou o secretário de Educação, Clériston Andrade.

O levantamento revela que Juazeiro está em 770º lugar, correspondendo a 0,523 de eficiência nas áreas da educação (23% das crianças de 0 a 3 anos e 83% das crianças de 4 a 5 anos na escola), saúde (84% de cobertura por equipes de atenção básica – 2013 e 1,2 médicos por 1.000 habitantes – 2014) e saneamento (91% atendimento de água, 84% coleta de lixo domiciliar e 54% cobertura de esgoto).

Desde 2008 o número de médicos que atende a saúde pública aumentou de 87 para mais de 250 profissionais, cerca de 44 postos de saúde foram construídos, reformados e ampliados e o município realizou o concurso público para o provimento de 626 vagas, tendo convocado 547 novos médicos. Um dos grandes méritos alcançados nesses últimos anos foi a redução da taxa de mortalidade infantil de 22,9/mil em 2008 para 17,4/mil em 2015 – índice considerado baixo, segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (SESAB), uma redução de 5,5 por mil.

O município tem crescido consideravelmente nesses sete anos e meio de gestão, as obras de saneamento atenderão 95% do município até o final de 2016 e das 20 elevatórias previstas, doze estão prontas, sendo que oito já estão em funcionamento, cinco estão em andamento e três para serem construídas a partir de setembro.

Além da construção das elevatórias (que em dezembro estarão em funcionamento, bombeando os esgotos para as estações de tratamento), a ampliação do tratamento de água foi outra ação positiva da gestão municipal.

De acordo com o prefeito Isaac Carvalho esse reconhecimento se deve ao grande volume de obras entregues a população. “Nós temos mais de 400 obras entregues ao município e mais de 100 em andamento, só no mês de agosto foram 52 ordens de serviços assinadas. Nesses últimos oito anos, Juazeiro vem passando por um momento de transformação na habitação, no abastecimento de água, na estrutura da cidade e em moradias. Juazeiro vive um novo momento, e através das parcerias com os governos estadual e federal e a iniciativa privada, o município hoje é destaque na geração de emprego de carteira assinada em todo país. Precisamos continuar investindo em educação, saúde, no social, gerando assim, oportunidades para todos”, afirmou.

O Ranking de Eficiência dos Municípios – Folha (REM-F) leva em conta o atendimento das prefeituras nas áreas de saúde, educação e saneamento, tendo como determinante para o cálculo de eficiência na gestão a receita per capita de cada cidade. O levantamento cobre 5.281 municípios (95% do total) e se utiliza dos dados mais recentes disponíveis para uma base dessa dimensão.

Deixe uma resposta