Juazeiro irá receber Festival de Cinema Baiano

 feciba

O  Festival de Cinema Baiano (Feciba) chega remodelado em 2016. Sua sexta edição será itinerante, com escalas em três cidades do interior do estado: a primeira etapa será em Juazeiro, de 08 a 10 de abril; a segunda maior cidade da Bahia, Feira de Santana, recebe o festival de 13 a 15 de maio; o encerramento acontece de 09 a 11 de junho, em Itabuna.

Fazendo referência à frase icônica do poeta baiano Waly Salomão, o tema desta edição é “A linha da fronteira se rompeu”. Para Edson Bastos, produtor executivo do festival, esse mote visa debater a realidade social em que estamos vivendo hoje. “Queremos propor nessa sexta edição, reflexões sobre o rompimento de fronteiras, sobretudo as fronteiras que limitam o nosso pensamento. E encontramos na poesia Câmera de Ecos, escrito por Waly, a frase ideal para representar as discussões que queremos propor“, comentou Edson.

feciba 2

O tema reforça ainda o objetivo de levar as produções baianas a um público ainda maior. Cristiane Santana, coordenadora geral do festival, afirma que “o formato do FECIBA para este ano atende a própria vocação do projeto que é promover e premiar o cinema baiano e colocá-lo em constante contato com o público. Vale ressaltar que até o final da edição passada não tínhamos certeza da realização do projeto em 2016 por falta de perspectiva de apoio financeiro. Porém, em setembro de 2015 submetemos o projeto ao edital Agitação Cultural, que prevê a dinamização de espaços culturais públicos e privados na Bahia. Com isso, conseguimos realizar o nosso sonho de levar o FECIBA para mais cidades”.

Questões como territorialidade, liberdade de expressão, produção em diversas plataformas e regionalização serão somadas às discussões que ao longo das últimas cinco edições tem sido prioridades do FECIBA: fomentar o debate em torno do cinema e da produção audiovisual no estado, promover encontro entre os realizadores e o público e deslocar o debate a respeito do cinema e do audiovisual baiano para o interior.

Como já de costume, cada uma das três cidades receberá sete mostras de filmes:  Mostra Competitiva de Curtas, a Mostra Atualidades, a Mostra Retrospectiva, a Mostra Infanto-juvenil, a Mostra Bahia Afora, a Mostra Bahia Adentro e a Mostra Sexualidades; a programação contará ainda com oficinas de formação para o audiovisual, workshops, premiação e bate-papos presenciais e on-line.

Deixe uma resposta