Juazeiro: secretaria esclarece dúvidas sobre entregas de casas do Residencial Dr. Humberto

(Foto: Ilustração)

Após a demora no processo de entrega das casas do programa do Governo Federal “Minha casa, minha vida” no Residencial Dr. Humberto, em Juazeiro (BA), a diretora de Habitação da secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade, Gilnágila Machado, esclareceu que os beneficiários vão receber as residências normalmente.

“Estivemos com o Banco do Brasil e novamente cobramos a entrega dos contratos. Só após a chegada dos documentos poderemos dar continuidade aos trâmites legais de vistoria, assinatura, inauguração e entrega”, disse.

A diretora informou que o fato do processo ser mais demorado é porque “a documentação desse residencial é de responsabilidade do Banco do Brasil que tem sua gerência central em São Paulo, diferente dos residenciais que são de responsabilidade da Caixa Econômica, onde a agência central funciona em Salvador”.

De acordo com Gilnágila, o trabalho feito na gestão do prefeito Isaac, com mais de 9 mil casas entregues, terá continuidade na administração de Paulo Bomfim. “As pessoas contempladas podem ficar tranquilas que esse trabalho não será interrompido. As demais casas serão prontamente entregues logo que a documentação do banco esteja finalizada”, disse.

Ela ressaltou ainda a importância da procura por informações oficiais e pediu que a população procure o setor competente. “A equipe está apta a atender a todos que tiverem dúvidas. Estamos fazendo um trabalho transparente e logo que os contratos pendentes forem liberados, todos serão comunicados. Pedimos paciência e compreensão, pois as pessoas sorteadas já têm suas casas garantidas”, finalizou.

Com informações da ASCOM

4 Comentários

  • Carlos B.

    9 de março de 2017 at 11:25

    A verdade é que, a entrega das casas estão muito atrasadas e já não podemos esperar mais tanto tempo assim! ha uma falta de respeito para com os contemplados pois muitos desses moram de aluguel e alguns encontram-se desempregados e ja com ordem de despejo. Solicitamos que o Prefeito de Juazeiro se manifeste em defesa do povo “contemplados” acredito que seria a sua primeira boa ação desde a sua pose.

    Responder
  • patricia

    17 de março de 2017 at 21:53

    E verdade que as casas nao foram entrgues por conta do valor das prestaçoes que estão muito alta dai ta na justiça pois os contemplados nao teriam condiçoes pagar e ninguem fala nada, precisamos de alguma resposta

    Responder

Deixe uma resposta