Juscelino Kubitschek e Ayrton Senna podem ser inscritos no Livro Heróis da Pátria

(Foto: Internet)

As proposições estão prontas para inclusão na pauta da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE). (Foto: Internet)

O Livro dos Heróis da Pátria poderá ganhar duas novas personagens. Tramitam no Senado dois projetos de lei que propõem a inclusão dos nomes de Juscelino Kubitschek e de Ayrton Senna no livro de aço que reúne personalidades que tiveram papel importante na história do Brasil, como Getúlio Vargas, dom Pedro I, Tiradentes, Santos Dumont, Zumbi, Anita Garibaldi, Chico Mendes e Heitor Villa Lobos. A obra está depositada no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, em Brasília.

As proposições estão prontas para inclusão na pauta da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) e serão votadas em decisão terminativa. Se aprovadas e não houver recursos para que sejam votadas pelo Plenário do Senado, poderão seguir para análise da Câmara dos Deputados.

A Lei 13.229, de dezembro de 2015 alterou as regras de inscrição dos heróis no livro, reduzindo de 50 anos para dez anos o tempo de espera para homenagem a alguma personalidade após a sua morte. A mesma norma inseriu o nome do ex-deputado e ex-governador Leonel Brizola, morto em 2004, no Livro Heróis da Pátria. Essa foi a última inscrição na obra.

Fonte Agência Senado

Deixe uma resposta