Justiça proíbe Câmara de Vereadores de Casa Nova de votar contas da ex-prefeita Dagmar Nogueira

Zé Eduardo - Câmara presidente

Caiu como uma bomba o Procedimento Ordinário da justiça enviado a Câmara Municipal de Casa Nova – BA, pelo Juiz de Direito da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Juazeiro – BA, Dr. José Goes Silva Filho, suspendendo os efeitos do Parecer Prévio nº 406/08, que opinou pela rejeição das contas  da Prefeitura de Casa Nova, no exercício financeiro de 2007, até ulterior deliberação deste juízo.

O magistrado determinou ainda que a Câmara Municipal  se abstenha de apreciar a matéria e caso já tenha deliberado suspender os efeitos do ato legislativo, tudo sob pena de crime de desobediência e multa diária de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) para o caso de descumprimento.

A decisão vai ao encontro dos interesses pessoais do presidente da Câmara, vereador Zé Eduardo (PPS), aliando do prefeito Wilson Cota (PMDB), que optou em estabelecer os ritos para votação do parecer objetivando tornar a gestora Dagmar Nogueira inelegível, o que para muitos era visto como um ato de perseguição. Com a decisão judicial os vereadores ficam impedidos em dar continuidade a manobra, inclusive, as sessões convocadas pera deliberar sobre este assunto já forma suspensas para diretoria da Casa Legislativa.

Deixe uma resposta