Lojistas de Petrolina e Afrânio investem em decoração, atendimento e promoções para o dia das crianças

Presentes mais caros como videogames, por exemplo, serão adquiridos por apenas 2% da amostra. (Foto: ASCOM)

Faltam poucos dias para o Dia das Crianças, comemorado na próxima quinta-feira, 12 de outubro. Os comerciantes de Petrolina e de Afrânio estão apostando em decoração, novidades, promoções e excelência em bom atendimento para atrair os clientes.

De acordo com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL de Petrolina, Manoel Vilmar, a expectativa é que haverá um aumento de 3,4% frente a 2016, segundo constata uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). A Data deve movimentar R$ 9,7 bilhões no comércio brasileiro.

“A CDL de Petrolina, que presta atendimento ao comércio de Afrânio, está otimista com as vendas para o dia das crianças na região. A intenção de presentear em datas comemorativas sempre anima o mercado varejista. As crianças são excelentes consumidores. São elas quem direciona os pais para determinado produto. Por isso os empresários devem ficar atentos sobre as tendências e novidades para agradar os pequenos, principalmente no dia dedicado a eles”, destaca, Manoel Vilmar.

Para atrair a atenção dos pais, uma loja de presentes e confecção está tentando atrair os pais nesta data especial. “Comecei uma decoração especial para o dia das Crianças e percebi que o movimento melhorou muito. Coloquei peças de roupas em promoção e trouxe muitas novidades em brinquedos para agradar as crianças”, explicou a empresária, Renata Rodrigues.

Brinquedos, Roupas e Calçados

De acordo com o levantamento, os produtos mais procurados para a data em 2017 serão os bonecos e bonecas (31%), roupas e calçados (22%), aviões e carrinhos (9%), jogos educativos e de tabuleiro (8%), bicicletas, skate e patinetes (5%), bolas (5%) e doces (3%).

Presentes mais caros como videogames, por exemplo, serão adquiridos por apenas 2% da amostra. De acordo com o levantamento, 24% dos entrevistados irão acompanhados das crianças no momento de realizar as compras na data e 25% cedem as pressões dos filhos.

Deixe uma resposta