Lucas Ramos lamenta morte de ex-deputada Isabel Cristina

Lucas Ramos 02

O deputado estadual Lucas ramos (PSB) lamentou nesta quarta-feira (22) a morte da ex-deputada Isabel Cristina. Em sua página pessoal no Facebook, o parlamentar enviou um texto para a família de Isabel e ao povo de Petrolina, relembrando da importância e a trajetória política da ex-deputada.

“Nossos sentimentos à família da ex-deputada Isabel Cristina. Pernambuco perde uma mulher guerreira e comprometida com o povo que deixa saudades e uma história de amor e compromisso por nossa terra. Isabel era uma verdadeira fortaleza que permanecia firme diante das dificuldades e sempre defendeu a promoção de políticas públicas estruturadoras, sólidas, com especial atenção para a educação e a agricultura familiar. Esta postura, este pensamento e estas bandeiras rompem fronteiras e nos aproximam. Petrolina chora e já sente sua falta, professora.

E ao partir, a professora que ensinou a tantos petrolinenses nos deixa uma última lição: devemos sempre cuidar de quem mais precisa com dedicação, carinho e respeito. Isabel se vai, mas sua memória continuará ao nosso lado todos os dias, nas salas de aula, nos campos e nas ações que procuram construir um Pernambuco melhor como ela quis.

Nos resta a dor da saudade e a alegria de ter aprendido com seus ensinamentos. Vá em paz, Isabel.

Lucas Ramos, deputado estadual.”

Um Comentário

  • Machado Freire

    22 de junho de 2016 at 23:23

    A Isabel Cristina de Oliveira que conheci – faz um bom tempo, fez história como educadora, líder sindical e política, com uma carreira invejável: vereadora, vice-prefeita e deputada estadual numa Petrolina onde uma oligarquia continua querendo “dar as cartas”.
    Quando a conheci foi como Cristina da Apenope. Quase ninguém sabe, hoje, o que era Apenope : A Associação dos Professores do Estado de Pernambuco.
    A tenacidade, coragem e determinação de uma jovem negra, que estudou até se formar professora, foi o suficiente para transformar Cristina em uma liderança importante em Petrolina e no Sertão.
    Cristina chegou, inclusive, à Superintendência da Codevasf, entidade que ela e Mansueto de Lavor sempre foram os maiores críticos, por não aceitarem que o direcionamento político-eleitoreiro, sob o mando da família Coelho, fosse tão duradouro.
    Cristina fez por merecer ! Lutou como poucos para mudar a face do Sertão, a partir de Petrolina,
    Por um Sertão sem coronelismo. Por um Sertão democrático e na defesa de um povo que não pode “ser vendido” em pleno Século 21, como uma boiada qualquer.
    Ela, como nós, entendia que gente tinha que ser tratada como gente!
    Partiu, minha amiga prematuramente, aos 62 anos de idade.
    Ficou o exemplo de que vale apena lutar, porque lutar é preciso, sempre !
    Vai com Deus Isabel Cristina de Oliveira !

    Responder

Deixe uma resposta