Manoel da Acosap denuncia suposta invasão na divisa entre Petrolina e Afrânio; citados afirmam que fala é “leviana”

Vereador fez denúncia grave nessa segunda-feira (Foto: Blog Waldiney Passos)

O vereador Manoel da Acosap (PTB) participou do programa Super Manhã com Waldiney Passos de segunda-feira (30), na Rádio Jornal Petrolina e fez uma denúncia grave sobre o interior da cidade. Segundo o edil, membros do Poderes Legislativo e Executivo de Afrânio estão cometendo irregularidades na demarcação de terra.

“Imagine se o Brasil agora fosse invadir o território da Venezuela, ou se a gente fosse invadir as terras de Lagoa Grande. Imagine se um vereador de Petrolina fosse em Volta Grande, que é Afrânio e dizer que é Petrolina. Isso está acontecendo em Satisfeito II, dizendo que pertence a Afrânio“, afirmou.

Satisfeito II no olho do furacão

Manoel visitou o interior e conversou com a população. Ele coletou áudios para juntar em um documento a ser encaminhado à Justiça. “Eles estão tirando de ponta a ponta, tenho áudio do Satisfeito II. É o vereador Vavá e o vice-prefeito. Estou colhendo todas as provas para acionar a Justiça. Isso não pode acontecer, invadindo a terra dos outros”, disse.

De acordo com Manoel da Acosap, essa prática irregular é baseada em uma promessa política, contudo é ilegal. “Espero que o vereador venha se explicar na imprensa, o que escutei a coisa é grave“, concluiu. Confira a seguir a resposta dos citados.

Vereador e vice-prefeito negam acusação

Em nota encaminhada ao Blog, o vereador Vavá de Justino (MDB) afirmou que, por ser morador do interior recebia questionamentos sobre a divisa do município. “Através do mapa oficial vimos que realmente Afrânio vai mais além, com o nosso vice-prefeito fomos com o aplicativo simplesmente pra ter noção onde seria e com isso encontramos pessoas da comunidade”, disse.

Vavá nega a acusação de fim eleitoral, como Manoel afirmou. “Em nenhum instante pedimos pra fazer transferências de título, mas ficando claro que ali seria Afrânio, isso sendo oficialmente, seria evidente no futuro Afrânio expandir os serviços até a região. Não estou preocupado com voto, já ganhei duas eleições sem esses votos dessa região, ao contrário do vereador Manoel”, completou

Trabalho já dura um ano

Já o vice-prefeito Cloves Ramos (MDB) se disse surpreso com as afirmações de Manoel. “Sempre existiram dúvidas do nosso povo afraniense com relação ao limites Afrânio e Petrolina e isso de certa forma era aceitável pois não existia nenhum marco visual (pelo menos que eu conheça) indicando os limites fronteiriços dos dois municípios em questão, então, fomos em busca dos esclarecimentos junto aos órgãos competentes, e com o uso de novas tecnologias, internet, georreferenciamento, GPS etc, podemos afirmar agora que conhecemos perfeitamente os limites do nosso município com Petrolina“, disse.

Segundo Cloves, me momento algum houve invasão de área petrolinense. “Não adentramos no espaço do município de Petrolina da maneira irregular como afirma o ilustre vereador, na verdade segundo coordenadas georreferenciadas, estivemos dentro do município de Afrânio, conversando com os afranienses que até então achavam que moravam no município de Petrolina. Não estamos “invadindo a terra dos outros” como foi afirmado de forma leviana, uma vez que estivemos sempre dentro dos limites territoriais da nossa querida Afrânio“, finalizou.

Deixe uma resposta